Arquivo para sucker punch

2011: Os Melhores dos Melhores

Posted in Melhores do Ano with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 24 de dezembro de 2011 by Lucas Nascimento

Este ano, o post dos melhores filmes do ano vai ser diferente. Enquanto nos últimos três anos a seleção se deu por ranking, os longas lançados em 2011 serão avaliados através de categorias. Antes de conferir, algumas observações:

  • A lista contém apenas filmes lançados no Brasil COMERCIALMENTE (logo, filmes de 2010 que chegaram este ano nos cinemas ou home video marcam presença aqui) e alguns lançamentos estrangeiros ficaram de fora (como O Espião que Sabia Demais, Shame, Drive, entre muitos outros).
  • Se  não concorda com minha opinião (e isso certamente vai acontecer), fique a vontade para comentar e apresentar sua própria seleção, mas seja educado, porque comentários grosseiros serão reprovados.
  • MILLENNIUM: Os Homens que Não Amavam as Mulheres ainda não estreiou no Brasil, mas marcou presença na lista em 2 categorias, mas sua presença é justificável.

Melhor Filme: Meia-Noite em Paris

Sem dúvida o feel-good movie de 2011, uma deliciosa experiência cinematográfica que traz Woody Allen em ótima forma em sua primeira visita a Paris. O desenrolar da trama acontece de forma mágica, flertando com elementos fantásticos ao mesmo tempo em que nos presenteia com alguns dos melhores diálogos do ano e uma mensagem verdadeiramente inspiradora – que me atingiu em cheio. O elenco também é ótimo, de Owen Wilson altamente expressivo a Adrien Brody divertidíssimo em uma antológica participação especial. Crítica completa.

Outros destaques (em ordem de preferência)

Cisne Negro

Deixe-me Entrar

X-Men: Primeira Classe

Bravura Indômita

O Palhaço

Missão: Impossível – Protocolo Fantasma

Tudo pelo Poder

A Pele que Habito

Super 8

Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2

Planeta dos Macacos: A Origem

Melhor Diretor: Selton Mello | O Palhaço

Selton Mello realmente surpreendeu com O Palhaço. Desempenhando diversos papéis na produção (incluindo o de protagonista do longa), o sucesso do filme é fruto de sua habilidosa direção. Escolhendo lindos planos e enquadramentos, mostra-se um talentoso diretor de atores e também usa com inteligência a subjetividade. Diversas cenas funcionam justamente por sua complexo trabalho visual; às vezes é o olhar de um personagem, seu gesto com as mãos, cabeça… E não são necessárias palavras para compreender o que se passa.

Melhor Comédia: Amizade Colorida

Depois do divertido A Mentira, Will Gluck assume a direção e créditos como co-roteirista nessa excelente comédia romântica. Tomando como base um assunto já conhecido – a relação puramente sexual entre dois amigos – Amizade Colorida é um filme surpreendente, já que apresenta um roteiro com alguns dos melhores diálogos do ano, mensagens inspiradoras e um elenco arrasador; com destaque para a ótima química entre Justin Timberlake e Mila Kunis. Anseio pelo próximo trabalho de Gluck.

Melhor Filme de Ação: Missão: Impossível – Protocolo Fantasma

Um dos melhores e mais empolgantes filmes do ano. O diretor Brad Bird, responsável por grandes animações da Pixar, dá vida nova à franquia do agente Ethan Hunt, promovendo um espetáculo com ótimas cenas de ação (a escalada ao Burj Dubai já é antológica) e um ritmo narrativo muito agradável e divertido. O elenco é bem entrosado e muito talentoso, e Tom Cruise mostra que ainda tem fôlego para mais continuações – e eu espero que elas aconteçam.

Melhor Ator: Andy Serkis | Planeta dos Macacos: A Origem

Especialista em personagens digitais, Andy Serkis é o rei do motion-capture. No prequel que mostra a origem do Planeta dos Macacos, o ator empresta sua expressividade imensa ao macaco Cesar, líder de uma revolução de símios de grandes proporções. O talento de Serkis é perceptível em cada pixel do rosto do personagem e certamente merece atenção no Oscar (o cara interpretou um macaco!).

Outros destaques:

Selton Mello – O Palhaço

Michael Fassbender – X-Men: Primeira Classe

Ryan Gosling – Tudo pelo Poder

James Franco – 127 Horas

Melhor Atriz: Emma Stone | A Mentira

Eu simplesmente adoro Emma Stone em A Mentira. Ao encarar seu primeiro papel como protagonista, a atriz fornece uma das performances mais divertidas, carismáticas e honestas que eu já vi. É boa nas caretas, nas vozes e irradia uma energia impressionante que pega o espectador de surpresa. Mesmo sendo uma comédia (um preconceito estúpido dentro de premiações), merecia indicação ao Oscar.

Natalie Portman – Cisne Negro

Mélanie Laurent – Toda Forma de Amor

Kirsten Dunst – Melancolia

Mila Kunis – Amizade Colorida

Melhor Ator Coadjuvante: Christopher Plummer | Toda Forma de Amor

Na pele de um idoso na casa dos 70 que abraça sua homossexualidade, Christopher Plummer dá um show. Apresenta muito carisma e expressividade, divertido e emocionando na medida certa, assim como uma química muito natural com Ewan McGregor (que interpreta seu filho). O ator certamente será indicado ao Oscar por essa performance, e eu não me surpreenderia se ele saísse vencedor.

Alan Rickman – Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2

Tom Hiddleston – Thor

Corey Stoll – Meia-Noite em Paris

Colin Farell – A Hora do Espanto

Melhor Atriz Coadjuvante: Elle Fanning | Super 8

Irmã mais nova de Dakota Fanning, Elle Fanning brilha na deliciosa aventura oitentista de JJ Abrams. Personificando a “garota desejada por todos da escola”, a atriz mostra imenso talento e carisma e, em diversos momentos, um senso de autoridade diante do restante do elenco (afinal, sua personagem é mais velha). A cena em que atua como zumbi é antológica.

Cate Blanchett – Hanna

Evan Rachel Wood – Tudo pelo Poder

Amy Adams – O Vencedor

Marion Cottilard – Meia-Noite em Paris

Melhor Roteiro Original: Meia-Noite em Paris | Woody Allen

Sempre afiado em seus maravilhosos diálogos, Woody Allen apresenta uma verdadeira aula de história da arte em Meia-Noite em Paris. A ideia central é genial em si, com o nostálgico Gil retornando ao passado magicamente – e ao não explorar o que é essa viagem no tempo, o texto fica mais misterioso – e encontrando diversos artistas da época. Todos os diálogos são inspiradíssimos, alguns até antológicos.

Melhor Roteiro Adaptado: X-Men: Primeira Classe | Jamie Moss, Josh Schwartz, Zack Stentz, Jane Goldman e Matthew Vaughn

Depois de Batman – O Cavaleiro das Trevas, o nível das adaptações de quadrinhos de super-heróis aumentou, e as histórias amadureceram muito. Mas apenas o roteiro de X-Men: Primeira Classe escrito por Ashley Miller, Zack Stentz, Jane Goldman e Matthew Vaughn, fez jus ao trabalho de Christopher Nolan. Na aventura que ambienta-se na Guerra Fria, as origens dos X-Men são apresentadas com maestria e inteligência, tomando como base ótimos diálogos, diversos níveis de história e sempre uma atenção excepcional a seus personagens.

Melhor Fotografia: Bravura Indômita | Roger Deakins

Indicada ao Oscar do ano passado, a direção de fotografia de Roger Deakins para Bravura Indômita é uma das melhores de sua carreira. Trabalhando novamente com os irmãos Coen, o fotógrafo captura com maestria as paisagens do Velho Oeste dos EUA, sempre usando uma boa iluminação (o frame inicial, que revela a morte de um dos personagens é soberbo) e cores vivas. Um deleite visual, não teve filme em 2011 com trabalho melhor.

Melhor Montagem: Contágio | Stephen Mirrione

Contágio aborda diversos personagens em diferentes cantos do planeta. O alastramento da doença mortal que move a trama é sempre acompanhanda com legendas (como dia 3, 4, etc) e até o uso da tela dividida, elementos que o montador Stephen Mirrione certamente tem domínio. Mirrione consegue equilibrar com ritmo as diversas tramas paralelas do longa, dando espaço para todos os personagens. Outra sacada genial é iniciar o longa com o 2º dia da contaminação, criando um final chocante ao revelar a causa da pandemia.

Melhor Direção de Arte: X-Men: Primeira Classe | Chris Seagers (Design de produção), Larry Bellantoni, Erin Boyd e Sonja Klaus (Decoração de set)

Recriando diversos cenários dos anos 60 (e até um campo de concentração em certo momento), a equipe responsável pelo design de produção de X-Men: Primeira Classe soube combinar o fantástico com o real. Um exemplo disso é o submarino do personagem de Kevin Bacon, que tem uma arquitetura clean e aparentemente comum, mas esconde uma sala rodeade de espelhos e luzes azuis. Ótimo trabalho, isso contando que muitos cenários foram levantados de verdade, usando o mínimo de CG possível.

Melhor Figurino: Thor | Alexandra Byrne

Eu sempre me interesso pelos figurinos em filmes de super-heróis. Ainda espero pelo dia em que a Academia reconheça (com pelo menos uma indicação) o trabalho em transportar personagens de quadrinhos para as telas. Na adaptação de Thor, a figurinista Alexandra Byrne acerta na composição das vestimentas de deuses nórdicos, misturando elementos clássicos (como a capa vermelha, as escamas no braço) com toques modernos.

Melhor Maquiagem: Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2

Ao longo da série de Harry Potter, o departamento de maquiagem sempre teve um papel fundamental na criação do universo de JK Rowling. Mas no oitavo e último filme da franquia, o trabalho é multiplicado na criação de dezenas de duendes para a cena do ataque ao banco de Gringotes. Foram cerca de 20 anões e muita criatividade na composição de cada criatura.

Melhores Efeitos Visuais: Planeta dos Macacos: A Origem

Depois de Avatar mudar o jogo com seus impressionantes efeitos visuais, Planeta dos Macacos – A Origem chega para aprimorar o que havia sido aprimorado. Com todos os símios (macacos, chimpanzés, gorilas, etc) criados digitalmente, com auxílio de captura de performance, o resultado é de encher os olhos, aproximando-se ao máximo da realidade. Se perder o Oscar, é marmelada.

Melhor Trilha Sonora: MILLENNIUM: Os Homens que Não Amavam as Mulheres | Trent Reznor & Atticus Ross

MILLENNIUM ainda não estreiou aqui no Brasil, mas a trilha sonora de Trent Reznor e Atticus Ross já está disponível online há mais de uma semana. Claro que, dessa forma, fica impossível saber se os oníricos sons criados pela dupla combinam com as imagens do filme, mas se considerar o trabalho musical isoladamente, ainda é superior a qualquer outro lançado este ano. Com cerca de 3 horas, o resultado é sensacional, tão bom quanto a trilha de A Rede Social.

Canção do Ano: “Immigrant Song” |Trent Reznor, Atticus Ross e Karen O | MILLENNIUM: Os Homens que não Amavam as Mulheres

Tava começando o primeiro teaser de MILLENNIUM: Os Homens que Não Amavam as Mulheres (uma versão pirata, vazada do próprio estúdio), e em meio a diversos cortes rápidos de cenas do filme, ecoava o selvagem cover de Karen O para a “Immigrant Song” de Led Zeppelin. Com Trent Reznor na instrumental e Atticus Ross como mixador, a música pesada é inesquecível e viciante, pontuando em cheio o tom do filme de David Fincher.

Melhor 3D: Transformers – O Lado Oculto da Lua

Mesmo sendo um dos piores filmes do ano, Transformers – O Lado Oculto da Lua tem um atrativo poderoso: seu genuíno 3D estereoscópico. O longa foi rodado com câmeras 3D e garante um resultado visual impressionante – especialmente ao retratar as crateras e rochas lunares na cena inicial – e uma profundidade maior nas cenas de ação. Pena que tanto esforço foi para um filme ruim.

Melhor cena de abertura: Melancolia

Lars Von Trier tem mostrado bastante talento na abertura de seus longas recentes. Primeiro, o sinistro prólogo em preto-e-branco e câmera lentíssma em Anticristo, agora ele apresenta sua visão do fim do mundo nos minutos iniciais de Melancolia, quando um planeta gigante colide com a Terra. Mantendo a câmera lenta, o diretor preenche a tela com imagens simbólicas e sem muita conexão (explícita) com a trama, alcançando um resultado arrasador.

Surpresa do ano: Amor a toda Prova

Amor a Toda Prova era tão irrelevante para mim, que não assisti nenhum trailer antes de conferir o filme sim. Talvez isso tenha influenciado no resultado, já que adorei o filme de Glenn Ficara e John Requa e fiquei completamente surpreso com sua história e as inúmeras reviravoltas nela. O elenco inteiro também se sai muito bem, com destaque para Ryan Gosling, que tem em 2011 o melhor ano de sua carreira.

Decepção do ano: O Preço do Amanhã

Eu já disse milhões de vezes, e repito: Andrew Niccol teve a melhor ideia do ano com O Preço do Amanhã. É um imenso desperdício que o diretor/roteirista tenha desenvolvido tão mal a sua ótima premissa e alcançado um resultado ordinário e simplório, recorrendo ao formulaico filme de ação. Não que o filme seja ruim, mas poderia ser muito mais.

Melhores Trailers

1. MILLENNIUM: Os Homens que Não Amavam as Mulheres – Teaser

2. Prometheus – Teaser

3. Shame – ‘New York, New York’ Trailer

Melhor Pôster: Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Bem, essa foi a retrospectiva de 2011. Diferente do ano passado, talvez eu continue com esse modelo de postagem ou quem sabe o ranking gigante voltará? Enfim, comentem e compartilhem suas opiniões sobre os lançamentos de 2011, e tenham um Feliz Natal!

Anúncios

| Sucker Punch – Mundo Surreal | Combo de cultura pop nerd e lindas beldades

Posted in Ação, Aventura, Cinema, Críticas de 2011 with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 26 de março de 2011 by Lucas Nascimento


Emily Browning estonteante como Babydoll

Hoje em dia, todo mundo quer complicar. Dramas, comédias e principalmente filmes de ação; enchê-los de simbolismo, reviravoltas e conceitos inteligentes. Mas bem, complicar é para quem sabe complicar, o que não é o caso de Zack Snyder, que oferece belos visuais e cenas de ação, mas perde-se na fantasia nivelada que criou.

A brincadeira começa quando a jovem Babydoll (Emily Browning) é internada em um hospício por seu padrasto, – cena de abertura que soa magnífica com a canção “Sweet Dreams”, da própria Browing – onde passará por uma lobotomia em cinco dias. Enquanto a hora não chega, ela planeja uma fuga com as outras internas, criando um mundo imaginário que possibilitará sua saída.

Quem vê os trailers pensa: “caramba, o que dragões e batalhas com samurais gigantes têm a ver com uma fuga de prisão?”, e realmente todas as estonteantes e estilosas cenas de ação que o filme oferece – e que são o ápice da produção – são absolutamente desnecessárias e em nada contribuem para a trama; uma relação simbólica com o nível de realidade aqui e ali, mas nada de genial ou emocional, já que as personagens não sofrem não perigo real em tais sequências. Mas mal não faz, já que Snyder continua mostrando sua dinâmica visão em tais sequências.

O espectador embarca na mente de Babydoll, que viaja por ambientes variados mas todos com a mesma característica: um fabuloso design de produção que explora e faz referências a diversos gêneros do cinema, adotando também a mesma técnica de filmagem (a câmera balança sem parar nas trincheiras da Primeira Guerra e Snyder excita-se a grau masturbatório no uso da câmera lenta no tiroteio dos robôs) e alternando com habilidade a fotografia de Larry Fong em cada nível – por exemplo, cores cinzentas na Primeira Guerra, luzes de neon no combate dos robôs.


As igualmente belíssimas Abbie Cornish e Jena Malone, como Sweet Pea e Rocket

Mas que Sucker Punch seria bonito não havia sombra de dúvida, a dúvida estava em como Snyder iria juntar tudo isso em uma boa trama, coisa que infelizmente ele não alcança. Repito: complicar é para quem sabe, assim como Christopher Nolan em A Origem e Martin Scorsese em Ilha do Medo (dois filmes que curiosamente apresentam influência aqui). O diretor levou sua criação muito a sério e ainda tenta pagar de filósofo ao passar uma lição de moral fraca e descartável, além de apresentar uma estrutura episódica demais com os devaneios de Babydoll.

O elenco feminino é de cair o queixo de qualquer marmanjo. Mulheres lutando e atirando com vestimentas curtas e sensuais… Enfim, Emily Browning é carismática com sua Babydoll, seu desempenho na cena inicial também mostra sua eficáz carga dramática. Vanessa Hudgens e Jamie Chung pouco fazem na construção de suas Blondie e Amber – as personages tem pouco tempo em cena. Abbie Cornish e Jena Malone têm boa química como as irmãs Sweet Pea e Rocket.

Zack Snyder entrega quatro filmes dentro de um, todos com visuais e coreografias de luta impressionantes, mas confundiu-se na cola chamada roteiro que une todos eles, cujos conceitos não são nada para qual o espectador estivesse “despreparado”, frase de marketing da Warner. Agora, resta esperar o que o diretor vai fazer com o novo Superman…

Esta semana nos cinemas… (25/03)

Posted in Esta Semana nos cinemas with tags , , , , , , , , on 24 de março de 2011 by Lucas Nascimento

Confira abaixo as principais estreias dessa semana nos cinemas do Brasil:

Atividade Paranormal em Tóquio

Sinopse: Uma continuação não-oficial da série Atividade Paranormal, mostra um estudante japonês que visita San Diego e que acaba levando a presença demoníaca do primeiro filme para seu país.

Censura:

Vontade de ver: 3/5

Sem Limites

Sinopse: Há anos o escritor Eddie sofre de um bloqueio criativo. Quando ele é apresentado a um remédio revolucionário, sua vida muda instantaneamente. Ele consegue lembrar de tudo que já leu, ouviu ou viu em toda sua vida. Aprende línguas, faz cálculos, consegue ler e escrever muito rapidamente. Eddie vira o rei de Wall Street chamando a atenção do mega empresário Carl Van Loon, que o contrata para fechar um dos maiores negócios da história.

Censura:

Vontade de ver: 3/5

Sucker Punch – Mundo Surreal

Sinopse: Babydoll é uma jovem internada em um hospício por seu padrasto cruel. Para escapar, cria um mundo imaginário com companheiras internas, onde devem encontrar cinco objetos em meio a guerras, samurais e dragões.

Censura: 14 anos

Vontade de Ver: 5/5

Vips

Sinopse: Ele foi empresário, aviador, líder de facção criminosa, rico e famoso. Vigarista, enganou autoridades, celebridades, jornalistas e até os guardas da prisão de Bangu, usando 15 identidades diferentes. Marcelo não consegue conviver com sua própria identidade, o que faz com que assuma a dos outros. Isto faz com que passe a ter diversos nomes, nos mais variados meios, onde aplica seguidos golpes.

Bem, essas são suas opções da semana; escolha bem e tenha uma ótima sessão!

Sexy Beast | Especial SUCKER PUNCH – MUNDO SURREAL

Posted in Especiais with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 22 de março de 2011 by Lucas Nascimento

 

O novo filme de Zack Snyder chegou aos cinemas brasileiros! Prometendo muita ação e visuais sublimes, Sucker Punch – Mundo Surreal também é o tema deste especial. Aproveite:


Zack Snyder na Comic-Con do ano passado

Depois de comandar duas grandes adaptações de HQs – 300 e Watchmen – o cineasta Zack Snyder prepara-se para lançar seu novo filme; primeiro trabalho que parte de um argumento original, a questão é: vale a pena ou será apenas um longa visualmente bonito?

Snyder começou a idealizar o projeto em 2007, mas deixou-o de lado para filmar Watchmen. Terminada a adaptação, ele fez a animação A Lenda dos Guardiões e, finalmente, o épico de metralhadoras, mulheres e dragões . O que o cineasta queria era “um filme com cenas de ação que desafiem as limitações reais, mas que não perdesse a história”. A Warner deu sinal verde após o sucesso comercial de Watchmen, e Sucker Punch ganhava vida.

Em Março de 2009, começou a escalação de elenco, composto predominantemente por mulheres. Após selecionadas, as atrizes treinaram, por cerca de 12 semanas, diferentes tipos de coreografias de luta; todas suficiente para encarar as diferentes cenas de ação em cenários distintos que o longa promete.


Snyder dirigindo Emily Browing no set

Dando vida a esses cenários, está Rick Carter (na direção de arte) e as empresas de efeitos visuais Animal Logic e Moving Picture Company, que criaran a maioria dos ambientes pela tela verde – Snyder já é especialista no assunto após gravar 300 e Watchmen com essa técnica -, através da computação gráfica. Isso ficaria bacana em 3D não é? Não é o que o diretor, felizmente, acha; descrevendo a conversão para o formato como “problemática”.

Sucker Punch é sobre uma viagem cheia de ação ao interior da mente humana, onde não há regras ou limites físicos, podendo materializar armas e itens necessários (só eu lembrei da Origem?), para fugir de um hospício. É também o segundo filme de Snyder que não pega a censura R (que equivale a 16 ou 18 anos no Brasil), classificando-se como PG-13.

Se o filme funcionar ou não, o grande trabalho de Snyder ainda está por vir: o novo Superman está nas mãos dele.

As belas e perigosas protagonistas do filme (Perdoem a falta de informações, realmente há pouco disponível sobre elas):

Babydoll | Emily Browning

Após a morte de seus entes queridos, Babydoll é aprisionada em um hospício por seu cruel padrasto – após uma tentativa frustrada de estupro. Lá, conhece as outras internas e descobre o mundo imaginário onde ela deverá lutar para sobreviver e libertar-se da prisão.

Blondie | Vanessa Hudgens

A mais experiente em combates.

Sweet Pea | Abbie Cornish

Provavelmente a mais estressada e pé-n0-chão do filme, contradiz às ideias e o plano de Babydoll, não confiando no seu sucesso, mas embarca na aventura como proteção às suas amigas.

Amber | Jamie Chung

Uma leal companheira, é o braço direito de Babydoll

Rocket | Jena Malone

Sincera e sem rodeios, diz tudo o que pensa e é muito determinada, ficando do lado de Babydoll o tempo todo. É também grande amiga de Sweet Pea.

Não é difícil encontrar filmes com lindo visual, por isso recordo aqui 4 excepcionais cenários criados por computador:

Grécia – 300

O primeiro grande sucesso de Snyder, 300 apresenta tons pastéis que parecem dar vida a uma pintura. Alto contraste e com grande uso da luz solar, é um filme belíssimo.

Pandora – Avatar

Abocanhando ambos os Oscars de Fotografia e Direção de Arte, Avatar é o primeiro filme com cenários totalmente digitais a ganhar na primeira categoria. Os efeitos visuais são espetaculares, cenas diurnas apresentam uma variedade impressionante de cores, enquanto nas noturnas, é uma estupefata bioluminescência de tons azuis. Lindo.

Londres – Sweeney Todd

A Londres vitoriana já foi recriada digitalmente muitas vezes (destaque para Sherlock Holmes), mas ganha um peculiar toque sinistro no suspense musical de Tim Burton. O céu, sempre nublado e cinzento apresenta-se como grande responsável pelo tom sombrio da narrativa.

Marte – Watchmen – O Filme

Mais um vindo de Snyder (falo sem medo, ele é o melhor quando se trata de visual), a adaptação dos quadrinhos de Alan Moore ganha cenários autênticos e fieis à história, mas destaca-se o vermelho do planeta Marte. A mistura com o azul luminoso do Dr. Manhattan causa um ótimo efeito.

Como Sucker Punch é um filme onde são as garotas quem chutam traseiros, recordemos aqui outras mulheres que deram trabalho aos vilões:

A Noiva

Na pele de Uma Thurman, a Noiva foi traída por seu grupo criminoso, atacando-a no dia de seu ensaio de casamento. Recuperada, ela vai atrás de cada um deles, enfrentando gangues yakuza, cobras, assassinos, venenos e até uma sepultura. E sempre com estilo…

Trinity

Sempre com apertadíssimo couro preto, Trinity arrebenta programas e agentes com suas invejáveis habilidades marciais, que incluem Kung Fu e Jiu-Jitsu. Também usa muitas armas de fogo e pilota desde motos até helicópteros.

Hit-Girl

Com apenas 12 anos de idade, a letal Hit-Girl é perita em combates corpo-a-corpo, armas de fogo e até espadas. Retalha uma gangue de traficantes e encara sozinha um corredor repleto de mafiosos armados e vê isso como grande diversão. Orgulho de Big Daddy.

Tenente Ripley

Começando como vítima em perigo em grande parte do primeiro filme, a Tenente Ripley transformou-se no desafio supremo dos aliens nos vindouros filmes da franquia. Sigourney Weaver traça a persona correta e adequada – tendo sido indicada ao Oscar pelo segundo filme.

Como parte da divulgação do filme, foram lançados alguns curtas animados, inspirados em elementos e personagens do filme. A animação foi feita por Ben Hibon e é uma boa curiosidade e material de universo expandido. Confira:

As Trincheiras

Dragão

Planeta Distante

Guerreiros Feudais

 

Um pouco sobre o som de Sucker Punch:

Compositor habitual de Zack Snyder, Tyler Bates retorna para trabalhar na trilha original do filme. A lista de faixas ainda não foi divulgada, mas sim uma com canções interessantes, que prometem novas versões de músicas existentes, veja-a:

  1. Sweet Dreams (Are Made Of This) – Emily Browning
  2. Army of Me (Sucker Punch Remix) – Björk featuring Skunk Anansie
  3. White Rabbit” – Emiliana Torrini

  4. I Want It All”/We Will Rock You – Queen with Armageddon Aka Geddy
  5. Search And Destroy – Skunk Anansie
  6. Tomorrow Never Knows – Alison Mosshart and Carla Azar
  7. Where Is My Mind? – Yoav featuring Emily Browning

  8. Asleep – Emily Browning

  9. Love Is The Drug – Carla Gugino and Oscar Isaac

Por enquanto, apenas 30 segundos de cada faixa estão disponíveis, elas podem ser ouvidas aqui:

Sweet Dreams com a voz sexy de Emily Browing é disparado minha preferida.

Bem, o especial acaba por aqui – realmente não sei mais sobre o que falar -, mas aguardemos a crítica do filme, pra ver se todo o esforço visual valerá a pena.

Ficha técnica

Preview: 2011 – Guia do que vem por aí

Posted in Preview with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 3 de janeiro de 2011 by Lucas Nascimento

 

Olá 2011! Depois de Natal, comemorações e festas, hora de nos agendarmos para mais um ano de cinema, que promete grandes filmes, sequências, adaptações, remakes, indicados ao Oscar… enfim, confira abaixo:

Incontrolável

O que é: Tony Scott e Denzel Washington voltam para as ferrovias na história de um trem carregado de explosivos, rumando sem controle para uma pequena cidade nos EUA.

Porque assistir: Pelo trailer, Washington e Chris Pine parecem formar uma boa dupla e aparenta ser uma boa diversão-pipoca.

Desconfianças: O estilo repleto de cortes rápidos e a direção exagerada de Tony Scott não me agradam nem um pouco.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 7 de Janeiro

Ficha Técnica

Bravura Indômita

O que é: O novo filme dos irmãos Joel e Ethan Coen, retomando a parceria com Jeff Bridges no remake do faroeste de John Ford, que conta a história de uma garotinha que busca vingança pela morte de seu pai.

Porque assisitr: Além de ser mais um filme da grande dupla, Bravura Indômita deve receber algumas indicações ao Oscar e o trailer promete uma aventura nostálgica e divertida.

Desconfianças: Sendo um remake, há sempre o perigo de o filme simplesmente copiar o original. Mas duvido que isso aconteça aqui.

Vontade de ver: 5/5

Estreia: 21 de Janeiro ATUALIZAÇÃO: Estreia adiada para 11/02.

Ficha Técnica

Deixe-Me Entrar

O que é: O remake americano de Deixa Ela Entrar, o melhor filme de vampiros já feito, que conta a relação entra uma vampira e um garoto atormentado por valentões na escola.

Porque assistir: Por se tratar do filme sueco e os críticos que assistiram alegam que é um bom remake, que não simplesmente copia o filme original e promete explorar mais a trama. Sem contar que é protagonizado pela ótima Chloe Moretz.

Desconfianças: Matt Reeves ainda é novo na cadeira de direção e desconfio se ele manterá o mesmo tom sombrio e silencioso do filme original e não exagerar nos efeitos visuais.

Vontade de ver: 5/5

Estreia: 28 de Janeiro

Ficha Técnica

Inverno da Alma

O que é: Elogiadíssimo drama sobre uma jovem de 17 anos que sai em busca de seu pai desaparecido e descobrir a verdade sobre ele.

Porque assistir: A trama é bem interessante e a novata Jennifer Lawrence me parece ser uma ótima atriz.

Desconfianças: Espero que não seja excessivamente melodramático.

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 28 de Janeiro

Ficha Técnica

Cisne Negro

O que é: Thriller psicológico de Darren Aronfosky sobre o cotidiano de uma bailarina que, literalmente, se transforma para conseguir protagonizar a peça O Lago dos Cisnes, tendo de ultrapassar uma concorrente misteriosa.

Porque assistir: Se a premissa não lhe interessa, talvez a presença de Natalie Portman, que sem dúvida será indicada ao Oscar, prometendo uma performance memorável.

Desconfianças: Pra mim, nenhuma!

Vontade de ver: 5/5

Estreia: 4 de Fevereiro

Ficha Técnica

O Discurso do Rei

O que é: Fortíssimo candidato ao Oscar, o filme retrata a vida do Rei George V e seu problema de gaguice.

Porque assistir: Pelo trailer, Colin Firth parece estar sensacional e o filme pode até ser divertido.

Desconfianças: O favoritismo pelo filme pode ser muito superestimado.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 4 de Fevereiro

Ficha Técnica

O Vencedor

O que é: Mais um drama que promete dar as caras no Oscar, mostra a relação de um boxeador com suas irmãs e seu irmão problemático viciado em drogas.

Porque assistir: Os constantes elogios sobre o elenco estão me deixando curioso quanto a suas performances, principalmente a de Christian Bale.

Desconfianças: Se você olhar para o trailer, percebe-se claramente que tem diversos elementos clichês e conhecidos de filmes de boxe. Parece Rocky com Mark Whalberg.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 11 de Fevereiro

Ficha Técnica

127 Horas

O que é: A história real do alpinista Aron Ralston, que numa expedição nos cânions dos EUA, acaba preso entre dois desfiladeiros com uma rocha de 200 quilos em cima de seu braço. Depois disso, ele tem que sair de lá.

Porque assistir: Se você, assim como eu, adora filmes claustrobóficos que se passam em um único cenário, parece uma ótima pedida. Vale também pela elogiada atuação de James Franco e a polêmica que o filme causou em suas exibições.

Desconfianças: Se cair na melancolia extrema…

Vontade de ver: 4.5/5

Estreia: 18 de Fevereiro

Ficha Técnica

Reencontrando a Felicidade

O que é: Drama com Nicole Kidman e Aaron Eckhart, que vivem um casal tentando superar uma grande tragédia e encontrar a felicidade.

Porque assistir: Provavelmente vai arrancar algumas indicações ao Oscar e este pode ser o filme que vai devolver a Nicole Kidman seu reconhecimento perdido.

Desconfianças: Pode parecer meio repetitivo, mas este é mais um filme que pode ser destruído se sobrecarregar nas doses melodramáticas.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 18 de Fevereiro

Ficha Técnica

O Besouro Verde

O que é: A versão para os cinemas da famosa série de TV que antes era protagonizada por Bruce Lee, sobre uma dupla de vigilantes que se veste de bandidos para se aproximar do crime.

Porque assistir: Primeiro que Michel Gondry é brilhante, e sua estética visual está bem bacana nos trailers. Segundo, Seth Rogen que co-assina o roteiro com seu amigo Evan Goldberg (juntos escreveram Superbad) e faz o protagonista, prometendo muitas piadas.

Desconfianças: Piadas são sempre bem-vindas, claro, mas o filme não pode se transformar em comédia.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 25 de Fevereiro

Ficha técnica

Bruna Surfistinha

O que é: Adaptação do livro O Doce veneno do Escorpião, que narra a história da Bruna Surfistinha, uma jovem que passou a relatar suas “experiências” em um blog de internet.

Porque assistir: Deborah Secco.

Desconfianças: Um filme desses tem potencial? Já não vimos histórias parecidas com essa?

Vontade de ver: 3/5

Estreia: 25 de Fevereiro

Ficha Técnica

Invasão do Mundo: A Batalha de Los Angeles

O que é: Os alienígenas chegam na Terra e começam a dominar o planeta inteiro; o longa (que pelo título, pode gerar sequências) foca um grupo do exército americano enfrentandos as ameaças em Los Angeles.

Porque assistir: O filme despertou grande interesse e chamou atenção na Comic-Con e o cinema precisa de uma nova franquia de alienígenas; quem sabe se poderá ser esta?

Desconfianças: Será que o longa terá uma trama sustentável, bons atores e não vai cair no patriotrismo exagerado?

Vontade de ver: 3/5

Estreia: 18 de Março

Ficha Técnica

Paul

O que é: Comédia sobre dois amigos que encontram um alienígena foragido da Área 51 e resolvem ajudá-lo a voltar para seu planeta.

Porque assistir: Tem o Simon Pegg e Nick Frost, essa dupla é imbatível.

Desconfianças: A premissa é boa suficiente pra um filme inteiro? Será que vai cair no velho Road Movie?

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 18 de Março (EUA, vai saber se ele chega no Brasil…) ATUALIZAÇÃO: O filme chega no Brasil em 30 de Setembro.

Ficha Técnica

Sucker Punch – Mundo Surreal

O que é: O novo delírio visual de Zack Snyder nos apresenta à Babydoll, uma jovem trancada em um hospício e que nele cria um mundo imaginário em sua mente, onde ela deve encontrar 5 objetos para sobreviver.

Porque assistir: Se tem alguém na atualidade que domina visual e ação como ninguém é Snyder, que promete uma trama bem simples e um típico filme-pipoca, além de ter muitas beldades em seu elenco.

Desconfianças: Esse é o primeiro filme original de Snyder (os outros eram adaptações e remakes) e fica a dúvida se sua criatividade vai além do belo visual.

Vontade de ver: 5/5

Estreia: 23 de Março

Ficha Técnica

Rio

O que é: Nova animação de Carlos Saldanha, mostra a aventura de uma arara que sai dos EUA para viver no Rio de Janeiro.

Porque assistir: Saldanha já provou com A Era do Gelo 3 que sabe divertir o público e tem um elenco de vozes muito bom.

Desconfianças: Se o humor for só para crianças, será só para crianças.

Vontade de ver: 3/5

Estreia: 8 de Abril.

Pânico 4

O que é: O retorno do assasino Ghostface e dos protagonistas da série original, dessa vez utilizando as “regras” de fillmes de terror atuais.

Porque assistir: Wes Craven foi o último que soube como criar serial killers realmente memoráveis e icônicos. Sem falar que o cinema de terror atual precisa da metalinguagem de Pânico.

Desconfianças: Será que Craven vai saber “brincar” com a nova geração?

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 15 de Abril

Ficha Técnica

Your Highness

O que é: Comédia do mesmo diretor de Segurando as Pontas, que dessa vez promete satirizar os filmes de cavalaria e ideade média.

Porque assistir: Daniel Gordon Green, James Franco, Danny McBride e Natalie Portman de fio dental. Quer mais?

Desconfianças: Esse tipo de filme sempre tem o perigo de apelar para o humor pastelão sem graça.

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 8 de Abril (EUA, mas quero ver se chega no Brasil…) ATUALIZAÇÃO: O filme chega no Brasil em 26 de Agosto.

Ficha Técnica

A Garota da Capa Vermelha

O que é: A clássica história da Chapeuzinho Vermelho ganha uma roupagem diferente, que envolve um romance entre Valerie e um estranho, que pode ser o lobisomem que assombra a vila onde ela mora.

Porque assistir: Pelo trailer, o visual é bem interessante e fazer uma versão sombria da história pode dar certo.

Desconfianças: Além de mudar diversos elementos da trama original, a intenção de ter um novo Crepúsculo é óbvia e preocupante.

Vontade de ver: 2.5/5

Estreia: 21 de Abril

Ficha Técnica

Thor

O que é: Mais um super-herói da Marvel que vai ajudar a preencher o grupo dos Vingadores, o deus do Trovão Thor é banido por seu pai Odin para o planeta Terra, onde enfrentará uma lição de humanidade.

Porque assistir: Se você pretende ver Os Vingadores, Thor é uma peça essencial do vindouro filme do super-grupo, além de possuir uma história muito interessante e um bom elenco.

Desconfianças: Se for soltando várias “pistas” e sobrecarregar de personagens – vide Homem-de-Ferro 2 -, vai dar errado.

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 29 de Abril

Ficha Técnica

Piratas do Caribe – Navegando em Águas Misteriosas

O que é: A quarta aventura do pirata Jack Sparrow, só que dessa vez sem os coadjuvantes Will e Elizabeth. Dessa vez, o excêntrico capitão vai atrás da Fonte da Juventude, enfrentando uma ex-namorada e o temível pirata Barba Negra. 

Porque assistir: Sem Will e Elizabeth, a trama pode ser mais focada em Sparrow, e não se perder nas subtramas como no filme anterior.

Desconfianças: O diretor Rob Marshall, especializado em musicais como Chicago e Moulin Rouge é mesmo a melhor escolha?

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 20 de Maio

Ficha Técnica

Se Beber, Não Case! – Parte II

O que é: A continuação da hilária comédia de despedida de solteiro em Las Vegas, a confusão agora será ambientada na Tailândia e terá o dentista Stu se casando (sóbrio, dessa vez).

Porque Assistir: Se você gostou do grande elenco do filme anterior, fará de tudo para encontrá-los novamente.

Desconfianças: O problema é se os roteiristas tentarem refazer o primeiro filme, colocando a mesma estrutura de festa-ressaca-descobrir o que aconteceu.

Vontade de ver: 5/5

Estreia: 27 de Maio

Ficha Técnica

Um Novo Despertar

O que é: Dirigido por Jodie Foster e estrelado por Mel Gibson, conta a história de um sujeito deprimido que acaba adotando uma marionete como responsável por sua vida.

Porque assistir: A premissa é muito interessante e Jodie Foster mostra-se muito segura na direção.

Desconfianças: O sucesso do filme depende de Mel Gibson, que está em sua pior fase de carreira e vida pessoal.

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 27 de Maio

Super 8

O que é: O Cloverfield de 2011. Dirigido e escrito por JJ Abrams – e apadrinhado por Steven Spielberg – o filme mostra um, grupo de crianças que enfrenta misteriosas ameaças alienígenas, que fugiram da Área 51.

Porque assistir: Porque você vai querer saber mais sobre ele não é?

Desconfianças: Nesse tipo de filme onde você não sabe nada sobre a trama, a expectativa pode ser muito grande, e o resultado, médio ou até fraco.

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 1 de Junho

Ficha Técnica

X-Men: Primeira Classe

O que é: O novo filme dos mutantes da Marvel, que vai focar nos primeiros anos da Escola de Charles Xavier e sua relação de inimizade com Magneto.

Porque assistir: O diretor é Matthew Vaughn, o mesmo de Kick-Ass; o cara tem estilo e parece ter uma visão diferente em relação a super-heróis.

Desconfianças: Quase nenhum dos personagens clássicos estará aqui (exclua Wolverine, Jean, Ciclope e outros) e será que a Fox vai deixar Vaughn trabalhar do seu jeito e não atrapalhar no projeto (isso aconteceu com X-Men Origens: Wolverine), tentando transformá-lo em um Crepúsculo com mutantes?

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 3 de Junho

Ficha Técnica

Velozes 5

O que é: Mais corridas ilegais, dessa vez no Brasil.

Porque assistir: O elenco recuperou alguns dos protagonistas dos anteriores e conseguiu adições interessantes, como Dwayne Johnson.

Desconfianças: Sejamos honestos; passa filme, passa carro e Velozes e Furiosos já não empolga como antes.

Vontade de ver: 2/5

Estreia: 6 de Junho

Ficha Técnica

Monstros

O que é: Ficção científica no mesmo tom de Distrito 9, mostra uma espécie alienígena se alastrando no México e um jornalista que tenta encontrar a filha de seu patrão nesse cenário.

Porque assistir: Tem uma trama promissora e uma campanha de marketing caprichada que chama a atenção.

Desconfianças: Parece que está virando moda fazer filmes de alienígenas/monstros de forma realista em tom de documentário, e me pergunto se o sub-gênero ainda tem fôlego.

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 10 de Junho

Kung Fu Panda 2

O que é: Sequência do mediano filme de 2008, mostrará Po tendo sua vida de sonhos interrompida com a chegada de um perigoso vilão que pretende dominar a China.

Porque assistir: O grande elenco do original está de volta.

Desconfianças: O primeiro filme foi muito mediano e sem graça, será que a sequência acerta?

Vontade de ver: 2/5

Estreia: 10 de Junho

Carros 2

O que é: Continuação do longa animado de 2006, vai mostrar os personagens do anterior em uma trama que envolve espionagem.

Porque assistir: Pixar.

Desconfianças: Carros é, de longe, o filme mais inferior da Pixar.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 24 de Junho

A Árvore da Vida

O que é: Novo filme de Terrence Malick, que demorou quase três anos para ficar pronto, mostra a história de Jack e sua trajetória ao aprender as coisas da vida, chegando no ponto de lidar com a morte de seus irmãos.

Porque assistir: O filme em si gera muita expectativa e esse promete ser o mais sensível e ambicioso projeto de Malick.

Desconfianças: Pelo trailer, fica clara a complexidade da trama, que se não orquestrada apropriadamente, pode tornar-se cansativa.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 1 de Julho

Ficha Técnica

Transformers 3

O que é: O novo filme dos robôs-gigantes-alienígenas-transformistas, dessa vez em 3D. A trama não foi muito detalhada, mas envolverá conspirações sobre o pouso lunar durante a Guerra Fria.

Porque assistir: Michael Bay já assumiu em diversas entrevistas sobre a mediocricidade do segundo filme, o que me leva a crer que ele aprendeu com seus erros e a premissa sobre pouso lunar é interessante.

Desconfianças: Se tem Michael Bay envolvido, sempre haverão desconfiaças…

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 1 de Julho

Ficha Técnica

Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2

O que é: A segunda parte de As Relíquias da Morte, que mostrará Harry e seus amigos procurando as horcruxes restantes e encarar de uma vez por todas o Lorde Voldemort.

Porque assistir: Caramba… É o final de uma das maiores franquias cinematográficas da história e David Yates já começou o jogo muitíssimo bem na Parte 1.

Desconfianças: Terminar a saga Harry Potter necessita de muito cuidado e trabalho duro. Não estou especificando alguma desconfiança, apenas alertando do perigo.

Vontade de ver: 5/5

Estreia: 15 de Julho

Ficha Técnica

Capitão América – O Primeiro Vingador

O que é: O Primeiro Vingador do grupo da Marvel, Capitão América: o herói geneticamente alterado que lutou na Segunda Guerra Mundial contra nazistas e o tenebroso Caveira Vermelha.

Porque assistir: Mais uma vez, peça fundamental no tabuleiro dos Vingadores e ver um super-herói lutando nas batalhas da Segunda Guerra pode ser algo muito interessante.

Desconfianças: Joe Johnston é um diretor muito limitado e se o longa se render ao patriotrismo exagerado a là Michael Bay…

Vontade de ver: 4.5/5

Estreia: 29 de Julho

Ficha Técnica

[Rec]³: Genesis

O que é: Novo filme da franquia espanhola de zumbis-demônios, dessa vez promete mostrar a origem do vírus que se espalha nos primeiros filmes.

Porque assistir: Os dois primeiros filmes são excelentes e deve ser interessante acompanhar mais um filme.

Desconfianças: Mostrar a “origem do mal” é uma péssima ideia, porque estraga o elemento de desconhecido que o primeiro filme introduziu.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 29 de Julho (Espanha, no Brasil deve demorar…)

Cowboys & Aliens

O que é: Adaptação de uma graphic novel, o filme mostra uma invasão alienígena em pleno período do Velho Oeste, onde um estranho que fora abduzido pode ser a única salvação.

Porque assistir: Juntar faroeste e alienígenas em um filme é uma promissora ideia que ningúem nunca teve e têm James Bond e Indiana Jones liderando o elenco.

Desconfianças: Se Jon Favreau não tiver cuidado, estará criando o novo As Loucas Aventuras de James West. E ninguém quer isso…

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 12 de Agosto

Ficha Técnica

Lanterna Verde

O que é: A DC comics entra na guerra contra a Marvel e começa a adaptar seus heróis menos conhecidos. O filme é sobre Hal Jordan, que é escolhido por um anel alienígena para se tornar um dos Lanternas Verde, uma polícia intergaláctica.

Porque assistir: É bom ver a DC aproveitando mais seus personagens. A história do Lanterna é muito interessante e promete mesclar aventura, ficção científica e humor, tudo temperado com excelentes efeitos visuais e a boa direção de Martin Campbell.

Desconfianças: Será que Ryan Reynolds segura um blockbuster desse tamanho?

Vontade de ver: 4.5/5

Estreia: 19 de Agosto

Ficha Técnica

O Homem do Futuro

O que é: Comédia de ficção científica que mostra um cientista frustrado que volta no tempo tentando consertar sua vida e conseguir a mulher de seus sonhos.

Porque assistir: É bom ver o cinema nacional tentando alterar os gêneros (chega de comédias românticas e filmes-favela) e arriscar em uma ficção científica que parece ser muito divertida.

Desconfianças: Nesse tipo de filme, é preciso equilibrar as doses de humor com as de ficção científica; se errar, o filme não vai funcionar.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 2 de Setembro

Uma Semana com Marilyn

O que é: Adaptação do livro de Colin Clark, que relatou suas experiências com a atriz Marilyn Monroe durante as filmagens de O Príncipe Encantado.

Porque assistir: Nunca fizeram um filme sobre a icônica Marilyn Monroe e Michelle Williams ficou muito parecida com ela e promete uma performance genial.

Desconfianças: Parece uma grande responsabilidade assumir um projeto desses e um diretor novato no cinema pode não ser a escolha certa.

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 16 de Setembro

A Hora do Espanto

O que é: Refilmagem de um clássico do terror da década de 80, que mostra um jovem fascinado por histórias de terror que descobre que seu vizinho é um vampiro.

Porque assistir: Mais pelo elenco, Anton Yelchin e Christopher Mintz-Plasse são ótimos atores e Colin Farrel promete roubar a cena.

Desconfianças: Caramba, será que filmes de vampiros não vão parar de vir? E precisava mesmo refilmar mais um clássico oitentista?

Vontade de ver: 3/5

Estreia: 14 de Outubro

A Saga Crepúsculo: Amanhecer Parte I

O que é: A primeira parte do aguardado final (aguardado porque a maioria não vê a hora de acabar) da Saga Crepúsculo, que mostrará Bella virando vampira e enfrentando as ameaças do clâ Volturi.

Porque assistir: Amanhecer tem uma história mais madura e o diretor pode ajudar a por ordem nessa franquia.

Desconfianças: Se for monótono, meloso e sem nada de relevante como no filme anterior, é furada.

Vontade de ver: 3/5

Estreia: 11 de Novembro

Ficha Técnica

As Aventuras de Tintim – O Segredo do Unicórnio

O que é: A aguardada adaptação dos livros de Tintim, sob a direção de Steven Spielberg e produção de Peter Jackson, utilizando captura de movimentos e filmagens em 3D esteroscópico. Este primeiro adaptará O Segredo do Unicórnio e uma trilogia está sendo idealizada.

Porque assistir: Quem nunca leu ou assistiu Tintim? As histórias são excelentes e Spielberg e Jackson trabalhando juntos – com um ótimo elenco –  já é motivo para assistir, não importa o que seja.

Desconfianças: A captura de performances usada aqui alcançará um resukltado similar ao de O Expresso Polar e A Lenda de Bewoulf, que não foram muito bem aceitos por hollywood…

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 11 de Novembro

Ficha Técnica

A Invenção de Hugo Cabret

O que é: Novo filme de Martin Scorsese, conta uma história fantasiosa – ambientada no século XX –  sobre um menino que vive numa estação de trem e  descobre um andróide, prestes a revelar uma importante mensagem.

Porque assistir: Martin Scorsese, Chloe Moretz e Sacha Baron “Borat” “Bruno” Cohen em uma aventura cuja premissa é muito interessante.

Desconfianças: Scorsese nunca dirigu um filme “leve” para toda a família, resta esperar se ele combina com o gênero.

Vontade de ver: 4.5/5

Estreia: 9 de Dezembro

O Gato de Botas

O que é: O filme-solo do impagável Gato de Botas, que mostrará desde seu nascimento até sua transformação em temível matador de ogros.

Porque assistir: O Gato de Botas de Antônio Banderas é sem dúvida o melhor personagem da franquia Shrek e todos queremos saber mais sobre ele.

Desconfianças: O que torna o personagem tão chamativo é seu misterio e papel secundário; torná-lo protagonista de seu próprio longa pode acabar com a graça. Ou não.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 9 de Dezembro

Sherlock Holmes  – A Game of Shadows

O que é: Nova aventura da versão truculenta de Sherlock Holmes, que dessa vez enfrentará o perigoso Professor Moriarty.

Porque assistir: O primeiro filme foi uma peça de entretenimento genuíno e descontraído, além de possuir Robert Downey Jr. em uma das melhores performances de sua carreira. O segundo filme promete…

Desconfianças: O roteiro deve ser melhor e as cenas de ação precisam ser mais controladas – no primeiro elas aparecem toda hora, de forma desconexa – e o mistério, maior.

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 16 de Dezembro

Ficha Técnica

The Girl with the Dragon Tattoo

O que é: Remake do controverso filme sueco Os Homens que não Amavam as Mulheres, sobre uma hacker e um jornalista que tentam desvendar um misterio envolvendo o desaparecimento de uma jovem.

Porque assistir: David Fincher é um dos melhores diretores da atualidade e ele reuniu um grande elenco para a refilmagem, liderado pela promissora Rooney Mara.

Desconfianças: Precisava mesmo refilmar?

Vontade de ver: 4/5

Estreia: 21 de Dezembro, no Brasil em 10 de Fevereiro de 2012…

Ficha Técnica

Missão Impossível: Ghost Protocol

O que é: Ethan retorna em uma quarta aventura que promete recomeçar a franquia. Nenhuma informação sobre a trama, cujas filmagens passaram pelo prédio mais alto do mundo, em Dubai.

Porque assistir: Quem dirige é Brad Bird, que dirigiu algumas das melhores animações da Pixar e parece ter ideias muito chamativas para o filme.

Desconfianças: Assim como muitas franquias por aí, Missão Impossível também está perdendo ânimo.

Vontade de ver: 3.5/5

Estreia: 30 de Dezembro

Bem, aqui estão algumas das principais estreias. É claro que ao longo do ano, mais filmes serão lançados (as surpresas e produções menores/ independentes) e não esqueçam: as datas de lançamento podem vir a mudar. Espero que tenham apreciado minha seleção e fiquem ligados para as primeiras críticas aqui no blog.

Novo eletrizante trailer de Sucker Punch

Posted in Trailers with tags , , , , on 4 de novembro de 2010 by Lucas Nascimento

O novo longa de Zack Snyder, Sucker Punch – Mundo Surreal, ganhou seu segundo e empolgante trailer, que sumariza muito bem a trama. Confira a versão legendada abaixo.

Escolhido o diretor do novo Superman

Posted in Notícias with tags , , , , , , , , , on 4 de outubro de 2010 by Lucas Nascimento

E a busca pelo diretor do novo filme do Homem de Aço chega ao fim; quem dirigirá a produção “apadrinhada” por Christopher Nolan será o mestre do visual da atualidade, Zack Snyder.

Snyder já é bem conhecido pelos corredores da Warner, já fez 300, Watchmen, A Lenda dos Guardiões e Sucker Punch com o estúdio. Resta torcer para que ele acerte no filme do Superman. O roteiro está sendo escrito por David S. Goyer, a partir de um argumento de Christopher Nolan.

Snyder e Nolan trabalhando juntos. O resultado promete…