Arquivo para billy cristal

| Universidade Monstros | Primeiro prelúdio do estúdio fica aquém de sua gloriosa reputação

Posted in Animação, Cinema, Críticas de 2013 with tags , , , , , , , , , , , , , , , on 23 de junho de 2013 by Lucas Nascimento

3.0

mu
Toga! Toga! Mike e Sully nos tempos de faculdade

A Pixar teve um período espetacular nos cinemas. De 2005 até 2010, o estúdio filiado pela Walt Disney foi responsável por alguns dos melhores filmes de animação de todos os tempos: Os Incríveis, Ratatouille, Wall-E, Up – Altas Aventuras e Toy Story 3 conquistaram não só o público infantil, mas também fez muitos adultos chorarem (eu ainda apanho dos 10 minutos iniciais de Up) e refletirem sobre os temas contidos nesses trabalhos – quase todos indicados ao Oscar, dois deles ao de Melhor Filme. A Era de Ouro da Pixar acabou com Carros 2 e Valente, filmes que- mesmo tendo sido bem recebidos – careciam do valor sentimental/maduro encontrado em seus trabalhos anteriores. Universidade Monstros chega para tentar reafirmar o posto absoluto do estúdio, mas não é nada além de um filme divertido.

A trama serve como prelúdio para o genial Monstros S.A., mostrando Mike Wazowski (voz de Billy Cristal na versão original) e James P. Sullivan (voz de John Goodman) se conhecendo na Universidade Monstros, uma faculdade especializada no ensino dos sustos e formadora de funcionários para a famosa empresa do filme anterior. Aqui, a dupla se alia a um grupo ridicularizado a fim de ganhar um torneio essencial para o curso de Assustadores.

Comandado pelo estreante Dan Scanlon (que também assina o roteiro ao lado de Robert L. Baird e Daniel Gerson), Universidade Monstros é eficiente ao trabalhar alguns elementos de sua empolgante proposta: como funcionaria uma instituição de ensino de monstros? Daí entra a esperteza do texto ao transportar todos os estereótipos de universidades norte-americanas (os esportistas, os nerds, os hippies e toda aquela divisão de fraternidades) ao universo de monstros nada assustadores, mas que continuam surpreendendo por suas composições inventivas (a personagem dublada por Helen Mirren, uma mistura de inseto com dragão, é particularmente interesssante). As melhores piadas funcionam pelos pequenos detalhes.

O que nos leva ao grande problema do filme. A história aqui é pautada em uma estrutura formulaica, prevísivel e que não parece ter nada muito significativo a dizer (além de uma óbvia valorização do trabalho em equipe). Claro, o público-alvo nesse tipo de produção é a faixa etária dos 10 anos, mas a Pixar sempre conseguia trazer algo além. Não temos aqui uma história emocionante como a do velhinho Carl, um amadurecimento profundo como o de Andy ou um antagonista complexo como o crítico gastronômico Ego. O prelúdio se sai bem como uma animação divertida e que entretém, mas não parece demonstrar a ambição por temas mais elaborados. Como fã de Monstros S.A., fico decepcionado por não ter sido bem explorada a relação entre Mike e a salamandra Randy Boggs (voz de Steve Buscemi); é revelado aqui que os dois eram amigos, mas o desmantelamento dessa amizade se dá por motivos rasos, jamais ganhando o foco necessário para justificar a vilania do personagem no primeiro filme.

Ainda estou esperando que a Pixar volte a me estapear com suas incríveis doses de sentimento e humor. Universidade Monstros é um bom filme, mas o estúdio pode (e está devendo) fazer muito melhor.

Obs: Há uma engraçadíssima cena pós-créditos.

Obs II: Como de costume nos filmes da Pixar, é exibido um curta-metragem antes do início do filme. “O Guarda-Chuva Azul” é bonitinho, mas nada espetacular.

Anúncios

Oscar 2011: Transmissão ao Vivo

Posted in Prêmios, Transmissão ao Vivo with tags , , , , , , , , , , , , , , , on 27 de fevereiro de 2011 by Lucas Nascimento

Atualizado com as fotos da cerimônia.

Já está no ar. Logo após as celebridades terminarem de desfilar com suas variadas vestimentas, começo com a transmissão e comentários.

21:55h –  Boa noite! No momento, a TNT faz uma retrospectiva dos dez filmes indicados.

21:58h – Gostei do O Vencedor, mas considero-o intruso na categoria Melhor Filme…

22:03h – Ah não. A cerimônia só começa às 22:00h. Ou seja, mais meia hora de pré-show… No momento, entrevistas com o co-apresentador James Franco. Ele parece seguro.

22:22h – Ótimo. Todo mundo se ajeitando no Kodak Theater. A Premiação começa em 7 min.

22:27h – Provavelmente, o último intervalo comercial antes do início da cerimônia. 3 min.

22:32h – Começou. James Franco e Anne Hathaway brincam ao aparecer dentro dos filmes indicados. Começando por A Origem. Muito bacana por enquanto…

22:33h – Ok, estou gostando muito!

22:35 – Deu até Morgan Freeman e Alec Baldwin nas participações especiais…

22:36h – Tá. “Pato Marrom” como sátira de Cisne Negro foi ridículo…

22:37h – Ponta bacana do De Volta para o Futuro.

22:38h – E Anne Hathaway e James Franco aparecem no palco!

22:40h – As piadas estão mornas, mas os dois estão carismáticos. Franco parece meio Pineapple Express…

22:41h – Tom Hanks chega para apresentar Direção de Arte e Fotografia. Apostas: A Origem e Bravura Indômita, respectivamente.

22:43h – Hanks dá bons exemplos de filmes vencedores na categoria.

22:45h – Alice no País das Maravilhas ganha Melhor Direção de Arte. Ou seja, Avatar ganhou de novo…

22:46h – Agora Fotografia. Vamo Deakins!

22:47h – Uau. A Origem ganha Melhor Fotografia! Merece, merece. Wally Pfister é demais.

22:48h – Intervalos comerciais. Roger Deakins e sua fotografia de Bravura Indômita realmente mereciam o prêmio, mas hoje, estou feliz por qualquer prêmio que A Origem levar. Quanto à Direção de Arte, Alice é muito bonito, mas fica repetitivo depois de Avatar ganhar ano passado.

22:52h – Voltamos. O grande Kirk Douglas sobe ao palco, jogando charme na Anne Hathaway.

22:53h – E ele vai apresentar Melhor Atriz Coadjuvante. Torço pela Hailee Steinfeld do Bravura Indômita.

22:57h – Kirk Douglas tá demais!

22:57h – Melissa Leo ganha Atriz Coadjuvantem, por O Vencedor. Que bom…

23:58h – “Oh, Oh, Oh Uau!”

23:00h – Ok, legal. Próximo: Justin Timberlake e a (linda) Mila Kunis subindo no palco.

23:02h – Vão apresentar Melhor Animação e Curta de Animação. Toy Story 3 ganha, obviamente. Curta? Não tenho ideia, mas aposto em Day & Night.

23:03h – E Melhor Curta de Animação vai para The Lost Thing.

23:05h – E agora, Melhor Filme de Animação. Toy Story 3, claro.

23:06h – Toy Story 3 ganha Melhor Animação.

23:08h – Brake! Melissa Leo está boa em O Vencedor, mas nem de longe está melhor que Hailee Steinfeld. Toy Story 3 merece Animação e Kirk Douglas fez uma participação memorável e divertidíssima.

23:12h – Voltamos e com retrospectiva da primeira cerimônia do Oscar da História! 1929, onde Asas venceu Melhor Filme.

23:13h – Agora, Josh Brolin e Javier Bardem apresentam os prêmios de Roteiro Adaptado e Original. Apostas: A Rede Social e O Discurso do Rei, respectivamente.

23:14h – A Rede Social ganha Melhor Roteiro Adaptado. Nenhuma surpresa, extremamente merecido.

23:16h – Agora, Roteiro Original. Como eu queria que A Origem ganhasse…

23:18h – O Discurso do Rei ganha Melhor Roteiro Original.

23:20h – Mais intervalo. Bem, A Rede Social indubitavelmente é digno do prêmio, sem contradições. Agora, O Discurso do Rei possui ótimos diálogos e monólogos, mas nem de longe é a ideia original que é A Origem.

23:23h – Já voltou? Que rápido. Anne Hathaway fazendo número musical. Canta bem e faz uma divertida piada com Hugh Jackman.

23:25h – James Franco vestido de mulher. Ta forçando hein…?

23:26h – Helen Mirren e Russell Brand apresentam Melhor Filme Estrangeiro.

23:27h – Em um Mundo Melhor ganha Melhor Filme Estrangeiro (ufa, apostei nele num bolão).

23:29h – Reese Whiterspoon apresenta Melhor Ator Coadjuvante. Christian Bale, claro.

23:32h – Christian Bale ganha Melhor Ator Coadjuvante, por O Vencedor.

23:33h – Gostei do terno dele. Muito bom gosto, mesmo.

23:35h – Mais intervalos. Christian Bale realmente merece o Oscar, sua performance em O Vencedor é o que o filme tem de melhor. Quanto à Filme Estrangeiro, não vi nenhum dos indicados – que vergonha…

23:38h – Voltamos. Exatamente 3 minutos de comerciais! E agora vem discurso do Presidente da Academia. Ótimo…

23:40h – Hugh Jackman e Nicole Kidman apresentam categorias de Som. Boa retrospectiva sobre a evolução do som no cinema.

23:41h –  Existe compositor melhor do que John Williams?

23:42h – Agora vem Trilha Sonora. Ou Discurso do Rei, Rede Social ou Origem. O que ganhar está ótimo.

23:44h – Boa. A Rede Social ganha Melhor Trilha Sonora. Trent Reznor e Atticus Ross recebem as estatuetas.

23:45h – Scarlett Johanssom e Matthew McCoughney apresentam Edição de Som e Mixagem de Som. Deve ser A Origem nas duas.

23:47h – A Origem ganha Melhor Mixagem de Som. Boa.

23:49h – A Origem ganha Melhor Edição de Som. BRAUMMMMMMMMMMMMMM

23:50h – Intervalos. A Rede Social tem uma trilha muito boa e original, merece. A Origem, sem comentários é uma maestria sonora.

23:54h – Voltamos. Marisa Tomei sobre ao palco, pra falar sobre The Cientific Awards.

23:55h – Cate Blanchett apresenta Melhor Maquiagem e Figurino.

23:56h – O Lobisomem ganha Maquiagem. Realmente, nenhum dos outros indicados poderia vencer (ou até mesmo ser indicados).

23:58h – E agora, Figurino. Alice, claro.

23:59h – Alice no País das Maravilhas ganha Melhor Figurino. Só merecia esse prêmio mesmo…

00:01h – Uma homenagem à músicas de filmes. Nem faço ideia da minha preferida…

00:02h – Kevin Spacey no palco.

00:03h – Ahh, começam as performances das canções indicadas… Greaaat! (Sarcasmo)

00:04h – “We Belong Together” do Toy Story 3 é bacana…

00:06h – “I See the light” do Enrolados é mediana.

00:07h – Mais intervalos. Bem, Alice realmente capricha nos figurinos e a maquiagem do Lobisomem é sensacional.

00:10h – E essa propaganda de perfume da Natalie Portman… Uou.

00:11h – Estamos de volta. Amy Adams e Jake Gyllenhaal vão apresentar Curta-Metragem e Documentário em Curta-Metragem.

00:13h – Strangers no More ganha Melhor Documentário em Curta-Metragem.

00:14h – God of Love ganha Melhor Curta-Metragem.

00:17h – Montagem bizarra de canção em vários filmes. Realmente bizarra…

00:19h – Oprah Winfrey sobe no palco para apresentar Melhor Documentário.

00:21h – Trabalho Interno ganha Melhor Documentário.

00:23h – Mais intervalos. Poxa, The Crush merecia Curta-Metragem… E a co-produção brasileira Lixo Extraordinário perdeu para o documentário sobre a recente crise econômica.

00:26h – Voltamos, com Billy Cristal!

00:30h – Um belo discurso e uma retrospectiva bacana sobre o Oscar em preto-e-branco pela primeira vez, na TV.

00:31h – A dupla de Shrelock Holmes Robert Downey Jr. e Jude Law apresentam Efeitos Visuais. Robert está engraçado como sempre.

00:32h – Mas Law não está ofuscado…

00:33h – A Origem ganha Melhores Efeitos Visuais. Boa!³

00:34h – Agora, Melhor Montagem. Essa deve ficar com A Rede Social.

00:35h – Isso mesmo, A Rede Social ganha Melhor Montagem.

00:37h – Intervalos. A Origem faz ótimo uso dos efeitos visuais – são bem sutis. A Rede Social era de fato o melhor dentre os indicados em Montagem, bem rápida e esperta.

00:41h – Voltamos, com mais apresentações das Canções indicadas.

00:42h – “If I Rise”, do 127 Horas até que é boa, mas a parte instrumental é bem superior à cantoria.

00:44h – Gwyneth Paltrow canta bem em “Coming Home” do Country Song, mas não gosto da música…

00:46h – “We Belong Together” de Toy Story 3 ganha Melhor Canção Original. Era o melhor mesmo, Randy Newman recebe o prêmio.

00:48h – Intervalos comerciais.

00:52h – Socorro. Voltamos e já com a Celine Dion cantando…

00:53h – Homenageando todos aqueles que morreram em 2010. Sally Menke, Leslie Nielsen, Blake Edwards, Dennis Hooper… Tantos outros que partiram…

00:56h – Agora, tributo à Lena Horne.

00:58h – Intervalos, só faltam as principais categorias.

01:01h – Voltamos, com Hilary Swank e Kathryn Bigelow apresentando Melhor Diretor. Acho que o David Fincher ganha.

01:02h – Tom Hooper ganha Melhor Diretor, por O Discurso do Rei. Quebrei a cara.

01:05h – Entra Annette Bening pra falar sobre o Governors Awards. Aproveite, acho difícil ela subir no palco novamente…

01:08h – Mais um intervalo. Bem, Tom Hooper fez um trabalho bacana em O Discurso do Rei, mas – dentre os indicados – David Fincher era o melhor, sem dúvida.

01:10h – De volta, com Melhor Atriz sendo apresentado pelo meu ídolo, Jeff Bridges.

01:16h – Natalie Portman vence Melhor Atriz, por Cisne Negro!

01:20h – Agora, Sandra Bullock apresenta Melhor Ator. Colin Firth vai ganhar, claro.

01:24h – Colin Firth vence Melhor Ator, por O Discurso do Rei.

01:28h – Intervalo comercial, faltando apenas Melhor Filme.

01:31h – Steven Spielberg apresenta Melhor Filme. O vencedor vai ser O Discurso do Rei.

01:34h – A montagem dos indicados ficou muito boa.

01:36h – O Discurso do Rei ganha Melhor Filme.

01:39h – Agora, um número musical para fechar a noite. A música: “Somewhere over the rainbow”, cantada por um coral de crianças.

01:41h – Bem, acaba a 83ª Entrega do Oscar. Amanhã (ou melhor, hoje mais tarde), faço um post sobre a cerimônia. Agora, dormir, porque amanhã (ou melhor, hoje mais tarde) tem aula e eu não sei como aguentarei acordar tão cedo… Até mais pessoal, agradeço a presença!

SALDO FINAL:

A Origem – 4 Oscars

O Discurso do Rei – 4 Oscars

A Rede Social – 3 Oscars

O Vencedor – 2 Oscars

Alice no País das Maravilhas – 2 Oscars

Toy Story 3 – 2 Oscars

Cisne Negro – 1 Oscar

O Lobisomem – 1 Oscar