James McAvoy e Patrick Stewart virão ao Brasil

Posted in Notícias with tags , , , , , , , , , , on 22 de abril de 2014 by Lucas Nascimento

xavier

Como parte do programa X-Perience – turnê da Fox que distribuirá o elenco de X-Men: Dias de um Futuro Esquecido em algumas regiões do mundo – os atores James McAvoy e Patrick Stewart, as duas versões do Professor Charles Xavier, virão para São Paulo divulgar o novo filme.

A dupla participará de uma coletiva de imprensa no dia 14 de Maio e de uma premiére do filme no dia seguinte.

Aguardemos por mais novidades!

X-Men: Dias de um Futuro Esquecido estreia no Brasil em 22 de Maio.

Jessica Chastain vai viver Marilyn Monroe em BLONDE

Posted in Notícias with tags , , , , , , , , , , , , , , on 22 de abril de 2014 by Lucas Nascimento

936full-jessica-chastain

Depois de Michelle Williams ter sido indicada ao Oscar por seu retrato de Marilyn Monroe em Sete Dias com Marilyn, é a vez de Jessica Chastain adotar a cabeleira loira e a pinta característica para viver a diva icônica do cinema norte-americano, substituindo Naomi Watts em Blonde.

O projeto é comandado pelo talentoso Andrew Dominik (parça do Brad Pitt, com quem realizou O Assassinato de Jesse James pelo Covarde Robert Ford e O Homem da Máfia), e promete um biopic incomum ao apostar em um tom mais dark do que a maioria dos exemplares do gênero. O roteiro e baseado no livro de Joyce Carol Oates.

Fisicamente, Chastain perde feio para Williams em termos de semelhança com Marilyn, mas tenho certeza de que a atriz entregará uma baita performance.

Andrew Dominik planeja começar a filmar Blonde em agosto deste ano.

-> Como pude esquecer, Chastain fica uma maravilha loira também!

THE HELP

Leonardo DiCaprio pode viver Steve Jobs no cinema

Posted in Notícias with tags , , , , , , , , , on 21 de abril de 2014 by Lucas Nascimento

142027-leonardo-dicaprio

Depois da saída de David Fincher do projeto de Steve Jobs bancado pela Sony Pictures (detentora dos direitos autorais da biografia não autorizada de Jobs), o estúdio já vai à procura de novos grandes nomes. Se Fincher apostava em Christian Bale para o papel principal, o novo candidato Danny Boyle (de 127 Horas, Quem quer ser um Milionário? e Trainspotting) traz uma opção ainda mais radical: Leonardo DiCaprio – com quem trabalhou em A Praia.

Percebe-se que a Sony aposta grande no projeto, que traz roteiro de Aaron Sorkin (oscarizado por A Rede Social e também responsável por O Homem que Mudou o Jogo e a série The Newsroom). O filme será composto por três atos de 30 minutos cada, e em tempo real – o que difere bastante da estrutura tradicional do filme estrelado por Ashton Kutcher.

Mais um biopic para DiCaprio? Oscar? Veremos.

| Divergente | Franquia literária falha ao tentar repetir sucesso de Jogos Vorazes

Posted in Aventura, Cinema, Críticas de 2014, Ficção Científica with tags , , , , , , , , , , , , , , , on 18 de abril de 2014 by Lucas Nascimento

2.0

DIVERGENT
Shailene Woodley é Tris: Talentosa

Como foi rápido. A bem sucedida franquia Jogos Vorazes ainda está no segundo capítulo e Hollywood já assumiu que governos autoritários são a nova moda, apostando agora na trilogia young adult Divergente, de Veronica Roth. O problema é que, ao contrário da série protagonizada por Jennifer Lawrence, o filme de Neil Burger não chega nem perto no quesito de oferecer boas discussões sociais e também falha como espetáculo, limitando-se a se concentrar no aspecto teen de sua história.

A trama, adaptada por Evan Daugherty e Vanessa Taylor, apresenta uma sociedade distópica futurista dividida em cinco facções: Abnegação, Audácia, Amizade, Erudição e Franqueza, cada uma com suas características e funções sociais diferentes. Nesse cenário, a jovem Tris (Shailene Woodley) acaba por descobrir ser uma Divergente, espécie que não se encaixa em nenhuma das divisões e representa uma ameaça para o governo autoritário de Jeanine (Kate Winslet).

Apesar de uma premissa remotamente interessante (remotamente, eu disse), Divergente desperdiça seus conceitos de ficção científica ao apostar na óbvia trama amorosa entre seus protagonistas. No primeiro momento em que Tris e Quatro (o estreante Theo James) compartilham um primeiro beijo apenas para que a trilha incidental traga uma musiquinha adolescente com gemidos angelicais, me ficou bem evidente o tipo de filme que Neil Burger estava fazendo – e para quem o estava. Ainda que o roteiro acerte ao criar uma protagonista forte e convincente na figura de Tris (e a ótima performance de Shailene Woodley é o que nos faz ter o mínimo de interesse nela), falha miseravelmente ao apresentar uma trama inteligente, transformando os personagens em figuras maniqueístas (afinal, que diabos a personagem de Kate Winslet quer?) e presas à arquétipos batidos: a sidekick Christina (Zoë Kravitz), o instrutor malvado (Jai Courtney) e o colega imbecil provocador (Miles Teller, que desperdício).

Burger até consegue empolgar com a exploração do excelente design de produção futurista de Andy Nicholson e em algumas sequências de ação, especialmente durante o treinamento da facção Audácia, onde sobram referências a Clube da Luta (“a luta só acaba quando um de vocês não aguentar mais”), mas que cativam pela brutalidade e a pontualmente eficiente trilha eletrônica de Junkie XL; outro bom discípulo do mestre Hans Zimmer. Mas ainda que traga uma boa sequência de alucinação aqui e ali (não se esqueçam de que Burger é responsável por Sem Limites), o filme se perde em um terceiro ato bagunçado e que de alguma forma consegue reunir a família INTEIRA da protagonista e um personagem (Marcus, vivido por Ray Stevenson) que o roteiro cisma em oferecer em importância no início, mas é rebaixado a um simples coadjuvante dispensável ao longo da narrativa.

Com certeza fãs do livro argumentariam que tais elementos são importantes dentro do livro ou de suas continuações, mas novamente insisto que cinema e literatura são mídias completamente opostas. E se o filme de Neil Burger não consegue sobreviver sozinho, já é uma evidência de sua irregularidade.

Excessivamente longo e sem graça, Divergente é uma aposta falha para o público maior, sendo limitada apenas aos admiradores do material original. Desperdiça um bom elenco e não chega nem aos pés da franquia que quer ser, carecendo de uma trama alegórica inteligente ou de um espetáculo verdadeiramente convincente.

Trailer final de X-MEN: DIAS DE UM FUTURO ESQUECIDO

Posted in Trailers with tags , , , , , , , , , on 16 de abril de 2014 by Lucas Nascimento

20140416-092145.jpg

Nesta madrugada, a Fox divulgou o trailer final de uma de suas apostas para 2014: X-Men: Dias de um Futuro Esquecido, que marca o retorno do diretor Bryan Singer e o encontro entre o elenco original com aquele de X-Men: Primeira Classe.

E esta é provavelmente a melhor das três prévias. Concentra-se na viagem no tempo de Wolverine e detalha melhor a trama – além de trazer diversas cenas inéditas. Confira:

X-Men: Dias de um Futuro Esquecido estreia em 22 de Maio.

Hans Zimmer voltará para continuação de O HOMEM DE AÇO

Posted in Notícias with tags , , , , , , , , , , , on 15 de abril de 2014 by Lucas Nascimento

hans-zimmer3

Como já era esperado, o compositor alemão – e gênio – Hans Zimmer confirmou que voltará para a continuação de O Homem de Aço, que vai unir Superman, Batman e Mulher Maravilha nos cinemas pela primeira vez. Zimmer falou que o grande dilema será criar um novo tema para o Homem-Morcego de Ben Affleck sem repetir, ou “trair”, seu trabalho na trilogia Cavaleiro das Trevas, de Christopher Nolan – com quem trabalha novamente em Interestelar.

Envolto na pré-produção do projeto, o diretor Zack Snyder ainda deve discutir algumas ideias com Zimmer.

E aproveitando a deixa, fiquem ligados que O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro também tem a assinatura de Zimmer na trilha sonora. Batman, Homem-Aranha e Superman… O que mais o cara pode fazer, hein?

Ainda sem título oficial, o filme estreia em Maio de 2016.

Confira o primeiro trailer de GAROTA EXEMPLAR

Posted in Trailers with tags , , , , , , , , , , , on 14 de abril de 2014 by Lucas Nascimento

gg

E o novo filme de David Fincher acaba de ganhar seu primeiro trailer. Garota Exemplar é a adaptação do livro homônimo de Gillian Flynn, sobre uma mulher (Rosamund Pike) que desaparece misteriosamente no dia do aniversário de seu casamento, tornando seu marido (Ben Affleck) o principal suspeito.

A prévia já estabelece o tom de suspense e a beleza estética dos filmes do diretor, trazendo um cover de “She”, de Charles Aznavour, com Richard Butler (do Pshychedelic Furs). Promete, confira:

Garota Exemplar estreia no Brasil em 2 de Outubro.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 236 outros seguidores