Arquivo para adam sandler

| Pixels | Crítica

Posted in Aventura, Cinema, Comédia, Críticas de 2015 with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on 30 de julho de 2015 by Lucas Nascimento

1.5

pixels
Os “mini ghosts” encaram a ameaça de Pac-Man

Já faz muito tempo desde que, conscientemente, embarco num filme que traz em seu pôster o nome de Adam Sandler. Confesso que já me diverti bastante com as obras do ator quando criança, mas de uns tempos pra cá, Sandler foi transformando-se num ser insuportável e sem graça, assumindo que só trabalhava em alguns filmes “para viajar”, tendo até a própria Sony Pictures envergonhada de financiar seus projetos – como revelado no traumático leak do estúdio ano passado. Portanto, quando Adam Sandler é o fator mais suportável da aventura Pixels, sabemos que algo bem ruim nos aguarda.

A trama até parte de uma premissa interessante, quando uma raça alienígena misteriosa utiliza de figuras icônicas de videogames dos anos 80 para atacar a Terra. Em uma ação inesperada, o presidente dos EUA (Kevin James e não, isso não é uma piada mesmo) contata seu antigo amigo de infância (Adam Sandler) para liderar uma equipe especializada no assunto e salvar o planeta.

Parece muito o tipo de filme que sairia no final dos anos 80 ou começo dos 90, e confesso que esperava algo mais divertido de tal premissa. O roteiro de Tim Herlihy e Timothy Dowling adapta um curta-metragem homônimo de Patrick Jean, no qual Nova York era atacada por monstros em 8-bit. Infelizmente, o projeto caiu nas mãos da Happy Madison de Adam Sandler, que leva a história para uma direção infantilódie e povoada por piadas sem graça, machistas e apelativas: tudo bem se alguém acha engraçado o tipo de humor promovido por caras irritantes como Josh Gad e Kevin James – que basicamente só gritam como garotinhas e apostam em escatologias -, mas simplesmente não funciona para mim. Sandler não chega a perturbar, já que seu tipo é o mesmo em praticamente todas as suas produções e as piadas de seu personagem limitam-se a fazer referências pop (“Calado aí, Zack Efron”). Ha.

Pra piorar, enquanto seus personagens e situações são completamente ridículos (isso porque nem mencionei a pavorosa subtrama amorosa que envolve Michelle Monaghan), o longa inexplicavelmente tenta se levar a sério em seus momentos mais… Er, dramáticos? Ver Sandler perseguindo o Pac-Man num carro enquanto proclama para si mesmo num tom preocupante que “se falhar aqui, o mundo todo acaba” (eu juro que esperava um punch line) ou assumindo uma risível pose heróica num combate com o Donkey Kong inadvertivelmente transforma-se na piada mais inesperada de toda a produção. Porém, todas as subtramas que envolvem a relação de Sandler com o filho de Monaghan, a “discussão ética” sobre trapacear ou não e até discursos de amor verdadeiro, que envolvem a personagem Lady Lisa (é uma coisa tão idiota que senti voltade de xingar o roteirista em plena sessão), são igualmente hilários.

O diretor Chris Columbus até tenta trazer um pouco de ânimo com as cenas de ação, que chegam a ter certo dinamismo visual, com os planos mais unidimensionais durante o embate com Kong sendo eficientes na proposta de emular o estilo do videogame, mas não convencem quando temos protagonistas tão imbecis. Confesse, a única hora que é possível sentir algum ânimo é quando “We Will Rock You”, do Queen, começa a tocar.

Pixels começa com um conceito divertido, mas logo revela-se bobo demais para de fato funcionar, além de contar com um humor nada elegante de Adam Sandler e companhia.

Anúncios

Confira os indicados ao Framboesa de Ouro 2012

Posted in Prêmios with tags , , , , , , , , , , , , , , on 26 de fevereiro de 2012 by Lucas Nascimento

“Honrando” os piores filmes do ano passado, confira as indicações do Framboesa de Ouro 2012:

PIOR FILME

A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte I

Cada um tem a Gêmea que Merece

Dotado Para Brilhar

Noite de Ano Novo

Transformers – O Lado Oculto da Lua

PIOR DIRETOR

Bill Condon – A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte I

Dennis Dugan – Cada um tem a Gêmea que Merece e Esposa de Mentirinha

Garry Marshall – Noite de Ano Novo

Michael Bay – Transformers – O Lado Oculto da Lua

Tom Brady – Dotado Para Brilhar

PIOR ATOR

Adam Sandler – Cada um tem a Gêmea que Merece e Esposa de Mentirinha

Nick Swardson – Dotado Para Brilhar

Nicolas Cage – Caça as Bruxas, Fúria Sobre Rodas e Reféns

Russell Brand – Arthur – O Milionário Irresistível

Taylor Lautner – A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte I e Sem Saída

PIOR ATRIZ

Adam Sandler – Cada um tem a Gêmea que Merece (como Jill)

Kristen Stewart – A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte I

Martin Lawrence – Vovó… Zona 3 – Tal Pai, Tal Filho (como Momma)

Sarah Jessica Parker – Não Sei Como Ela Consegue e Noite de Ano Novo

Sarah Palin – Sarah Palin – The Undefeated

PIOR ATOR COADJUVANTE

Al Pacino – Cada um tem a Gêmea que Merece

James Franco – Sua Alteza?

Ken Jeong – O Zelador Animal, Se Beber, Não Case! – Parte II, Transformers – O Lado Oculto da Lua e Vovó… Zona 3 – Tal Pai, Tal Filho

Nick Swardson – Dotado Para Brilhar e Esposa de Mentirinha

Patrick Dempsey – Transformers – O Lado Oculto da Lua

PIOR ATRIZ COADJUVANTE

Brandon T. Jackson – Vovó… Zona 3 – Tão Pai, Tal Filho (como Charmaine)

David Spade – Cada um tem a Gêmea que Merece (como Monica)

Katie Holmes – Cada um tem a Gêmea que Merece

Nicole Kidman – Esposa de Mentirinha

Rosie Huntington-Whiteley – Transformers – O Lado Oculto da Lua

PIOR ROTEIRO

A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte I

Cada Um Tem a Gêmea Que Merece

Dotado Para Brilhar

Noite de Ano Novo

Transformers – O Lado Oculto da Lua

PIOR REMAKE, PREQUEL, RIP-OFF OU SEQUÊNCIA

A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte I

Cada um tem a Gêmea que Merece (remake/rip-off de Glen ou Glenda?)

Dotado Para Brilhar (rip-off de Boogie Nights – Prazer Sem Limites e Nasce Uma Estrela)

Se Beber, Não Case! – Parte II (sequência “e” remake)

PIOR CONJUNTO NA TELA

Todo o elenco de A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte I

Todo o elenco de Cada Um Tem a Gêmea Que Merece

Todo o elenco de Dotado Para Brilhar

Todo o elenco de Noite de Ano Novo

Todo o elenco de Transformers – O Lado Oculto da Lua

PIOR DUPLA

Adam Sandler & Jennifer Aniston ou Brooklyn Decker – Esposa de Mentirinha

Adam Sandler & Katie Holmes ou Al Pacino ou Adam Sandler – Cada um tem a Gêmea que Merece

Kristen Stewart & Taylor Lautner ou Robert Pattinson – A Saga Crepúsculo: Amanhecer – Parte I

Nicolas Cage & Qualquer pessoa com quem ele tenha contracenado em qualquer um de seus três filmes em 2011 – Caça as Bruxas, Fúria Sobre Rodas e Reféns

Shia LeBeouf & Rosie Huntington-Whiteley – Transformers – O Lado Oculto da Lua

Os “vencedores” serão anunciados no dia 1º de Abril.

Insert Coin: Especial SCOTT PILGRIM CONTRA O MUNDO

Posted in Especiais with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 25 de outubro de 2010 by Lucas Nascimento

Depois de passar pelo perigo de não estrear nos cinemas brasileiros, Scott Pilgrim contra o Mundo chegou, prometendo ser um dos grandes filmes do ano, mesmo que ninguém o veja. Acompanhe o especial.

Publicada em 6 volumes nos EUA e em 3 aqui no Brasil (o volume 2 está pra sair), a série Scott Pilgrim é uma das melhores HQs que já tive o prazer de ler; a trama é simplesmente… Uau! Contando com elementos de videogame, perfis no meio da história e onomatopeias malucas, percebe-se que o autor Bryan Lee O’Malley se divertiu muito desenvolvendo o gibi; e quem se diverte mais ainda é o leitor.

O traço e a coloração em preto e branco lembram um pouco mangá, mas não seguem a mesma estrutura narrativa.

Desde a finalização do primeiro volume da série (Scott Pilgrim’s Precious little life), já era existente o desejo de uma adaptação para o cinema. Apesar de discordar no início, Bryan O’ Malley apoiou o projeto, dando sugestões e anotações. Na época, o diretor Edgar Wright acabava de terminar Todo Mundo Quase Morto.

As filmagens começaram em Março de 2009, em Toronto no Canadá (onde se passa a trama no quadrinho) e terminaram em Agosto do mesmo ano. O trabalho foi a pós-produção, repleta de efeitos visuais. Assim como em Kick-Ass, a saga ainda não havia chegado ao fim, por isso o final do filme é diferente do da HQ.

O filme estreiou em Agosto nos EUA, tendo uma arrecadação muito fraca nas bilheterias, o que quase cancelou a estreia do longa no Brasil. Não fosse a mobilização no Twitter, provavelmente este especial não estaria aqui agora, muito menos o filme.

Scott Pilgrim (Michael Cera)

Canadense de 20 e poucos anos, vida boa, baixista de uma banda de garagem e que passa a maior parte do tempo jogando videogames. Tudo muda quando Scott conhece Ramona Flowers, mas para ficar com ela, ele deve derrotar seus 7 Ex-Namorados do Mal.

Ramona Flowers (Mary Elizabeth Winstead)

Misteriosa americana que acaba de se mudar para o Canadá, trabalha como entregadora da Amazon e logo desperta a atenção de Scott. Ela dá informações sobre seus ex-namorados.

Wallace Wells (Kieran Culkin)

Colega de quarto gay de Scott (e um dos mais divertidos personagens da saga), Wallace dá conselhos e ajuda a seu amigo, enquanto suporta seu vício em festas e videogames.

Knives Chau (Ellen Wong)

Antes de conhecer Ramona, Scott teve um pequeno namoro com a colegial Knives Chau, que se apaixonou por ele após ver um ensaio de sua banda. Quando Scott termina o namoro, tudo o que ela quer é vingança.

A Liga dos Sete Ex-Namorados do Mal

1. Matthew Patel (Satya Bhabha) : O namoro de Patel com Ramona começou no colégio, durando apenas uma semana. Ameaçando Scott, o sujeito conta com alguns poderes místicos.

2. Lucas Lee (Chris Evans): Skatista no colégio, Lee tornou-se astro de filmes de ação, sempre sucessos de bilheteria. Na luta contra Scott, conta com sua força bruta e equipe de dublês.

3. Todd Ingram (Brandon Routh): Baixista de uma banda de rock, Ingram possui poderes sobrenaturais graças a sua dieta Vegan (“ele fez academia vegan e tudo mais…”). É meio leigo.

4. Roxanne “Roxy” Ritchie (Mae Whitman): A única mulher da Liga, a meia-ninja Roxy foi parte de uma experiência “bi-curiosa” de Ramona.

5. e 6. Kyle & Ken Katayanagi (Shota Saito & Keita Saito): Gêmeos japoneses e famosos músicos, Ramona namorou os dois ao mesmo tempo.

7. Gideon Graves (Jason Schwartzman): Gênio maléfico, Gideon comanda a Liga dos Ex-Namorados e possui habilidades de luta avançadas.

Alguns memoráveis personagens nerds do cinema (e um grupo indispensável da TV).

McLovin

McLovin! Já virou ícone do século XXI, um dos mais divertidos e engraçados personagens que eu já vi. Armado com sua identida falsa e timidez, o adolescente se solta no fim do filme e, mesmo que sejam só alguns segundos, é o único que se dá bem.

George McFly

Um dos nerds mais bem caracterizados no cinema, o pai do herói Marty McFly, George, teve a sorte de conhecer uma bela moça e cresceu nerd (uma atuação excelente de Crispin Glover). Sua radical mudança, provocada por seu filho ao voltar no tempo, é inspiradora e real.

Dave Lizewski

O que faz um personagem recente e muito pouco conhecido aqui? Dave Lizewski, desengonçado e nerd não ficou apenas fantasiando com histórias de super-heróis; ele foi à luta!

Sheldon Cooper

Pela primeira vez no blog, uma homenagem a um personagem da televisão! Apesar de The Big Bang Theory não ser lá essas coisas, o intelectual arrogante Sheldon vale a visita. Sempre expondo sua opinião e a lógica dos eventos, é muito divertido e nerd de carteirinha. Ah, é claro, Bazzinga!

Scott Pilgrim teve que enfrentar 7 Ex-Namorados. O que mais os “romeus” do cinema já encararam, em nome do amor?

Quem vai Ficar com Mary?

Além de enfrentar diversos pretendentes (incluindo seu melhor amigo), o personagem de Ben Stiller sofre. É preso e confundido com um assassino, gasta muito dinheiro em pscicólogos e prende o zíper naquele santo lugar… Espartano esse cara.

Como se fosse a Primeira Vez

Realmente, ter que lembrar a garota que você namora todo dia de que eles se conhecem é real… Adam Sandler e Drew Barrymore lideram a agradável comédia, que é muito divertida.

Bem, o especial acaba aqui, mas não deixe de conferir a crítica de Scott Pilgrim contra o Mundo na Sexta-Feira. Até mais!

ATUALIZAÇÃO: A estreia do filme foi mudada para o dia 05/11 em SP.

Esta semana nos cinemas… (24/07)

Posted in Esta Semana nos cinemas with tags , , , , , , , , , , on 23 de setembro de 2010 by Lucas Nascimento

Confira abaixo as principais estreias dessa semana nos cinemas do Brasil:

Gente Grande

Adam Sandler reúne sua trupe de amigos comediantes em um filme que não me chama nem um pouco atenção, o trailer não tem graça. Na trama, um grupo de amigos que não se via desde os tempos de colégio se reúne para um fim de semana cheio de confusões. Censura: 12 anos

O Último Exorcismo

Opção favorável aos fãs de terror, o longa adota aquela famosa técnica de filmagem em 1a pessoa. Na trama, o reverendo Cotton Marcus prepara-se para seu último trabalho envolvendo exorcismos, documentando cada detalhe. Censura: 14 anos

Wall Street 2 – O Dinheiro Nunca Dorme

Depois de quase 20 anos, Oliver Stone entrega a sequência para um de seus trabalhos mais prestigiados. Na trama, Gordon Gekko sai da prisão e tenta alertar Wall Street de um colapso financeiro, adotando como aprendiz um jovem recém iniciado no mundo econômico. Censura: 14 anos

Bem, essas são suas opções; escolha bem e tenha uma ótima sessão!

| Tá Rindo do quê? | – Apatow mostra que também é sério

Posted in Comédia, Críticas de 2010, Drama, DVD with tags , , , , on 12 de janeiro de 2010 by Lucas Nascimento

  Encontro de titãs: Adam Sandler e Seth Rogen contracenam pela primeira vez

Se alguém me perguntasse que tipo de comédia reinava há uns 4 anos atrás, eu teria de dizer que seria a de Adam Sandler. Mas se me perguntassem qual comédia reina hoje em dia, seria a do diretor/produtor/roteirista Judd Apatow. Cheio de pérolas no currículo, mas com apenas dois filmes dirigidos e escritos por ele, ele ataca como diretor pela terceira vez; unindo-se com Adam Sandler em um projeto muito mais sério, dramático e, ainda assim; muito engraçado.

Na trama, George Simmons é um comediante stand up que descobre ter uma doença terminal. Ele contrata o aspirante Ira Wright para se tornar seu assistente, ajudando-o a escrever piadas. A surpresa acontece quando George descobre ter vencido a doença e, assim, decide dar um rumo à sua vida.

É um filme muito bom. Fracasso de bilheteria nos EUA, o filme merece a visita nos DVDs. Apatow mostra que amadureceu muito e nos entrega uma história que beira mais o drama do que a comédia, mas isso não quer dizer que as clássicas piadas com referências pop estão de fora (não me atrevo a comentar a hilária piada envolvendo Tom Cruise, David Beckham e Will Smith), arrancando risadas e aliviando um pouco o clima melancólico do filme.

Sobre os atores, podemos começar com Adam Sandler. Sem dúvida alguma, a melhor performance de sua carreira, bem mais sério e convincente, mas sem nunca perder uma chance de fazer piada. Seth Rogen é simplesmente um dos melhores atores cômicos da atualidade e ele mantém a coroa com seu divertido papel. Leslie Mann como Laura convence como faz na maioria de seus papéis. O elenco coadjuvante (Jonah Hill e Jason Schwartzman) está muito bem também.

 Apatow continua explorando a fundo seus personagens, mas ele chega a um ponto em que a história fica muito arrastada e longa. O erro foi a tentativa de George de se reconciliar com um antigo amor. Isso poderia ser facilmente diminuído e o filme seria mais ágil e causaria o mesmo impacto. Não é a obra-prima de Apatow, mas nem de longe é seu pior filme.

Resumindo, é o mais maduro trabalho de Apatow que rende muitas piadas, emoções e performances excelentes, apesar de o filme começar a ficar arrastado perto do fim, o roteiro ficar meio fraco, mas tudo isso é perdoado na cena final, onde fica bem claro, que Judd Apatow não é apenas um diretor de comédias, ele também tem um lado muito sério que pode ser explorado futuramente.