Arquivo para os infratores

O Harry Osborn de O ESPETACULAR HOMEM-ARANHA 2

Posted in Notícias with tags , , , , , , , on 3 de dezembro de 2012 by Lucas Nascimento

dehaan
Dane DeHaan em ‘Poder Sem Limites

Dane DeHaan, o perturbado Andrew de Poder sem Limites e sidekick de Shia LaBeouf em Infratores, acaba de ser anunciado pelo diretor Marc Webb como Harry Osborn em O Espetacular Homem-Aranha 2. Melhor amigo de Peter Parker, o personagem foi retratado por James Franco na trilogia de Sam Raimi.

Excelente contratação, que Webb aproveite o talento psicótico de DeHaan…

O Espetacular Homem-Aranha 2 estreia em Julho de 2014.

Anúncios

| Os Infratores | John Hillcoat explora a proibição no interior dos EUA

Posted in Cinema, Críticas de 2012, Drama with tags , , , , , , , , , on 17 de outubro de 2012 by Lucas Nascimento

Conflito entre irmãos: Shia LaBeouf se explica com Tom Hardy

A Lei Seca dos EUA nos anos 20 é um dos eventos que mais rendeu obras no cinema sobre o tema. Com a série da HBO Boardwalk Empire fazendo bonito com o gênero, Hollywood resolve voltar à época da proibição do álcool com Os Infratores, um eficiente thriller policial que coloca a caçada por Al Capone de lado e se concentra na relação de três irmãos envolvidos no contrabando.

Inspirada em eventos reais, a trama gira em torno dos irmãos Jack (Shia LaBeouf), Forrest (Tom Hardy) e Howard (Jason Clarke) Boundurant, trio que vai conquistando fama e fortuna em uma pequena cidade no interior dos EUA, através da venda ilegal de bebidas alcóolicas. Quando a polícia ganha um reforço na forma do implacável Charlie Rakes (Guy Pearce), os Boundurant deverão encontrar uma forma de se manterem no negócio.

Conduzido pelo eficiente John Hillcoat (que traz em seu currículo o drama pós-apocalíptico A Estrada e a comédia romântica A Proposta), Os Infratores não traz muitas novidades ao gênero. Sua ambientação – centrada em um negócio de família pequeno – é o grande destaque, e nesse quesito o design de produção Chris Kennedy acerta ao retratar a precariedade da locação e suas formidáveis adaptações à fabricação de bebida (vide o “laboratório” do jovem Cricket). Impossível também não reparar na fotografia de Benoit Delhomme, que opta por luzes fortes e uma coloração que se aproxima do sépia.

Tecnicamente impecável, o longa também se beneficia do ótimo elenco. Tom Hardy constrói o irmão do meio com serenidade, adotando uma voz calma (e com sotaque acertado) em suas cenas, o que – em contrapartida com sua brusca presença física – só parece tornar o personagem mais perigoso, como se uma fera estivesse enjaulada e louca para se libertar; o que é confirmado com sua chocante capacidade para a violência. De maneira semelhante, Guy Pearce faz de seu “ajudante especial” Rakes um dos vilões mais detestáveis do ano, abusando de uma caracterização que beira o caricato e contrasta com todos os personagens do filme.

Mas é inegável que este seja um filme de Shia LaBeouf. A jornada de seu Jack Boundarant é a alma do longa e, mesmo que abrace sem vergonha o arquétipo do “jovem menosprezado que tenta mostrar seu valor” e todos os clichês que o pacote traz consigo, o roteiro de Nick Cave desenvolve bem o personagem e o ator entrega uma performance competente, mas que peca em momentos mais dramáticos (sua reação ao descobrir a morte de um colega soa forçada e artificial). Vale notar o figurino de Jack: sempre com a barra da calça curta (em uma eficaz forma de caracterizá-lo com o caçula), ao longo de sua ascensão este passa a adotar trajes mais elegantes.

Perdendo a chance de explorar mais o interessantíssimo Floyd Banner de Gary Oldman (que desaparece do filme sem explicação), Os Infratores segue todas as regras de um bom filme policial sobre a Lei Seca. Apresenta bons intérpretes, caprichada produção e uma trama que entretém durante suas quase duas horas de duração.

Mas ainda é mais interessante acompanhar a implacável perseguição à Al Capone…