Diretores: Quentin Tarantino

Nesta Sexta-Feira (09/10), o novo filme do grande Quentin Tarantino, Bastardos Inglórios, entra em cartaz aqui no Brasil. Já estou contando os minutos para ir vê-lo, mas antes, vou fazer um especial, relembrando meus filmes preferidos de Tarantino. Vamos lá:

Cães de Aluguel (1992)

OtimoReservoir-Dogs  Tarantino começa com o pé direito em seu primeiro grande filme

Tarantino começa sua jornada cinematográfica com o pé direito nesse excelente filme policial, que conta as consequências de um roubo frustrado. Poucos cenários, poucos atores, mas um ótimo filme. Tarantino cria diálogos tão descontraídos e originais, que é impossível se cansar, e quando o filme acaba, você tem um gosto de quero mais. O elenco também é ótimo.

Nota: 9,0  

Pulp Fiction – Tempo de Violência (1994)

OtimoPulp Fiction  John Travolta e Samuel L. Jackson como uma das melhores duplas do Cinema

A obra-prima de Tarantino. Sua Mona Lisa, sua Capela Sistina, seu Poderoso Chefão. Sem dúvida um dos melhores filmes da História. Tarantino bola um roteiro tão original, que conta com três histórias que se cruzam, mas todas têm o mesmo ponto: gângsters e violência. Excelentes atuações, com destaque para a dupla formada por John Travolta e Samuel L. Jackson, que são simplesmente perfeitos em cena, discutindo massagens e hamburgueres franceses. Absolutmante interativo, não perca em hipótese alguma.

Nota: 10  

Kill Bill Vol. 1 (2003)

Otimo kill-bill-1  Duro de matar: Uma Thurman leva a melhor contra 88 oponentes

Não é nenhum segredo que Tarantino é fascinado por filmes de samurai e espadas. Esse filme pode ser considerado sua homenagem aos filmes de samurai, conseguindo impressionar com uma trama tão simples que pode ser resumida em uma palavra: vingança. Reunindo um bom elenco, com um roteiro simples, Tarantino acerta mais uma vez, criando cenas de luta impressionantes e antológicas, como a violenta e realista luta em que a Noiva encara sozinha uma gangue de 88 espadachins, levando a melhor. Acho que o cinema nunca teve uma luta de espadas tão cruel e exagerada como essa. Uma Thurman também está excelente.

Nota: 9,0 

Kill Bill Vol. 2 (2004)

Muito BomKill Bill 2       E a espada era a lei: A violência diminui, mas não perde qualidade

Continuando a sangrenta saga da Noiva, Tarantino diminui um pouco o ritmo de violência, para se focar mais no passado da personagem A Noiva e sua relação com Bill, mostrando o cruel treinamento com Pai Mei e a cena do casamento. Rendendo boas cenas de luta, um roteiro bom que se mantém fiel ao filme anterior, o que o Volume 2 da saga traz, é satisfação, principalmente com seu final, que inclui o golpe dos Cinco Dedos no Coração.

Nota: 8,5 

Sin City – A Cidade do pecado (2005)

OtimoSin-City  A única cena dirigida por Quentin Tarantino em Sin City

Na verdade, Tarantino não criou, nem dirigiu essa excelente adaptação de quadrinhos, ele é um Diretor Especialmente Convidado, dividindo a cadeira de diretor com Frank Miller e Robert Rodriguez. Tarantino só dirigiu uma cena do filme, aquela em que o personagem de Clive Owen é parado pela polícia. O filme em si é ótimo.

Nota: 9,0 

Grindhouse: À Prova de Morte (2007)

Muito-Bom Death Proof  O Cavaleiro das Trevas: Kurt Russel e seu carro à Prova de morte

O que é Grindhouse? Bem, foi a tentativa de Tarantino e Robert Rodriguez de prestar homenagem ao cinema trash, que orgulha-se de ser exagerado e extremamente violento. A brincadeira foi dividida em dois filmes: Planeta Terror de Rodriguez e À Prova de Morte de Tarantino. O filme realmente é trash e se orgulha disso criando situações absurdas e violência exagerada. Mas mesmo, assim é bem original e descontraído, contém boas perseguições de carro e uma cena de batida que vale pelo filme, mas chega a ser um pouco cansativo quando o Dublê Mike persegue outro grupo de garotas. Kurt Russel brilha no papel do assassino. É bem melhor do que Planeta Terror.

Nota: 8,0

 Bom pessoal, esse foi meu especial em homenagem a Quentin Tarantino. Seu novo filme, Bastardos Inglórios, promete ser mais uma obra-prima do diretor. Então, não deixe de conferir a crítica aqui. Até lá!

3 Respostas to “Diretores: Quentin Tarantino”

  1. Cara, vi seu blog atraves do blog do alemao e achei o maximo. tarantino eh bom demais!!!!!!!!

  2. […] Depois de três anos de atraso (!!!), chega ao Brasil a segunda metade de Gridhouse, brincadeira de Quentin Tarantino e Robert Rodriguez, com o objetivo de relembrar os filmes trash. Na trama, um serial killer que usa seu carro como arma persegue, um grupo de amigas. O filme já havia sido lançado em alguns festivais de cinema, mas chega no circuito grande só agora. Recomendo, é muito divertido e melhor que Planeta Terror. Censura: 16 Anos. Leia a crítica no Especial Quentin Tarantino. […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: