Arquivo para hugo cabret

O Que Esperar do Oscar 2012?

Posted in Prêmios with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 28 de agosto de 2011 by Lucas Nascimento

Já estamos quase em Setembro e, tendo chegado nessa época, já da pra prever alguns dos filmes que têm grande chance de concorrer ao Oscar do ano que vem. Vamos analisar alguns possíveis candidatos:

The Ides of March

Dirigido e estrelado por George Clooney, parece o típico “filme-feito-para-Oscar”, com um tom bem político e baseado em uma história real. Promete boas performances de Clooney e Ryan Gosling e a trama é bem interessante.

Possíveis Indicações: Melhor Filme, Diretor, Ator (George Clooney e Ryan Gosling), Ator Coadjuvante (Paul Giamatti) e Roteiro Adaptado.

Cavalo de Guerra

Steven Spielberg voltando ao cinema-espetáculo que o consagrou nos anos recentes. A trama é uma história de amizade na Primeira Guerra Mundial, fórmula ideal para agradar a todos os públicos, e a produção parece caprichada.

Possíveis Indicações: Melhor Filme, Diretor, Roteiro Adaptado, Direção de Arte, Fotografia, Montagem, Figurino, Efeitos Visuais, Edição de Som e Mixagem de Som.

A Árvore da Vida

O complexo filme de Terrence Malick agradou muitos críticos e ganhou a Palma de Ouro em Cannes, o que o torna um forte candidato. A Árvore não vai vencer – por ser muito fora dos padrões da Academia – mas eu acredito fortemente na vitória de Malick como melhor diretor; ele merece, mesmo eu não curtindo muito o resultado final do filme.

Possíveis Indicações: Melhor Filme, Diretor, Roteiro Original, Ator (Brad Pitt), Fotografia, Montagem, Trilha Sonora, Efeitos Visuais e Mixagem de Som.

Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2

O quê? Harry Potter? Isso mesmo. Com o último capítulo da bem-sucedida franquia do jovem bruxo ganhando um sinal positivo quase que universalmente, uma indicação para Melhor Filme entre os dez candidatos parece quase certa. Isso também porque a Academia fez feio ao menosprezar os filmes anteriores, então é hora de compensar – isso porque o filme em si é ótimo.

Possíveis Indicações: Melhor Filme, Direção de Arte, Fotografia e Efeitos Visuais.

J. Edgar

Será que chegou a hora do Oscar de Leonardo DiCaprio? Eu diria que o novo filme de Clint Eastwood tem as características que formam um bom filme (e as mesmas que a Academia adora), incluindo ambientação de época, figuras polêmicas e fatos reais. O estilo lembra bastante A Troca (também de Eastwood), que teve a performance de Angelina Jolie indicada. Mas esperemos que J.Edgar faça melhor…

Possíveis Indicações: Melhor Filme, Diretor, Ator (Leonardo DiCaprio), Roteiro Original, Direção de Arte, Figurino e Fotografia.
Atualização: Depois de sua recepção fraca nos EUA, acho que o longa perdeu sua vaga entre os indicados para Melhor Filme, Diretor e Roteiro.

Meia-Noite em Paris

Woody Allen promete voltar aos tempos do Oscar com sua deliciosa fábula parisiense. É muito precoce, mas – além de prováveis indicações que o filme pode ter – eu apostaria numa vitória de Melhor Roteiro Original, simplesmente porque as referências e os diálogos são excepcionais.

Possíveis Indicações: Melhor Filme, Diretor, Atriz Coadjuvante (Marion Cottilard), Roteiro Original e Direção de Arte.

Millennium – Os Homens que não Amavam as Mulheres

David Fincher voltando ao gênero de serial killers e adaptando (mais uma vez) a brilhante trilogia de Stieg Larsson. Pronto.

Possíveis Indicações: Melhor Filme, Diretor, Atriz (Rooney Mara), Roteiro Adaptado, Direção de Arte, Fotografia, Figurino, Montagem, Trilha Sonora, Edição de Som e Mixagem de Som.

O Espião que sabia Demais

Aí sim. O diretor Tomas Alfredson (Deixa ela Entrar) promete um thriller de espionagem à moda antiga ao adaptar o famoso livro de John Le Carré sobre a Guerra Fria (que já havia sido adaptado anos atrás, estrelado por Alec Guiness). Com um ótimo elenco liderado por Gary Oldman – que promete ficar no mano a mano com DiCaprio e Clooney pelo Oscar de Ator – o filme promete.

Possíveis Indicações: Melhor Filme, Diretor, Ator (Gary Oldman), Ator Coadjuvante (Colin Firth), Roteiro Adaptado, Fotografia, Direção de Arte, Figurino e Montagem.

My Week with Marilyn

Só pela notícia de um filme sobre Marilyn Monroe, começam especulações de Oscar. O que chama a atenção é a presença da ótima Michelle Williams no papel da diva, prometendo uma performance daquelas que só acontecem uma vez na carreira…

Possíveis Indicações: Melhor Atriz (Michelle Williams), Ator Coadjuvante (Kenneth Branagh), Roteiro Adaptado, Direção de Arte e Figurino.

Carnage

O novo de Roman Polanski promete uma furiosa batalha de interpretações de seus quatro ótimos atores. Jodie Foster, Kate Winslet, John C. Reilly e Christoph Waltz prometem dar o que falar, enquanto Polanski provavelmente será esquecido novamente pela Academia – em decorrência da polêmica em torno de sua vida pessoal.

Possíveis Indicações: Melhor Filme, Ator (Christoph Waltz, John C. Reilly), Atriz (Kate Winslet, Jodie Foster) e Roteiro Adaptado.

A Dama de Ferro

Meryl Streep interpretando a Primeira-Ministra Margaret Thatcher. Mais uma indicação para Streep, mas acho que não vai além disso.

Possíveis Indicações: Melhor Atriz (Meryl Streep), Direção de Arte, Figurino e Maquiagem.

50/50

A história real sobre um sujeito normal que descobre ter câncer é um dos filmes que eu mais antecipo. Joseph Gordon Levitt (cuja performance está sendo muito bem elogiada) e Seth Rogen prometem um tom bem-humorado ao complicado tema e, sem bem-sucedido, o resultado pode ser aprovação universal. Eu quero que esse filme dê certo.

Possíveis Indicações: Melhor Filme, Ator (Joseph Gordon-Levitt) e Roteiro Original.

A Invenção de Hugo Cabret

É, temos Martin Scorsese, mas acho que seu filme não tem potencial para entrar na concorrência de Melhor Filme. É um apelo bem mais infantil e, sejamos francos, se não fosse a direção de Scorsese e o bom elenco, ninguém estaria dando bola pro filme.

Possíveis Indicações: Melhor Filme, Diretor, Roteiro Adaptado, Fotografia, Melhor Atriz Coadjuvante (Chloe Moretz), Direção de Arte, Figurino e Mixagem de Som.
Atualização: Queimei a língua! Não esperava nada de Hugo Cabret, mas depois dos calorosos elogios e alguns prêmios (como Melhor do Ano no National Board Reviews), o filme sai na frente na disputa. Adicionei Melhor Filme, Diretor, Roteiro Adaptado e Fotografia às apostas.

The Artist

Sucesso em Cannes, o filme é em preto-e-branco e mudo, contando a ascenção e queda de um famoso artista de Hollywood. Jean Dujardin ganhou o prêmio de Melhor Ator no Festival e foi elogiadíssimo no mundo todo, durante exibições do filme. Bacana, voltar no tempo e fazer um longa assim é ousado.

Possíveis Indicações: Melhor Filme, Diretor, Ator (Jean Dujardin), Roteiro Original, Direção de Arte, Fotografia, Figurino e Trilha Sonora.

Histórias Cruzadas

O filme estreiou há duas semanas nos EUA, contando a história de uma jovem que aspira ser escritora na década de 60. Os especilistas apontam a forte possibilidade de uma indicação para Viola Davis, mas acho que não passa disso.

Possíveis Indicações: Melhor Atriz Coadjuvante (Viola Davis), Direção de Arte e Figurino.

Drive

Mais um que veio de Cannes, Drive pode ser muito bem descrito como “Carga Explosiva com cérebro”. A trama é muito interessante, girando em torno de um dublê de Hollywood que faz trabalhos de fuga para criminosos durante a noite. Ganhou Prêmio de Melhor Diretor em no Festival e promete uma mistura empolgante de ação e thriller.

Possíveis Indicações: Melhor Filme, Diretor, Ator (Ryan Gosling), Atriz Coadjuvante (Carey Mulligan), Roteiro Adaptado e Montagem.

Super 8

Como eu queria que Super 8 fosse indicado a algo que não envolvesse categorias técnicas… O excelente longa de J.J. Abrams é um dos melhores do ano, sendo um nostálgico atestado ao cinema de Spielberg dos anos 70-80. Acham que é demais esperar uma indicação pra Melhor Filme?

Possíveis Indicações: Melhor Filme, Direção de Arte, Fotografia, Figurino, Montagem, Trilha Sonora, Edição de Som e Mixagem de Som.

Planeta dos Macacos: A Origem

O filme (infelizmente) não apresenta muita chance de estar na categoria principal, mas a Academia PRECISA reconhecer o magistral trabalho de Andy Serkis na composição do macaco Cesar. Essa pode ser a primeira vez na História em que uma performance digital pode ser indicada ao Oscar…

Possíveis Indicações: Melhor Ator Coadjuvante (Andy Serkis), Efeitos Visuais, Edição de Som e Mixagem de Som.

ATUALIZALÇÕES (02/12/11)

Os Descendentes

Novo filme de Alexander Payne, é um misto de drama e comédia que tem colecionado elogios em sua recepção nos EUA (muitos apontam como um dos melhores do ano). George Clooney é um dos favoritos para Melhor Ator.

Possíveis Indicações: Melhor Filme, Diretor, Ator (Clooney), Roteiro Adaptado e Fotografia.

Shame

Polêmico por receber uma censura NC-17 (a mais alta para filmes não-pornográficos), o drama sobre vício em sexo é um filmes que eu mais anseio, prometendo um trabalho chocante e memorável. Isso sem mencionar a performance de Michael Fassbender, considerada a melhor de sua carreira e uma das melhores do ano.

Possíveis Indicações: Melhor Filme, Diretor, Roteiro Original, Ator (Michael Fassbender), Atriz (Carey Mulligan) e Fotografia.

É claro que podemos encontrar novas surpresas até Janeiro do ano que vem e eu possa estar completamente enganado sobre tudo escrito acima, mas não acho que o Oscar 2012 va ser tão diferente disso. Enfim, temos que esperar.

Próximo da Fila: Martin Scorsese (I)

Posted in Próximo da Fila with tags , , , , , , , , , , , , on 1 de maio de 2011 by Lucas Nascimento

O próximo filme de Martin Scorsese é, sem dúvida, o mais peculiar e inusitado de toda sua carreira: um filme de fantasia para família em 3D, adaptado do livro A Invenção de Hugo Cabret de Brian Selznick.

O título foi reduzido para Hugo Cabret e conta a história de Hugo, um menino órfão que mora numa estação de trem na Paris dos anos 30 e parte para resolver um mistério envolvendo seu pai e um enigmático robô mensageiro.

As filmagens em 3D já terminaram e a pós-produção está a mil por hora. No elenco, temos Asa Butterfield (O Menino do Pijama Listrado) como Hugo, Chloe Moretz (Deixe-me Entrar, Kick-Ass) como Isabelle e coadjuvantes de peso que incluem Jude Law, Christopher Lee, Ben Kingsley, Sacha Baron Cohen (o eterno Borat) e uma ponta de Johnny Depp.

Parece um filme interessante e vale a pena ver se Scorsese adequa-se ao gênero. Vamos aguardar.

Hugo Cabret estreia em 23 de Novembro nos EUA