Arquivo para Kick-Ass

Matthew Vaughn pode dirigir adaptação de FLASH GORDON

Posted in Notícias with tags , , , , , , , , , , on 15 de abril de 2015 by Lucas Nascimento

Flash-Gordon

Se depois de Kick-Ass: Quebrando Tudo, X-Men: Primeira Classe e Kingsman: Serviço Secreto você ainda não sabe quem é Matthew Vaughn, shame on you. O imensamente talentoso diretor de todos esses filmes (e também os eficientes Nem Tudo é o que Parece e Stardust – O Mistério da Estrela) agora parece estar em negociações para dirigir o filme de Flash Gordon que a Fox prepara.

A nova adaptação dos quadrinhos de Alex Raymond terá roteiro de J.D. Payne e Patrick McKay (se Vaughn entrar, certamente trará sua colega Jane Goldman junto). Pra quem não sabe, a história gira em torno de um quarterback do New York Jets que é lançado ao espaço, onde enfrenta inimigos intergalácticos.

Prato CHEIO pra o sr. Vaughn, que enfim poderá brincar com o space opera.

Nada confirmado ainda. Vamos torcer para acontecer.

15672-the-kick-ass-career-of-matthew-vaughn

| Se Eu Ficar | Crítica

Posted in Críticas de 2014, Drama, DVD, Romance with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , on 18 de dezembro de 2014 by Lucas Nascimento

1.0

IfIStay
Chloe Grace Moretz corre pelo hospital. Muito.

O que reside além da vida é o mistério definitivo desta. Só de se pensar nas infinitas possibilidades e as questões éticas, morais, metafísicas e sobrenaturais já é empolgante. Como o assunto consegue ser tão entediante e sub como este Se Eu Ficar, é algo digno de reconhecimento.

A trama é baseada no livro homônimo de Gayle Forman, centrando-se na vida de Mia Hall (Chloe Grace Moretz), uma jovem aprendiz que sonha em ser uma grande violocentista. Quando um acidente de carro a coloca em um coma, seu espírito vagueia pelas lembranças de sua vida, relações amorosas e familiares – enquanto decide se seguirá em frente ou permanecerá no mundo mortal.

É uma premissa que já vimos inúmeras vezes, a diferença é que no filme de RJ. Cutter é muito mais sem graça e sem inspiração. Os eventos que a jovem protagonista enfrenta são todos clichês (“devo ir à faculdade ou ficar com o namorado? Ele gosta de rock, eu de música clássica…”), idealizados e com apego barato ao espectador, que é forçado a engolir uma história de amor patética e sonolenta. O roteiro de Shauna Cross até consegue ser pontualmente envolvente quando traz referências musicais interessantes, mas falha ao fornecer força à sua mensagem: nos enche de frases feitas e recorre à colagens de flashbacks da família de Mia, só para atingir uma catarse que falha em decorrência de sua abrupta cena final.

E Chloe Grace Moretz, outrora tão promissora em filmes como Kick-Ass: Quebrando Tudo e Deixe-me Entrar parece estar se acomodando ao ordinário. Sua performance como Mia é boa e tem seus momentos – e a jovem realmente parece ter aprendido a tocar violoncelo, o que é impressionante – mas nada realmente incrível, além de ficar correndo o tempo todo por corredores do hospital. Outra que também prometia muito, Liana Liberato sai de sua performance corajosa e memorável em Confiar para a “melhor amiga” mais desinteressante da História. Só se salva Mireille Enos (da série The Killing), atriz cada vez mais forte em personagens coadjuvantes (você deve tê-la visto como “a esposa” em Guerra Mundial ZCaça aos Gângsteres) e que precisa urgentemente ganhar um papel de protagonista no cinema.

Se Eu Ficar é um drama melancólico, sem graça e tão sem vida quanto sua protagonista desinteressante. Constantemente tenta provocar uma catarse no espectador, mas a única reflexão que me fez enquanto assistia ao filme é se eu iria aguentar ficar até o final.

Novo trailer de KINGSMAN: O SERVIÇO SECRETO

Posted in Trailers with tags , , , , , , , , , , , , , , , on 22 de setembro de 2014 by Lucas Nascimento

cdn.indiewire.com

Fiquei muito decepcionado quando Kingsman: O Serviço Secreto teve sua estreia adiada para 2015, já que é um projeto promissor de um cineasta que se revela cada vez mais talentoso. E o novo trailer, que traz Colin Firth chutando bundas e Samuel L. Jackson sendo Samuel L. Jackson é mais um indício de que vem coisa boa por aí. Confira:

 

O filme é dirigido por Matthew Vaughn, de Kick-Ass: Quebrando Tudo e X-Men: Primeira Classe. O elenco traz ainda Michael Caine, Mark Hamill e Mark Strong.

Kingsman: O Serviço Secreto estreia em 13 de Fevereiro nos EUA.

Primeiro pôster e trailer de KINGSMAN: THE SECRET SERVICE

Posted in Notícias with tags , , , , , , , , , , , , , , , , on 20 de maio de 2014 by Lucas Nascimento

The-Secret-Service-EW-20mai2014-07

Você pode não ter ouvido falar ainda, mas é melhor ficar de olho. Depois de Kick-Ass: Quebrando Tudo e X-Men: Primeira Classe, o cineasta Matthew Vaughn prepara Kingsman: The Secret Service, adaptação dos quadrinhos de Mark Millar (o mesmo de Kick-Ass e O Procurado) que envolve um jovem rebelde sendo treinado por seu tio para ser um espião. Ah, e a história se passa na Inglaterra.

James Bond feelings? Vaughn já havia brincado com o conceito com seu Magneto no prequel dos X-Men, e tudo indica que teremos mais um divertidíssimo filme aqui. Confira o primeiro pôster:

kingsman_p1

O elenco traz ainda Colin Firth, Michael Cane, Mark Strong Adele e Samuel L. Jackson.

Kingsman: The Secret Service estreia em 17 de Outubro no Reino Unido.

ATUALIZAÇÃO: Agora com o primeiro trailer:

Batalha final no primeiro clipe de KICK-ASS 2

Posted in Trailers with tags , , , , , , , , , , , , on 17 de abril de 2013 by Lucas Nascimento

kickass2_02

O diretor  Jeff Wadlow postou em sua página do Vimeo hoje a primeira cena de Kick-Ass 2. Estranhamente, o vídeo traz quase 3 minutos de duração e nos apresenta ao que parece ser a batalha final do filme, com a Justice Forever de Kick-Ass (Aaron-Taylor Johnson) enfrentando o exército maléfico do The MotherFucker (Christopher Mintz-Plasse).

Boa cena, gostei da trilha sonora que remete ao primeiro filme e da ótima tirada de Hit-Girl (Chloë) Grace Moretz) com Os Vingadores. Confira:

Kick-Ass 2 estreia no Brasil em 13 de Setembro.

KICK-ASS 2 é oficializado

Posted in Notícias with tags , , , , , on 8 de maio de 2012 by Lucas Nascimento

Ninguém esperava, hein? A continuação do divertidíssimo Kick-Ass: Quebrando Tudo foi oficializada e suas filmagens devem começar em Agosto. A direção fica a cargo de Jeff Wadlow (que substitui Matthew Vaughn, ocupado com a sequência de X-Men: Primeira Classe) e as negociações com o elenco original já foram iniciadas.

Mas já aviso: sem Chloe Grace Moretz como Hit-Girl, o filme não será a mesma coisa!

That’ 60s Show | Especial X-MEN: PRIMEIRA CLASSE

Posted in Especiais with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 31 de maio de 2011 by Lucas Nascimento

 

O novo filme dos X-Men chega aos cinemas do Brasil! Com muitas origens e pano político de Guerra Fria, X-Men: Primeira Classe promete ser um dos melhores filmes de super-herói do ano. Aproveite o x-especial. Piada horrível…

A Gênese Mutante de Matthew Vaughn


O diretor Matthew Vaughn finalmente trabalha com a Marvel

Demorou, mas Matthew Vaughn finalmente conseguiu dirigir um filme para a Marvel. O diretor foi contratado para X-Men: O Confronto Final mas largou o projeto devido à pressão da Fox e depois caiu fora de Thor (que chegou este ano aos cinemas), por confundir-se na mitologia do personagem. Dirigiu Kick-Ass ano passado e chamou a atenção, que finalmente o levou à Primeira Classe.

Antes dele, Bryan Singer, o diretor dos dois primeiros filmes da franquia, estava na cadeira de direção, mas teve de sair para dirigir Jack the Giant Killer; no entanto, ele permaneceu como produtor e ajudou na premissa do roteiro, que foi escrito por Ashley Miller, Zack Stentz, Jane Goldman e o próprio Matthew Vaughn. Vamos esperar que tantos roteiristas juntos não estrague o enredo e desequilibre o tom (Thor, é com você mesmo).


Depois de Primeira Classe, um filme-solo de Magneto seria irrelevante

Outra curiosidade é o impacto que este novo longa teve no idealizado X-Men Origens: Magneto, filme-solo do mutante que antagonizou a trilogia original. O projeto foi descartado porque Primeira Classe já possuia diversos elementos no que diz respeito à origem do Mestre do Magnetismo, e um outro filme soaria muito repetitivo e irrelevante. Houve até uma polêmica envolvendo o roteirista de Magneto, que ameaçou um processo para ser reconhecido com um dos co-roteiristas de Primeira Classe, o que irritou o diretor Matthew Vaughn.

Xavier. Charles Xavier


Fórmula Star Trek: A Primeira Classe dos X-Men

Vaughn declarou em diversas entrevistas suas intenções e ideias para Primeira Classe, que incluem uma moldagem ao estilo Star Trek (no que diz respeito a origem de personagens, pelo visto) e os antigos filmes de James Bond – apropriado, já que o filme ambienta-se nos anos 60. Além disso, promete mudar o gênero de super-heróis, em suas palavras: “Este filme vai ser muito diferente. O que eu estou fazendo nunca foi feito em filmes de super-herói. É um filme de X-Men misturado com James Bond e suspense político. Não é parecido com os outros filmes da série, o que eu acho importante. Eu acho que precisamos de um novo… É como o que Batman Begins fez com os filmes de Batman. X-Men precisa muito [dessa renovação]. Ponho confiança em você, sr. Vaughn.

O filme promete mostrar também um pano de fundo de Guerra Fria e a crise dos mísseis em Cuba (em um estilo meio Watchmen, talvez?), além da complicada integração dos mutantes na sociedade, regada de preconceito e luta por direitos e respeito. Se for assim, fica muito interessante…

Mas como Primeira Classe encaixa-se aos outros filmes da série? Uma mistura de prequel e reboot, de acordo com o diretor, por apresentar certas relações com o primeiro e segundo filme de Singer, mas que tem vida própria. Mais uma vez, é uma espécie de Star Trek.


Caprichado design de produção inspirado em cenários seiscentistas

As filmagens começaram em Agosto de 2010, com locações e estúdios na Inglaterra, para depois mover-se para a Georgia e finalmente para a Rússia, onde ocorreram gravações adicionais. O design de produção é inspirado em ambientes e cenários dos anos 60 e Henry Jackman assume a trilha sonora.

(Bad) Marketing

Antes da leva de ótimos trailers e clipes de personagens, X-Men: Primeira Classe sofreu de um problema grave: marketing ruim. As primeiras imagens promocionais divulgadas são de um nível de amadorismo impressionante, com diversos erros de iluminação, técnicas medíocres e objetos desproporcionados. Vaughn respondeu às críticas afirmando não saber como as imagens teriam sido divulgadas, tratando-se apenas de um estágio inicial. Realmente, do primeiro banner lançado até o mais recente, a comparação é impossível.

Vale destacar aqui uma ótima montagem em vídeo feita por um fã como abertura do filme. O vídeo entra no clima da época e impressiona com suas características minimalistas. Confira:

X-Men: First Class Title Sequence from Joe D! on Vimeo.

Missão


Magneto Rises: Michael Fassbender assume o visual clássico do personagem

E é claro, X-Men: Primeira Classe tem a missão de introduzir uma nova trilogia – chegaremos nesse ponto daqui a pouco – e satisfazer a Fox com uma boa arrecadação nas bilheterias e, como o diretor Matthew Vaughn insiste tanto, reintroduzir os conceitos de adaptações de quadrinhos, seja para os X-Men quanto para os demais super-heróis.

E, pelo que dizem as primeiras críticas do filme, parece ser um resultado positivo. Será que finalmente teremos um filme de 2011 que seja realmente satisfatório?

Os principais personagens de Primeira Classe:

Charles Xavier | James McAvoy

Mutação: Manipulação psíquica, telecinese

Vulgo: Professor X

Desde jovem, Charles Xavier tem encontros com mutantes e constrói sua vida na esperança de ajudá-los. Conhece a jovem Raven Darkholme e começa o projeto de sua Escola para Superdotados, e conhece o problemático Erik Lehnsheirr, com quem inicia uma grande amizade.

Erik Lehnsheirr | Michael Fassbender

Mutação: Manipulação de Metais

Vulgo: Magneto

Separado de sua família e preso em um campo de concentração na Polônia, Erik cresceu sob a dor e sofrimento, criando ódio mortal contra a humanidade, ao mesmo tempo em que vai descobrindo seus poderes. Torna-se grande amigo de Charles Xavier e ajuda-o na sua luta pelos direitos mutantes. Seu real objetivo é matar Sebastian Shaw, indo atrás de nazistas escondidos para encontrá-lo.

Raven Darkholme | Jennifer Lawrence

Mutação: Metamorfose

Vulgo: Mística

Quando criança, fugiu de casa ao descobrir sua mutação e foi parar na porta de um jovem Charles Xavier, que o acolheu até a fase adulta. Trabalhando com Xavier na busca por outros mutantes, ela conhece Hank McCoy e inicia um caso com ele após se familiarizar com seu desejo de ser uma pessoa normal.

Dr. Hank McCoy | Nicholas Hoult

Mutação: Agilidade, força e aspectos bestiais 

Vulgo: Fera

Talentoso pequisador de uma divisão da CIA, Hank apresenta desde criança habilidades bestiais, as quais ele jura encontrar uma cura. Envolve-se com Raven Darkholme e atinge um monstruoso estado de mutação ao tentar injetar uma vacina, que o deixa com pelos azuis e aparência de uma fera.

Alex Summers | Lucas Till

Mutações: Lançamento de raios de calor

Vulgo: Destrutor

Chamado por Xavier e Erik em uma prisão, o jovem Alex tem medo de destruir tudo ao seu redor, em decorrência de sua mortal habilidade. Na escola para Superdotados, é treinado e começa a apresentar controle sobre o seu poder. Na mitologia dos quadrinhos, é irmão de Scott Summers (Ciclope), mas no filme é seu pai.

Sean Cassidy | Caleb Landry Jones

 

Mutação: Emissão de ondas sonoras descomunais

Vulgo: Banshee

Enviado para a escola de Xavier, o escocês Sean Cassidy aprende a aprimorar sua habilidade de emitir altas ondas sonoras, alcançando o nível de poder voar com elas. Tem papel de destaque na batalha final do filme.

Angel Salvatore | Zoë Kravitz

Vulgo: Angel

Mutação: Asas de libélula

Trabalhando em um bordel, ela é chamada por Xavier e Erik, que a levam para a Escola para Superdotados. Em meio a aulas de controle e contato com outros mutantes, ela acaba indo para o lado de Sebastian Shaw e seu Clube do Inferno.

Sebastian Shaw | Kevin Bacon

Mutação: Absorção de energia

Líder de uma organização secreta conhecida como Clube do Inferno, Shaw pretende começar uma guerra atômica. Contra os humanos, ele desenvolve a tecnologia do capacete de Magneto – que protege sua mente de ameaças de mutantes psíquicos- e é o estopim entre a rivalidade de Xavier e Erik.

Emma Frost | January Jones

Mutação: Manipulação psíquica e Pele de diamante

Vulgo: Rainha Branca

Um dos membros do Clube do Inferno, Emma Frost é uma mutante perigosa e braço direito de  Shaw, ajudando-o a manipular políticos e militares.

Azazel | Jason Flemyng

Mutação: Aparência demoníaca, teletransporte

Azazel é um demônio que também é membro do Clube do Inferno. Com sua habilidade de teletransporte ele ajuda Sebastian Shaw em quebras de segurança e invasões, sendo especialistas em combates com facas e espadas. Na mitologia dos quadrinhos, ele é pai do Noturno, que aparece no segundo X-Men.

Janos Quested | Álex González

Vulgo: Maré Selvagem

Poderes: Cria pequenos ciclones e ondas

Também faz parte do Clube do Inferno, ajuda Shaw durante suas missões.

Previously on the X-Men movies…

X-Men: O Filme (2000)

Aposta arriscada da Fox, o primeiro X-Men pode ser considerado o mais bem sucedido filme de super-heróis desde o Batman de Tim Burton. O fime de Bryan Singer é um ótimo início para a franquia, apresentando personagens interessantes dentro de uma trama congruente e cheia de ação. É também o filme que lançou Hugh Jackman.

X-Men 2 (2003)

Com uma sequência de abertura arrebatadora, o segundo filme da série segue a tradição e aprimora o anterior em tudo: história melhor, personagens melhor elaborados e cenas de ação mais elaboradas. As atuações continuam carismáticas e o importante pano de fundo de ajuste na sociedade continua sendo explorado de forma ainda mais eficiente.

X-Men: O Confronto Final (2006)

Mesmo com a saída de Singer, o diretor Brett Ratner seguiu à risca a ideia da franquia, equilibrando bem o cenário político – agora com a esperta entrada de uma cura mutante – e também as cenas de ação, que estão melhores do que nunca (a cena da ponte então…). Todavia, não alcança a perfeição do segundo filme.

X-Men Origens: Wolverine (2009)

É isso o que acontece quando um estúdio domina um filme; com um diretor oscarizado no comando, o sulafricano Gavin Hood, o filme-solo do Wolverine é uma terrível experiência com roteiro sofrível que abre mão de sua história para dar espaço à (péssimas) cenas de ação, que em nada contribuem para a trama. Só o carisma de Hugh Jackman se salva.

O que a Fox e a Marvel preparam para os mutantes… (lembrando apenas que a Marvel aqui não é a mesma de Os Vingadores, já que os direitos dos X-Men pertencem à Fox e não à Marvel Studios)

Segunda Classe

Se Primeira Classe arrebentar nas bilheterias, uma continuação já está garantida. Vaughn confirma seu retorno e faz (novamente) uma comparação com o Batman de Christopher Nolan, prometendo um desenvolvimento na linha de O Cavaleiro das Trevas. O diretor já falou bastante sobre a possível “Segunda Classe” e suas ideias incluem Magneto como o assassino de John Kennedy e apenas um personagem novo, que deverá ser um mutante do lado do Professor X e que apresente algum desafio ao Mestre do Magnetismo.

A ideia é ter uma trilogia, mas ainda é muito cedo pra falar de um terceiro filme…

The Wolverine

Ambientada no Japão, Logan viaja para a Ásia para encontrar pistas de sua origem, mas acaba por encontrar novos inimigos e um novo amor. Na moral? Péssima ideia. Minha única esperança no filme estava baseada na presença de Darren Aronofsky como diretor, com sua saída, perdi o ânimo… Hugh Jackman continua na produção, que busca um diretor.

Deadpool

Demorando pra sair do papel, mas a Fox ainda promete um filme do mutante canastrão vivido por Ryan Reynolds em X-Men Origens: Wolverine. No entanto, os roteiristas Rhett Reese e Paul Wernick (de Zumbilândia) prometem uma versão completamente diferente do personagem, tendo um texto violento e de censura 18 anos entregue. O novato Tim Miller dirige e Reynolds reprisa o papel. Bem, duvido que a Fox banque uma censura 18 anos pra um personagem desconhecido, mas…

X-Men 4

Sim, sim, sim! A peça de xadrez mexe sim e Xavier está vivo, agora resta saber se a Fox vai querer continuar a história original dos X-Men iniciada por Bryan Singer. Na minha opinião, um X-Men 4 seria descartável; acho que o terceiro filme conclui o arco de maneira satisfatória.

Considerando que Michael Fassbender e James McAvoy assumem versões jovens de personagens já apresentados às telas, relembremos alguns exemplos dessa situação no cinema:

Vito Corleone – Robert De Niro |O Poderoso Chefão – Parte II

Papel que lhe rendeu o Oscar de Ator Coadjuvante, Robert DeNiro faz uma excelente versão jovem do eterno Vito Corleone, interpretado por Marlon Brando no filme original. Fala em italiano quase o filme inteiro e protagoniza uma bem elaborada ascensão mafiosa.

Sr. Spock – Zachary Quinto | Star Trek

Tudo bem que todos que fazem parte do elenco do novo Star Trek tiveram que se esforçar para apresentar versões rejuvenescidas de seus personagens, mas ninguém deve ter ralado tanto quanto Zachary Quinto. Por quê? Bem, Spock é o único personagem que os não-fãs conhecem e também o mais icônico. O ator, que substitui Leonard Nimoy, é carismático e talentoso, além de muito parecido fisicamente com Nimoy.

Obi-Wan Kenobi – Ewan McGregor | Star Wars Episódios I-III

Na nova trilogia de Star Wars, é o escocês Ewan McGregor que carrega o elenco nas costas. Evoluindo ao longo dos anos, o ator faz uma genuína versão jovem de Sir. Alec Guiness em A Vingança dos Sith, assumindo seu visual, mas não simplesmente copiando sua performance no primeiro filme da saga. Temos também o Hayden Christensen que faz o Anakin/Darth Vader, mas deixa pra lá…

Indiana Jones – River Phoenix | Indiana Jones e a Última Cruzada

Mesmo que apareça apenas na cena de abertura, River Phoenix traça um autêntico perfil jovem do arqueólogo Indiana Jones, imortalizado por Harrison Ford. Percebemos algumas características que logo tornariam-se típicas do personagens, a origem de seu chapéu, medo de cobras, habilidade com chicote, entre outros… E Phoenix o faz muitíssimo bem.

Bem, o especial vai ficando por aqui, mas voltem para a crítica de X-Men: Primeira Classe. Até lá!

Sexy Beast | Especial SUCKER PUNCH – MUNDO SURREAL

Posted in Especiais with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 22 de março de 2011 by Lucas Nascimento

 

O novo filme de Zack Snyder chegou aos cinemas brasileiros! Prometendo muita ação e visuais sublimes, Sucker Punch – Mundo Surreal também é o tema deste especial. Aproveite:


Zack Snyder na Comic-Con do ano passado

Depois de comandar duas grandes adaptações de HQs – 300 e Watchmen – o cineasta Zack Snyder prepara-se para lançar seu novo filme; primeiro trabalho que parte de um argumento original, a questão é: vale a pena ou será apenas um longa visualmente bonito?

Snyder começou a idealizar o projeto em 2007, mas deixou-o de lado para filmar Watchmen. Terminada a adaptação, ele fez a animação A Lenda dos Guardiões e, finalmente, o épico de metralhadoras, mulheres e dragões . O que o cineasta queria era “um filme com cenas de ação que desafiem as limitações reais, mas que não perdesse a história”. A Warner deu sinal verde após o sucesso comercial de Watchmen, e Sucker Punch ganhava vida.

Em Março de 2009, começou a escalação de elenco, composto predominantemente por mulheres. Após selecionadas, as atrizes treinaram, por cerca de 12 semanas, diferentes tipos de coreografias de luta; todas suficiente para encarar as diferentes cenas de ação em cenários distintos que o longa promete.


Snyder dirigindo Emily Browing no set

Dando vida a esses cenários, está Rick Carter (na direção de arte) e as empresas de efeitos visuais Animal Logic e Moving Picture Company, que criaran a maioria dos ambientes pela tela verde – Snyder já é especialista no assunto após gravar 300 e Watchmen com essa técnica -, através da computação gráfica. Isso ficaria bacana em 3D não é? Não é o que o diretor, felizmente, acha; descrevendo a conversão para o formato como “problemática”.

Sucker Punch é sobre uma viagem cheia de ação ao interior da mente humana, onde não há regras ou limites físicos, podendo materializar armas e itens necessários (só eu lembrei da Origem?), para fugir de um hospício. É também o segundo filme de Snyder que não pega a censura R (que equivale a 16 ou 18 anos no Brasil), classificando-se como PG-13.

Se o filme funcionar ou não, o grande trabalho de Snyder ainda está por vir: o novo Superman está nas mãos dele.

As belas e perigosas protagonistas do filme (Perdoem a falta de informações, realmente há pouco disponível sobre elas):

Babydoll | Emily Browning

Após a morte de seus entes queridos, Babydoll é aprisionada em um hospício por seu cruel padrasto – após uma tentativa frustrada de estupro. Lá, conhece as outras internas e descobre o mundo imaginário onde ela deverá lutar para sobreviver e libertar-se da prisão.

Blondie | Vanessa Hudgens

A mais experiente em combates.

Sweet Pea | Abbie Cornish

Provavelmente a mais estressada e pé-n0-chão do filme, contradiz às ideias e o plano de Babydoll, não confiando no seu sucesso, mas embarca na aventura como proteção às suas amigas.

Amber | Jamie Chung

Uma leal companheira, é o braço direito de Babydoll

Rocket | Jena Malone

Sincera e sem rodeios, diz tudo o que pensa e é muito determinada, ficando do lado de Babydoll o tempo todo. É também grande amiga de Sweet Pea.

Não é difícil encontrar filmes com lindo visual, por isso recordo aqui 4 excepcionais cenários criados por computador:

Grécia – 300

O primeiro grande sucesso de Snyder, 300 apresenta tons pastéis que parecem dar vida a uma pintura. Alto contraste e com grande uso da luz solar, é um filme belíssimo.

Pandora – Avatar

Abocanhando ambos os Oscars de Fotografia e Direção de Arte, Avatar é o primeiro filme com cenários totalmente digitais a ganhar na primeira categoria. Os efeitos visuais são espetaculares, cenas diurnas apresentam uma variedade impressionante de cores, enquanto nas noturnas, é uma estupefata bioluminescência de tons azuis. Lindo.

Londres – Sweeney Todd

A Londres vitoriana já foi recriada digitalmente muitas vezes (destaque para Sherlock Holmes), mas ganha um peculiar toque sinistro no suspense musical de Tim Burton. O céu, sempre nublado e cinzento apresenta-se como grande responsável pelo tom sombrio da narrativa.

Marte – Watchmen – O Filme

Mais um vindo de Snyder (falo sem medo, ele é o melhor quando se trata de visual), a adaptação dos quadrinhos de Alan Moore ganha cenários autênticos e fieis à história, mas destaca-se o vermelho do planeta Marte. A mistura com o azul luminoso do Dr. Manhattan causa um ótimo efeito.

Como Sucker Punch é um filme onde são as garotas quem chutam traseiros, recordemos aqui outras mulheres que deram trabalho aos vilões:

A Noiva

Na pele de Uma Thurman, a Noiva foi traída por seu grupo criminoso, atacando-a no dia de seu ensaio de casamento. Recuperada, ela vai atrás de cada um deles, enfrentando gangues yakuza, cobras, assassinos, venenos e até uma sepultura. E sempre com estilo…

Trinity

Sempre com apertadíssimo couro preto, Trinity arrebenta programas e agentes com suas invejáveis habilidades marciais, que incluem Kung Fu e Jiu-Jitsu. Também usa muitas armas de fogo e pilota desde motos até helicópteros.

Hit-Girl

Com apenas 12 anos de idade, a letal Hit-Girl é perita em combates corpo-a-corpo, armas de fogo e até espadas. Retalha uma gangue de traficantes e encara sozinha um corredor repleto de mafiosos armados e vê isso como grande diversão. Orgulho de Big Daddy.

Tenente Ripley

Começando como vítima em perigo em grande parte do primeiro filme, a Tenente Ripley transformou-se no desafio supremo dos aliens nos vindouros filmes da franquia. Sigourney Weaver traça a persona correta e adequada – tendo sido indicada ao Oscar pelo segundo filme.

Como parte da divulgação do filme, foram lançados alguns curtas animados, inspirados em elementos e personagens do filme. A animação foi feita por Ben Hibon e é uma boa curiosidade e material de universo expandido. Confira:

As Trincheiras

Dragão

Planeta Distante

Guerreiros Feudais

 

Um pouco sobre o som de Sucker Punch:

Compositor habitual de Zack Snyder, Tyler Bates retorna para trabalhar na trilha original do filme. A lista de faixas ainda não foi divulgada, mas sim uma com canções interessantes, que prometem novas versões de músicas existentes, veja-a:

  1. Sweet Dreams (Are Made Of This) – Emily Browning
  2. Army of Me (Sucker Punch Remix) – Björk featuring Skunk Anansie
  3. White Rabbit” – Emiliana Torrini

  4. I Want It All”/We Will Rock You – Queen with Armageddon Aka Geddy
  5. Search And Destroy – Skunk Anansie
  6. Tomorrow Never Knows – Alison Mosshart and Carla Azar
  7. Where Is My Mind? – Yoav featuring Emily Browning

  8. Asleep – Emily Browning

  9. Love Is The Drug – Carla Gugino and Oscar Isaac

Por enquanto, apenas 30 segundos de cada faixa estão disponíveis, elas podem ser ouvidas aqui:

Sweet Dreams com a voz sexy de Emily Browing é disparado minha preferida.

Bem, o especial acaba por aqui – realmente não sei mais sobre o que falar -, mas aguardemos a crítica do filme, pra ver se todo o esforço visual valerá a pena.

Ficha técnica

Sangue no Gelo: Especial DEIXE-ME ENTRAR

Posted in Especiais with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 25 de janeiro de 2011 by Lucas Nascimento

O remake do melhor filme sobre vampiros já feito enfim chega no Brasil, depois de quase 4 meses de atraso. Anseio muito pelo longa, acompanhem abaixo o primeiro especial do ano:

Desde que o projeto foi anunciado, foi massacrado e mal encorajado; principalmente pela já existente qualidade do original (pra quê refazer?) e o medo de transformá-lo em um Crepúsculo da vida. Felizmente, o diretor Matt Reeves não queria mudar nada da história, apenas dar seu toque pessoal e homenagear o original.

O remake foi desaprovado por Tomas Anderson (diretor de Deixe Ela Entrar), consistindo em como era uma refilmagem desnecessária. Entretanto, os direitos foram adquiridos e Reeves começou as filmagens, movendo a trama de Estocolmo para o Novo México. O cineasta também pediu para o elenco principal não assistisse ao original, para que sua versão não fosse uma mera cópia do filme sueco.

Apesar de manter fidelidade à obra e ao filme original, Reeves comentou em entrevistas sobre alguns elementos acrescentados na trama e detalhes visuais. A fotografia por exemplo, é mais escura e quente do que a gelada e branca paisagem sueca. A sombria trilha sonora ficou sob cargo do vencedor do Oscar do ano passado Michael Giacchino.

Deixe-Me Entrar estreou nos EUA em 1º de Outubro, rendendo muito pouco e ficando em 8º lugar no ranking de bilheteria da semana. Apesar disso, o longa foi incrivelmente bem recebido pela crítica, que duvidava da qualidade do filme.

O autor do livro em que se baseiam ambos os filmes, John Ajvide Lindqvist, ficou muito orgulhoso e aprovou os dois filmes, afirmando que possuem similaridades mas também características próprias.

 

Abby (Chloe Moretz)

 Com mais de 250 anos de idade, a vampira Abby se muda com seu servo para o Novo México, onde procura fazer mais vítimas. Ela se torna amiga do tímido Owen e logo se interessa nele. Mas suas intenções nunca são claras.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Owen (Kodi Smith-McPhee)

 Solitário e distante de seus pais, o frágil Owen sofre com o bullying cruel em sua escola, sempre imaginando uma vingança cruel contra os agressores. Tudo muda quando ele conhece Abby e se apaixona, sem saber que ela é uma vampira assassina.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Pai (Richard Jenkins)

 Misterioso guardião de Abby, nunca têm seu nome ou origem revelada, apesar de muitos o confundirem como pai da jovem. A noite, sai para matar estranhos e coletar sangue para sua protegida.

 

 


Bullying e suas consequências

A história de Abby e Owen/ Eli e Oskar não limita-se a um simples conto de vampiros, mas também retrata de maneira realista e cruel o bullying e suas consequências nas vítimas.

As cenas em Deixa ela Entrar são muito fortes e frias e o cineasta também mostra o medo de Oskar em relatar para sua mãe – sempre distante – as agressões sofridas. A consequência é o interesse do menino em violência e assassinatos, recortando manchetes de jornais e jurando falsas ameaças com uma faca, sempre imaginando vingança. Sutil, mas muito eficiente, como Matt Reeves acrescentou elementos como a máscara (acima, na foto) e o voyerismo, visto no trailer.


Amor, interesse ou ambos?

E (spoiler se você não viu o filme original!) isso é ótimo para a vampira Eli, que encontra nesse frágil garoto, um futuro serial killer que possa substituir seu cansado guardião e continuar matando para ela, para sempre. Essa é uma das interpretações que o fim do longa apresenta; a outra, seria simplesmente o amor entre os protagonistas ou até mesmo, ambas.

As principais características do vampiro clássico:

Sangue

Você deve achar meio óbvio mas, vampiros se alimentam de sangue..! Isso mesmo, sem esse milagroso tecido líquido que corre pelo sistema vascular de todos os vertebrados, os dentuços não podem sobreviver.

Presas

Que saudade das icônicas presas! Nem Crepúsculo nem Deixa ela Entrar preservou a principal ferramenta para extração de sangue, que também era a assinatura dos vampiros. Só a série True Blood parece ter se lembrado delas.

Idade

Acho que essa serve para praticamente todas as caracterizações vampirescas já produzidas; as criaturas não envelhecem e nunca morrem de causas naturais. Possuem a aparência que tinham ao se tornar vampiros.

Luz do Sol

Eu acho a invenção da Stephanie Meyer ridícula. Vampiros clássicos não brilham na luz da sol, eles pegam fogo; o que é a principal justificativa de serem considerados criaturas noturnas.

Deixe-me entrar

Não sou muito expert no assunto, por isso não sei se o elemento que nomeia tanto Deixa ela Entrar quanto Deixe-Me Entrar já fazia parte das “tradições vampirescas”, mas acho genial. Se o vampiro entrar em algum lugar sem permissão, o resultado não é nada agradável

Estaca

A maneira mais famosa de liquidar um vampiro curiosamente não aparece em nenhuma das adaptações atuais sobre as criaturas. Muito sutil: uma estacada no coração acaba com o sanguessuga.

Alho

Pode parecer absurdo e bobagem, mas o alho é acolhido por muitas obras de ficção e literatura como uma arma eficáz contra vampiros, ajudando a repeli-los.

O grande trunfo de Deixa ela Entrar – e ele deve ser respeitado no remake – é a atmosfera, o tom criado pelo diretor. É um longa quieto, mas com uma crescente sensação de perigo se alastra sobre os personagens. Alguns exemplos de outros filmes com esse genial elemento:

Sinais

Grande parte do mérito vai para a inquietante trilha sonora de James Newton Howard, que tempera de maneira sombria esse silencioso filme de alienígenas. É um filme silencioso, os personagens sempre acompanham os eventos da invasão (que nunca é detalhada) pela televisão, o que faz o espectador imaginar como estaria o mundo fora desta pequena fazenda.

Janela Indiscreta

Mesmo sendo mais divertido do que a maioria de seus representantes no assunto, o clássico de Hitchcock é um eficáz suspense que consegue formar o tom apropriado por dois motivos básicos: o fato de o filme inteiro se passar no apartamento de James Stuart e a premissa; um vizinho assassino, que ajuda a criar a sensação de perigo em todo lugar.

Zodíaco

Reforçando a sensação de perigo de Janela, o retrato do serial killer que aterrorizou São Francisco nos anos 60 é inquietante por a) se tratar de um caso policial verídico que nunca teve o culpado capturado; b) pela fotografia escura e a direção de David Fincher, especialmente no ataque do taxi que começa com uma pessoa qualquer chamando-o e passa para um longo plano-sequência do taxi percorrendo a cidade. Brilhante.

Sem dúvida a mais talentosa atriz mirim da atualidade, a jovem Chloe Grace Moretz encara um papel mais interessante do que o outro, sempre interpretando personagens fortes e memoráveis.

Nascida em Fevereiro de 1997, começou com papeis pequenos na televisão, em seriados e telefilmes, até chamar a atenção em 2005 no remake Horror em Amityville, onde foi indicada ao Young Artist Awards. Depois de papeis de mais destaque em filmes maiores (porém mais fracos), Moretz contracenou com Joseph Gordon Levitt em (500) Dias com Ela, fazendo o papel da irmã do protagonista.


Hit-Girl: Até agora, sua performance mais memorável

Mas a bomba estourou em 2010, quando a atriz estrelou Kick-Ass: Quebrando Tudo, no papel da polêmica vigilante de 12 anos Hit-Girl. Grande performance, carismática e natural, foi elogiada por todos que assistiram o filme. E também, Deixe-Me Entrar, mais um grande papel e sua atuação foi muito bem recebida.

Confira abaixo seu teste para a vampira Abby:

Fiquem de olho nessa menina, têm talento e carisma e promete ser um dos grandes nomes de Hollywood no futuro.

Confiram abaixo o vídeo sobre o filme que montei já faz uns dois meses. Aproveitem.

Bem, o especial acaba aqui, mas não deixe de ler a crítica, que deve ser publicada na Sexta-Feira.

Preview: 2011 – Guia do que vem por aí

Posted in Preview with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 3 de janeiro de 2011 by Lucas Nascimento

 

Olá 2011! Depois de Natal, comemorações e festas, hora de nos agendarmos para mais um ano de cinema, que promete grandes filmes, sequências, adaptações, remakes, indicados ao Oscar… enfim, confira abaixo:

Incontrolável

O que é: Tony Scott e Denzel Washington voltam para as ferrovias na história de um trem carregado de explosivos, rumando sem controle para uma pequena cidade nos EUA.

Porque assistir: Pelo trailer, Washington e Chris Pine parecem formar uma boa dupla e aparenta ser uma boa diversão-pipoca.

Desconfianças: O estilo repleto de cortes rápidos e a direção exagerada de Tony Scott não me agradam nem um pouco.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 7 de Janeiro

Ficha Técnica

Bravura Indômita

O que é: O novo filme dos irmãos Joel e Ethan Coen, retomando a parceria com Jeff Bridges no remake do faroeste de John Ford, que conta a história de uma garotinha que busca vingança pela morte de seu pai.

Porque assisitr: Além de ser mais um filme da grande dupla, Bravura Indômita deve receber algumas indicações ao Oscar e o trailer promete uma aventura nostálgica e divertida.

Desconfianças: Sendo um remake, há sempre o perigo de o filme simplesmente copiar o original. Mas duvido que isso aconteça aqui.

Vontade de ver: 5/5

Estreia: 21 de Janeiro ATUALIZAÇÃO: Estreia adiada para 11/02.

Ficha Técnica

Deixe-Me Entrar

O que é: O remake americano de Deixa Ela Entrar, o melhor filme de vampiros já feito, que conta a relação entra uma vampira e um garoto atormentado por valentões na escola.

Porque assistir: Por se tratar do filme sueco e os críticos que assistiram alegam que é um bom remake, que não simplesmente copia o filme original e promete explorar mais a trama. Sem contar que é protagonizado pela ótima Chloe Moretz.

Desconfianças: Matt Reeves ainda é novo na cadeira de direção e desconfio se ele manterá o mesmo tom sombrio e silencioso do filme original e não exagerar nos efeitos visuais.

Vontade de ver: 5/5

Estreia: 28 de Janeiro

Ficha Técnica

Inverno da Alma

O que é: Elogiadíssimo drama sobre uma jovem de 17 anos que sai em busca de seu pai desaparecido e descobrir a verdade sobre ele.

Porque assistir: A trama é bem interessante e a novata Jennifer Lawrence me parece ser uma ótima atriz.

Desconfianças: Espero que não seja excessivamente melodramático.

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 28 de Janeiro

Ficha Técnica

Cisne Negro

O que é: Thriller psicológico de Darren Aronfosky sobre o cotidiano de uma bailarina que, literalmente, se transforma para conseguir protagonizar a peça O Lago dos Cisnes, tendo de ultrapassar uma concorrente misteriosa.

Porque assistir: Se a premissa não lhe interessa, talvez a presença de Natalie Portman, que sem dúvida será indicada ao Oscar, prometendo uma performance memorável.

Desconfianças: Pra mim, nenhuma!

Vontade de ver: 5/5

Estreia: 4 de Fevereiro

Ficha Técnica

O Discurso do Rei

O que é: Fortíssimo candidato ao Oscar, o filme retrata a vida do Rei George V e seu problema de gaguice.

Porque assistir: Pelo trailer, Colin Firth parece estar sensacional e o filme pode até ser divertido.

Desconfianças: O favoritismo pelo filme pode ser muito superestimado.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 4 de Fevereiro

Ficha Técnica

O Vencedor

O que é: Mais um drama que promete dar as caras no Oscar, mostra a relação de um boxeador com suas irmãs e seu irmão problemático viciado em drogas.

Porque assistir: Os constantes elogios sobre o elenco estão me deixando curioso quanto a suas performances, principalmente a de Christian Bale.

Desconfianças: Se você olhar para o trailer, percebe-se claramente que tem diversos elementos clichês e conhecidos de filmes de boxe. Parece Rocky com Mark Whalberg.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 11 de Fevereiro

Ficha Técnica

127 Horas

O que é: A história real do alpinista Aron Ralston, que numa expedição nos cânions dos EUA, acaba preso entre dois desfiladeiros com uma rocha de 200 quilos em cima de seu braço. Depois disso, ele tem que sair de lá.

Porque assistir: Se você, assim como eu, adora filmes claustrobóficos que se passam em um único cenário, parece uma ótima pedida. Vale também pela elogiada atuação de James Franco e a polêmica que o filme causou em suas exibições.

Desconfianças: Se cair na melancolia extrema…

Vontade de ver: 4.5/5

Estreia: 18 de Fevereiro

Ficha Técnica

Reencontrando a Felicidade

O que é: Drama com Nicole Kidman e Aaron Eckhart, que vivem um casal tentando superar uma grande tragédia e encontrar a felicidade.

Porque assistir: Provavelmente vai arrancar algumas indicações ao Oscar e este pode ser o filme que vai devolver a Nicole Kidman seu reconhecimento perdido.

Desconfianças: Pode parecer meio repetitivo, mas este é mais um filme que pode ser destruído se sobrecarregar nas doses melodramáticas.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 18 de Fevereiro

Ficha Técnica

O Besouro Verde

O que é: A versão para os cinemas da famosa série de TV que antes era protagonizada por Bruce Lee, sobre uma dupla de vigilantes que se veste de bandidos para se aproximar do crime.

Porque assistir: Primeiro que Michel Gondry é brilhante, e sua estética visual está bem bacana nos trailers. Segundo, Seth Rogen que co-assina o roteiro com seu amigo Evan Goldberg (juntos escreveram Superbad) e faz o protagonista, prometendo muitas piadas.

Desconfianças: Piadas são sempre bem-vindas, claro, mas o filme não pode se transformar em comédia.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 25 de Fevereiro

Ficha técnica

Bruna Surfistinha

O que é: Adaptação do livro O Doce veneno do Escorpião, que narra a história da Bruna Surfistinha, uma jovem que passou a relatar suas “experiências” em um blog de internet.

Porque assistir: Deborah Secco.

Desconfianças: Um filme desses tem potencial? Já não vimos histórias parecidas com essa?

Vontade de ver: 3/5

Estreia: 25 de Fevereiro

Ficha Técnica

Invasão do Mundo: A Batalha de Los Angeles

O que é: Os alienígenas chegam na Terra e começam a dominar o planeta inteiro; o longa (que pelo título, pode gerar sequências) foca um grupo do exército americano enfrentandos as ameaças em Los Angeles.

Porque assistir: O filme despertou grande interesse e chamou atenção na Comic-Con e o cinema precisa de uma nova franquia de alienígenas; quem sabe se poderá ser esta?

Desconfianças: Será que o longa terá uma trama sustentável, bons atores e não vai cair no patriotrismo exagerado?

Vontade de ver: 3/5

Estreia: 18 de Março

Ficha Técnica

Paul

O que é: Comédia sobre dois amigos que encontram um alienígena foragido da Área 51 e resolvem ajudá-lo a voltar para seu planeta.

Porque assistir: Tem o Simon Pegg e Nick Frost, essa dupla é imbatível.

Desconfianças: A premissa é boa suficiente pra um filme inteiro? Será que vai cair no velho Road Movie?

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 18 de Março (EUA, vai saber se ele chega no Brasil…) ATUALIZAÇÃO: O filme chega no Brasil em 30 de Setembro.

Ficha Técnica

Sucker Punch – Mundo Surreal

O que é: O novo delírio visual de Zack Snyder nos apresenta à Babydoll, uma jovem trancada em um hospício e que nele cria um mundo imaginário em sua mente, onde ela deve encontrar 5 objetos para sobreviver.

Porque assistir: Se tem alguém na atualidade que domina visual e ação como ninguém é Snyder, que promete uma trama bem simples e um típico filme-pipoca, além de ter muitas beldades em seu elenco.

Desconfianças: Esse é o primeiro filme original de Snyder (os outros eram adaptações e remakes) e fica a dúvida se sua criatividade vai além do belo visual.

Vontade de ver: 5/5

Estreia: 23 de Março

Ficha Técnica

Rio

O que é: Nova animação de Carlos Saldanha, mostra a aventura de uma arara que sai dos EUA para viver no Rio de Janeiro.

Porque assistir: Saldanha já provou com A Era do Gelo 3 que sabe divertir o público e tem um elenco de vozes muito bom.

Desconfianças: Se o humor for só para crianças, será só para crianças.

Vontade de ver: 3/5

Estreia: 8 de Abril.

Pânico 4

O que é: O retorno do assasino Ghostface e dos protagonistas da série original, dessa vez utilizando as “regras” de fillmes de terror atuais.

Porque assistir: Wes Craven foi o último que soube como criar serial killers realmente memoráveis e icônicos. Sem falar que o cinema de terror atual precisa da metalinguagem de Pânico.

Desconfianças: Será que Craven vai saber “brincar” com a nova geração?

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 15 de Abril

Ficha Técnica

Your Highness

O que é: Comédia do mesmo diretor de Segurando as Pontas, que dessa vez promete satirizar os filmes de cavalaria e ideade média.

Porque assistir: Daniel Gordon Green, James Franco, Danny McBride e Natalie Portman de fio dental. Quer mais?

Desconfianças: Esse tipo de filme sempre tem o perigo de apelar para o humor pastelão sem graça.

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 8 de Abril (EUA, mas quero ver se chega no Brasil…) ATUALIZAÇÃO: O filme chega no Brasil em 26 de Agosto.

Ficha Técnica

A Garota da Capa Vermelha

O que é: A clássica história da Chapeuzinho Vermelho ganha uma roupagem diferente, que envolve um romance entre Valerie e um estranho, que pode ser o lobisomem que assombra a vila onde ela mora.

Porque assistir: Pelo trailer, o visual é bem interessante e fazer uma versão sombria da história pode dar certo.

Desconfianças: Além de mudar diversos elementos da trama original, a intenção de ter um novo Crepúsculo é óbvia e preocupante.

Vontade de ver: 2.5/5

Estreia: 21 de Abril

Ficha Técnica

Thor

O que é: Mais um super-herói da Marvel que vai ajudar a preencher o grupo dos Vingadores, o deus do Trovão Thor é banido por seu pai Odin para o planeta Terra, onde enfrentará uma lição de humanidade.

Porque assistir: Se você pretende ver Os Vingadores, Thor é uma peça essencial do vindouro filme do super-grupo, além de possuir uma história muito interessante e um bom elenco.

Desconfianças: Se for soltando várias “pistas” e sobrecarregar de personagens – vide Homem-de-Ferro 2 -, vai dar errado.

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 29 de Abril

Ficha Técnica

Piratas do Caribe – Navegando em Águas Misteriosas

O que é: A quarta aventura do pirata Jack Sparrow, só que dessa vez sem os coadjuvantes Will e Elizabeth. Dessa vez, o excêntrico capitão vai atrás da Fonte da Juventude, enfrentando uma ex-namorada e o temível pirata Barba Negra. 

Porque assistir: Sem Will e Elizabeth, a trama pode ser mais focada em Sparrow, e não se perder nas subtramas como no filme anterior.

Desconfianças: O diretor Rob Marshall, especializado em musicais como Chicago e Moulin Rouge é mesmo a melhor escolha?

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 20 de Maio

Ficha Técnica

Se Beber, Não Case! – Parte II

O que é: A continuação da hilária comédia de despedida de solteiro em Las Vegas, a confusão agora será ambientada na Tailândia e terá o dentista Stu se casando (sóbrio, dessa vez).

Porque Assistir: Se você gostou do grande elenco do filme anterior, fará de tudo para encontrá-los novamente.

Desconfianças: O problema é se os roteiristas tentarem refazer o primeiro filme, colocando a mesma estrutura de festa-ressaca-descobrir o que aconteceu.

Vontade de ver: 5/5

Estreia: 27 de Maio

Ficha Técnica

Um Novo Despertar

O que é: Dirigido por Jodie Foster e estrelado por Mel Gibson, conta a história de um sujeito deprimido que acaba adotando uma marionete como responsável por sua vida.

Porque assistir: A premissa é muito interessante e Jodie Foster mostra-se muito segura na direção.

Desconfianças: O sucesso do filme depende de Mel Gibson, que está em sua pior fase de carreira e vida pessoal.

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 27 de Maio

Super 8

O que é: O Cloverfield de 2011. Dirigido e escrito por JJ Abrams – e apadrinhado por Steven Spielberg – o filme mostra um, grupo de crianças que enfrenta misteriosas ameaças alienígenas, que fugiram da Área 51.

Porque assistir: Porque você vai querer saber mais sobre ele não é?

Desconfianças: Nesse tipo de filme onde você não sabe nada sobre a trama, a expectativa pode ser muito grande, e o resultado, médio ou até fraco.

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 1 de Junho

Ficha Técnica

X-Men: Primeira Classe

O que é: O novo filme dos mutantes da Marvel, que vai focar nos primeiros anos da Escola de Charles Xavier e sua relação de inimizade com Magneto.

Porque assistir: O diretor é Matthew Vaughn, o mesmo de Kick-Ass; o cara tem estilo e parece ter uma visão diferente em relação a super-heróis.

Desconfianças: Quase nenhum dos personagens clássicos estará aqui (exclua Wolverine, Jean, Ciclope e outros) e será que a Fox vai deixar Vaughn trabalhar do seu jeito e não atrapalhar no projeto (isso aconteceu com X-Men Origens: Wolverine), tentando transformá-lo em um Crepúsculo com mutantes?

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 3 de Junho

Ficha Técnica

Velozes 5

O que é: Mais corridas ilegais, dessa vez no Brasil.

Porque assistir: O elenco recuperou alguns dos protagonistas dos anteriores e conseguiu adições interessantes, como Dwayne Johnson.

Desconfianças: Sejamos honestos; passa filme, passa carro e Velozes e Furiosos já não empolga como antes.

Vontade de ver: 2/5

Estreia: 6 de Junho

Ficha Técnica

Monstros

O que é: Ficção científica no mesmo tom de Distrito 9, mostra uma espécie alienígena se alastrando no México e um jornalista que tenta encontrar a filha de seu patrão nesse cenário.

Porque assistir: Tem uma trama promissora e uma campanha de marketing caprichada que chama a atenção.

Desconfianças: Parece que está virando moda fazer filmes de alienígenas/monstros de forma realista em tom de documentário, e me pergunto se o sub-gênero ainda tem fôlego.

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 10 de Junho

Kung Fu Panda 2

O que é: Sequência do mediano filme de 2008, mostrará Po tendo sua vida de sonhos interrompida com a chegada de um perigoso vilão que pretende dominar a China.

Porque assistir: O grande elenco do original está de volta.

Desconfianças: O primeiro filme foi muito mediano e sem graça, será que a sequência acerta?

Vontade de ver: 2/5

Estreia: 10 de Junho

Carros 2

O que é: Continuação do longa animado de 2006, vai mostrar os personagens do anterior em uma trama que envolve espionagem.

Porque assistir: Pixar.

Desconfianças: Carros é, de longe, o filme mais inferior da Pixar.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 24 de Junho

A Árvore da Vida

O que é: Novo filme de Terrence Malick, que demorou quase três anos para ficar pronto, mostra a história de Jack e sua trajetória ao aprender as coisas da vida, chegando no ponto de lidar com a morte de seus irmãos.

Porque assistir: O filme em si gera muita expectativa e esse promete ser o mais sensível e ambicioso projeto de Malick.

Desconfianças: Pelo trailer, fica clara a complexidade da trama, que se não orquestrada apropriadamente, pode tornar-se cansativa.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 1 de Julho

Ficha Técnica

Transformers 3

O que é: O novo filme dos robôs-gigantes-alienígenas-transformistas, dessa vez em 3D. A trama não foi muito detalhada, mas envolverá conspirações sobre o pouso lunar durante a Guerra Fria.

Porque assistir: Michael Bay já assumiu em diversas entrevistas sobre a mediocricidade do segundo filme, o que me leva a crer que ele aprendeu com seus erros e a premissa sobre pouso lunar é interessante.

Desconfianças: Se tem Michael Bay envolvido, sempre haverão desconfiaças…

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 1 de Julho

Ficha Técnica

Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2

O que é: A segunda parte de As Relíquias da Morte, que mostrará Harry e seus amigos procurando as horcruxes restantes e encarar de uma vez por todas o Lorde Voldemort.

Porque assistir: Caramba… É o final de uma das maiores franquias cinematográficas da história e David Yates já começou o jogo muitíssimo bem na Parte 1.

Desconfianças: Terminar a saga Harry Potter necessita de muito cuidado e trabalho duro. Não estou especificando alguma desconfiança, apenas alertando do perigo.

Vontade de ver: 5/5

Estreia: 15 de Julho

Ficha Técnica

Capitão América – O Primeiro Vingador

O que é: O Primeiro Vingador do grupo da Marvel, Capitão América: o herói geneticamente alterado que lutou na Segunda Guerra Mundial contra nazistas e o tenebroso Caveira Vermelha.

Porque assistir: Mais uma vez, peça fundamental no tabuleiro dos Vingadores e ver um super-herói lutando nas batalhas da Segunda Guerra pode ser algo muito interessante.

Desconfianças: Joe Johnston é um diretor muito limitado e se o longa se render ao patriotrismo exagerado a là Michael Bay…

Vontade de ver: 4.5/5

Estreia: 29 de Julho

Ficha Técnica

[Rec]³: Genesis

O que é: Novo filme da franquia espanhola de zumbis-demônios, dessa vez promete mostrar a origem do vírus que se espalha nos primeiros filmes.

Porque assistir: Os dois primeiros filmes são excelentes e deve ser interessante acompanhar mais um filme.

Desconfianças: Mostrar a “origem do mal” é uma péssima ideia, porque estraga o elemento de desconhecido que o primeiro filme introduziu.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 29 de Julho (Espanha, no Brasil deve demorar…)

Cowboys & Aliens

O que é: Adaptação de uma graphic novel, o filme mostra uma invasão alienígena em pleno período do Velho Oeste, onde um estranho que fora abduzido pode ser a única salvação.

Porque assistir: Juntar faroeste e alienígenas em um filme é uma promissora ideia que ningúem nunca teve e têm James Bond e Indiana Jones liderando o elenco.

Desconfianças: Se Jon Favreau não tiver cuidado, estará criando o novo As Loucas Aventuras de James West. E ninguém quer isso…

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 12 de Agosto

Ficha Técnica

Lanterna Verde

O que é: A DC comics entra na guerra contra a Marvel e começa a adaptar seus heróis menos conhecidos. O filme é sobre Hal Jordan, que é escolhido por um anel alienígena para se tornar um dos Lanternas Verde, uma polícia intergaláctica.

Porque assistir: É bom ver a DC aproveitando mais seus personagens. A história do Lanterna é muito interessante e promete mesclar aventura, ficção científica e humor, tudo temperado com excelentes efeitos visuais e a boa direção de Martin Campbell.

Desconfianças: Será que Ryan Reynolds segura um blockbuster desse tamanho?

Vontade de ver: 4.5/5

Estreia: 19 de Agosto

Ficha Técnica

O Homem do Futuro

O que é: Comédia de ficção científica que mostra um cientista frustrado que volta no tempo tentando consertar sua vida e conseguir a mulher de seus sonhos.

Porque assistir: É bom ver o cinema nacional tentando alterar os gêneros (chega de comédias românticas e filmes-favela) e arriscar em uma ficção científica que parece ser muito divertida.

Desconfianças: Nesse tipo de filme, é preciso equilibrar as doses de humor com as de ficção científica; se errar, o filme não vai funcionar.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 2 de Setembro

Uma Semana com Marilyn

O que é: Adaptação do livro de Colin Clark, que relatou suas experiências com a atriz Marilyn Monroe durante as filmagens de O Príncipe Encantado.

Porque assistir: Nunca fizeram um filme sobre a icônica Marilyn Monroe e Michelle Williams ficou muito parecida com ela e promete uma performance genial.

Desconfianças: Parece uma grande responsabilidade assumir um projeto desses e um diretor novato no cinema pode não ser a escolha certa.

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 16 de Setembro

A Hora do Espanto

O que é: Refilmagem de um clássico do terror da década de 80, que mostra um jovem fascinado por histórias de terror que descobre que seu vizinho é um vampiro.

Porque assistir: Mais pelo elenco, Anton Yelchin e Christopher Mintz-Plasse são ótimos atores e Colin Farrel promete roubar a cena.

Desconfianças: Caramba, será que filmes de vampiros não vão parar de vir? E precisava mesmo refilmar mais um clássico oitentista?

Vontade de ver: 3/5

Estreia: 14 de Outubro

A Saga Crepúsculo: Amanhecer Parte I

O que é: A primeira parte do aguardado final (aguardado porque a maioria não vê a hora de acabar) da Saga Crepúsculo, que mostrará Bella virando vampira e enfrentando as ameaças do clâ Volturi.

Porque assistir: Amanhecer tem uma história mais madura e o diretor pode ajudar a por ordem nessa franquia.

Desconfianças: Se for monótono, meloso e sem nada de relevante como no filme anterior, é furada.

Vontade de ver: 3/5

Estreia: 11 de Novembro

Ficha Técnica

As Aventuras de Tintim – O Segredo do Unicórnio

O que é: A aguardada adaptação dos livros de Tintim, sob a direção de Steven Spielberg e produção de Peter Jackson, utilizando captura de movimentos e filmagens em 3D esteroscópico. Este primeiro adaptará O Segredo do Unicórnio e uma trilogia está sendo idealizada.

Porque assistir: Quem nunca leu ou assistiu Tintim? As histórias são excelentes e Spielberg e Jackson trabalhando juntos – com um ótimo elenco –  já é motivo para assistir, não importa o que seja.

Desconfianças: A captura de performances usada aqui alcançará um resukltado similar ao de O Expresso Polar e A Lenda de Bewoulf, que não foram muito bem aceitos por hollywood…

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 11 de Novembro

Ficha Técnica

A Invenção de Hugo Cabret

O que é: Novo filme de Martin Scorsese, conta uma história fantasiosa – ambientada no século XX –  sobre um menino que vive numa estação de trem e  descobre um andróide, prestes a revelar uma importante mensagem.

Porque assistir: Martin Scorsese, Chloe Moretz e Sacha Baron “Borat” “Bruno” Cohen em uma aventura cuja premissa é muito interessante.

Desconfianças: Scorsese nunca dirigu um filme “leve” para toda a família, resta esperar se ele combina com o gênero.

Vontade de ver: 4.5/5

Estreia: 9 de Dezembro

O Gato de Botas

O que é: O filme-solo do impagável Gato de Botas, que mostrará desde seu nascimento até sua transformação em temível matador de ogros.

Porque assistir: O Gato de Botas de Antônio Banderas é sem dúvida o melhor personagem da franquia Shrek e todos queremos saber mais sobre ele.

Desconfianças: O que torna o personagem tão chamativo é seu misterio e papel secundário; torná-lo protagonista de seu próprio longa pode acabar com a graça. Ou não.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 9 de Dezembro

Sherlock Holmes  – A Game of Shadows

O que é: Nova aventura da versão truculenta de Sherlock Holmes, que dessa vez enfrentará o perigoso Professor Moriarty.

Porque assistir: O primeiro filme foi uma peça de entretenimento genuíno e descontraído, além de possuir Robert Downey Jr. em uma das melhores performances de sua carreira. O segundo filme promete…

Desconfianças: O roteiro deve ser melhor e as cenas de ação precisam ser mais controladas – no primeiro elas aparecem toda hora, de forma desconexa – e o mistério, maior.

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 16 de Dezembro

Ficha Técnica

The Girl with the Dragon Tattoo

O que é: Remake do controverso filme sueco Os Homens que não Amavam as Mulheres, sobre uma hacker e um jornalista que tentam desvendar um misterio envolvendo o desaparecimento de uma jovem.

Porque assistir: David Fincher é um dos melhores diretores da atualidade e ele reuniu um grande elenco para a refilmagem, liderado pela promissora Rooney Mara.

Desconfianças: Precisava mesmo refilmar?

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 21 de Dezembro, no Brasil em 10 de Fevereiro de 2012…

Ficha Técnica

Missão Impossível: Ghost Protocol

O que é: Ethan retorna em uma quarta aventura que promete recomeçar a franquia. Nenhuma informação sobre a trama, cujas filmagens passaram pelo prédio mais alto do mundo, em Dubai.

Porque assistir: Quem dirige é Brad Bird, que dirigiu algumas das melhores animações da Pixar e parece ter ideias muito chamativas para o filme.

Desconfianças: Assim como muitas franquias por aí, Missão Impossível também está perdendo ânimo.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 30 de Dezembro

Bem, aqui estão algumas das principais estreias. É claro que ao longo do ano, mais filmes serão lançados (as surpresas e produções menores/ independentes) e não esqueçam: as datas de lançamento podem vir a mudar. Espero que tenham apreciado minha seleção e fiquem ligados para as primeiras críticas aqui no blog.