| Scott Pilgrim contra o Mundo | Upgrade em adaptações literárias


Kick-Ass: Scott Pilgrim arrebenta o Primeiro Ex-Namorado do Mal

Finalmente, posso escrever sobre Scott Pilgrim contra o Mundo, que estreia em circuito restrito (apenas em SP e em três cinemas) e têm seu lugar garantido não só como um dos melhores filmes de 2010, mas como uma das melhores adaptações para o cinema de outra mídia; no caso, os geniais quadrinhos de Bryan Lee O’Malley.

Como fã da obra original, aplaudo de pé o trabalho do diretor/roteirista Edgar Wright, que soube transmitir com inteligência e sutilidade alguns dos elementos “inadaptáveis” da HQ, como as onomatopéias, os balões informativos, entre outros. Há também muita influência de videogames; tanto em sua estrutura – o velho jogo de passar de fase, derrotar os vilões e pegar dinheiro – quanto em seus efeitos sonoros e elementos visuais.

Mas toda essa metalinguagem não seria nada sem uma boa montagem (acredite, é) e um roteiro bem elaborado. Comprimindo todas as 6 edições da HQ em pouco mais de 2 horas, o resultado é satisfatório e real; todos os personagens ganham traços específicos e o tempo em cena necessário para o desenvolvimento de cada um deles e muito espaço para bem coreografadas e empolgantes cenas de luta, que ficam ainda melhor com a excelente trilha sonora.

O roteiro aliás, acerta por dar mais ênfase aos momentos mais importantes (os Ex-Namorados do Mal, por exemplo) e aproveitar cenas impactantes que no gibi ocorrem muito cedo – o ataque de Knives Chau (Ellen Wong, excelente e muito talentosa) – e guardá-los para o grande clímax, onde eles têm uma importância maior.

E finalmente, uma análise sobre o elenco. Michael Cera se afasta um pouco da personalidade do personagem-título dos quadrinhos, construindo sua própria versão, acrescentando a ele um pouco mais de insegurança e emoção. Mary Elizabeth Winstead está perfeita como a misteriosa Ramona Flowers, Kieran Culkin absorve com eficiência o papel de Wallace e cada membro da Liga dos Ex-Namorados é arrasador – destacando aqui Brandon Routh e Satya Bhabha.

Com um pouco de tristeza, mas nenhuma surpresa, reparei em como a sala de exibição estava vazia. É lamentável que poucas pessoas tenham o conhecimento de um filme magnífico, divertido e completamente diferente do que você está acostumado de ver. Um upgrade, de fato.

Anúncios

5 Respostas to “| Scott Pilgrim contra o Mundo | Upgrade em adaptações literárias”

  1. Afinal, qual foi melhor: Kick-Ass ou Pilgrim?

  2. xD , fiz a ficha técnica de Scott Pilgrim aqui: http://www.contaefilmes.wordpress.com , entra, se puder ;D

  3. […] notícia para a bancada nerd: a Marvel Studios anunciou que o diretor Edgar Wright (de Scott Pilgrim contra o Mundo e a Trilogia do Cornetto) abandonou a direção de Homem-Formiga após diferenças criativas a […]

  4. […] curta já traz J.K. Simmons como o severo Fletcher, mas é Johnny Simmons (de Scott Pilgrim contra o Mundo) quem fica com o papel que seria de Miles Teller, e adapta uma das mais icônicas cenas do filme, e […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: