| Looper: Assassinos do Futuro | Só não precisava enfiar telecinese no meio

Encarando o passado: Bruce Willis e Joseph Gordon-Levitt se encontram

“Essa coisa de viagem no tempo vai fritar seu cérebro que nem ovos”, adverte o personagem Abe (Jeff Daniels) em um dos momentos de Looper: Assassinos do Futuro. Quando bem utilizado e compreendido, tal conceito realmente pode intrigar espectadores e surpreendê-los com seus extremos rumos. Escrito e dirigido por Rian Johnson, Looper é um dos melhores exemplares do gênero a sair nos últimos anos.

A trama é ambientada em uma sociedade onde a viagem no tempo só é utilizada por corporações criminosas, quando estas desejam eliminar vítimas, enviando-as 30 anos para o passado (onde é mais fácil “livrar-se de vestígios”) para que sejam executadas por um matador Looper. A situação complica-se quando o looper Joe (Joseph Gordon-Levitt) recebe um alvo inusitado: ele mesmo, que traz uma importante missão do futuro. Paro por aqui para não entregar mais detalhes.

Encontrar uma ideia original dessas é muito raro. Mais improvável ainda é vê-la funcionando, mas o pouco conhecido Rian Johnson (além deste novo filme, seu currículo no cinema traz A Ponta de um Crime e Vigaristas) faz um trabalho espetacular por trás das câmeras. Sua mise em scéne é inteligente e engenhosa e usufrua de recursos visuais cada vez menos presentes no Cinema blockbuster; reparem nos indícios sutis que comprovam a identidade do vilão Rainmaker: temos uma máquina de irrigação molhando uma plantação ou o quadro que traz uma colheita com nuvens carregadas no céu durante a cena do interrogatório com Sara (Emily Blunt). Outro bela observação é o movimento sutil que a personagem de Blunt faz na dobra de seu vestido, deixando bem clara suas intenções.

Tais detalhes comprovam a competência de Johnson como diretor – que apresenta também uma excelente mão para a ação – função que desempenha melhor do que como roteirista. A premissa e todo o estudo em cima do protagonista Joe funcionam com eficiência, mas ainda não vejo sentido na presença da telecinese na trama. Aprecio o senso de decepção quanto a seu surgimento (“Quando a telecinese surgiu, todos acharam que teríamos super-heróis, mas acabamos com idiotas que levitam moedas”), mas este surge apenas como um “extra”, sem trazer um valor narrativo importante.


Metamorfose: Joseph Gordon Levitt durante o processo de maquiagem

Com o rosto modificado para assemelhar-se a um jovem Bruce Willis, Joseph Gordon-Levitt continua se firmando como um dos melhores e mais carismáticos atores da atualidade. Mesmo que a maquiagem estranhe em diversos momentos, a performance de Levitt nos faz acreditar que este é Willis 30 anos mais novo (reparem no tom com que ele pronuncia “Não vai atirar no outro pé, Kid”) ao mesmo tempo em que não se limita a copiar a performance do colega. E mesmo que apresente um papel coadjuvante, Bruce Willis se sai melhor do que o costume, conseguindo equilibrar o drama de seu personagem com seu invejável talento de protagonizar cenas de ação. Pra fechar, Emily Blunt faz muito mais do que ser apenas “a mulher do filme de ação” e sua força é evidenciada logo durante sua primeira aparição, quando surge cortando lenha.

Tecnicamente satisfatório e surpreendente em suas decisões, Looper: Assassinos do Futuro é uma grande surpresa em um ano que carece de ideias originais. Explora ao extremo o conceito de viagem no tempo e promete consolidar a carreira de Rian Johnson, um nome que promete trazer boas contribuições à Sétima Arte. E o Cinema anda precisando de profissionais assim…

Anúncios

9 Respostas to “| Looper: Assassinos do Futuro | Só não precisava enfiar telecinese no meio”

  1. Ótima critica, me deixou bastante ansioso para ver

  2. Gostei bastante do que li, e pelo que pude ler em outros espaços o que escreveu só confirma o que eu já sabia quando soube desse filme, que iria gostar muito. Agora é ir ao cinema e comprovar!

    Ah, sou nova aqui então parabéns pelo site, bacana aqui *

    • Gostei do filme, apesar de em alguns momentos esperar mais dinamismo nas cenas de ação, fodástica a ideia de explorar viagem no tempo sem querer explicar linhas temporais ou coisa do tipo. Recomendo a todos.

  3. *******SPOILER LEVE*****

    Se no futuro é impossível esconder um corpo e a única forma é mandar pro passado como eles matam a mulher dele e botão fogo na casa, depois mandam ele pro passado??? O corpo dela seria achado da mesma forma, a polícia é tão boa la que é impossível você se safar de uma assassinato, mas mesmo assim matam a esposa e levam ele, porque já não mataram ele ali a besteira estava feita. E por que mandar o Looper pra ser morto por ele mesmo, arriscando a chance de se reconhecerem? Como diz o Jovem nerd, mesmo com a suspensão de descrença ligada no máximo esses furos não conseguem fazer sentido na minha cabeça! Sobre a telecinese o próprio autor já comentou, sendo assim encerro aqui!

    • ao colega acima:1) Lembre-se que no futuro, quem manda é o tal do Rainmaker, por isso ele pode matar qualquer um sem ter que esconder o corpo! 2) Eles mandam sempre a vitima com um saco na cabeça! Esqueceu?

      Sobre a critica: Telecinese aparece como forma de explicar, de onde veio o poder do Rainmaker! Nunca assistiu AKIRA?

  4. […] Ator que vem se mostrando uma das melhores faces da nova geração, estrelou a ficção científica Looper: Assassinos do Futuro, ganhou um papel fundamental em Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge e ainda descolou um pequeno […]

  5. […] acaba de divulgar mais um nome envolvido na saga espacial de George Lucas. Rian Johnson, diretor de Looper – Assassinos do Futuro e alguns dos melhores episódios de Breaking Bad, foi contratado para escrever e dirigir o […]

  6. […] como um poderoso estudo de personagem. Seu conceito de paradoxos lembra bastante o também ótimo Looper: Assassinos do Futuro, mas o longa dos Spierig se sobressai por manter o foco no drama de seus personagens, ao invés da […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: