Arquivo para will smith

Confira o primeiro trailer de ESQUADRÃO SUICIDA

Posted in Trailers with tags , , , , , , , , , , , on 13 de julho de 2015 by Lucas Nascimento

squad

Depois de ter lançado oficialmente o trailer de Batman vs Superman: A Origem da Justiça da Comic Con, a Warner agora faz o mesmo com a prévia de 3 minutos de Esquadrão Suicida. Confira:

O filme de supervilões da DC traz Will Smith (Pistoleiro), Viola Davis (Amanda Waller), Margot Robbie (Arlequina), Cara Delevingne (Magia) e Jared Leto (Coringa. David Ayer é o diretor.

Esquadrão Suicida estreia em 4 de Agosto de 2016.

 

Anúncios

Elenco reunido em ESQUADRÃO SUICIDA

Posted in Notícias with tags , , , , , , , , , on 3 de maio de 2015 by Lucas Nascimento

E o diretor David Ayer acaba de divulgar uma nova imagem com o elenco principal de Esquadrão Suicida! Confira:

squad

Estão aí: Amarra (Adam Beach), Capitão Bumerangue (Jai Courtney), Encantadora (Cara Delavigne), Katana (Karen Fukuhara), Rick Flagg (Joel Kinnaman), Arlequina (Margot Robbie), Pistoleiro (Will Smith), Killer Croc (Adewale Akinnuoye-Agbaje) e El Diablo (Jay Hernandez).

Esquadrão Suicida estreia em 4 de Agosto de 2016.

E olha o Will Smith com a máscara:

squad_03

| Golpe Duplo | Crítica

Posted in Cinema, Comédia, Críticas de 2015, Romance with tags , , , , , , , , , , on 16 de março de 2015 by Lucas Nascimento

5.0

focus3
Will Smith e a estonteante Margot Robbie

Mesmo estando em cartaz a pouquíssimo tempo, Golpe Duplo já pode ser considerado um novo clássico que não demorará para encontrar seu lugar ao lado de O Poderoso Chefão, Cidadão Kane e 2001: Uma Odisseia no Espaço como um dos melhores filmes da História do Cinema.

A trama…

Golpe Duplo | Crítica (De verdade)

2.5

focus3
Will Smith e a estonteante Margot Robbie

Desnecessário explicar que esta introdução foi eu enganando vocês, caros leitores, da mesma forma que o filme de Glenn Ficarra e John Requa faz constantemente ao longo de sua curta duração. E por mais que seja divertido ser surpreendido por reviravoltas, torna-se maçante quando aposta em explicações absurdas e saídas simplesmente… estúpidas. Pode-se tornar cansativo também. E óbvio.

A trama nos apresenta ao habilidoso golpista Nicky (Will Smith), que faz fortuna aplicando pequenos furtos com sua equipe. Ao conhecer a prodígio Jess (Margot Robbie), ele decide colocá-la sobre sua asa e ensinar-lhe os macetes do negócio. Tudo complica quando os dois se apaixonam em meio a um elaborado golpe que mira o argentino Garriga (Rodrigo Santoro).

O problema com Golpe Duplo é que tenta ser espertinho demais. O roteiro, também de autoria de Ficarra e Requa, gosta de criar sequências elaboradas de planejamentos e execuções que parecem requerir o trabalho de ilusionistas e feiticeiros para funcionar. E talvez a introdução de elementos místicos funcionasse melhor (ah não, espera, lembrei daquele Truque de Mestre) do que as explicações que a dupla oferece para a execução de tais golpes, que vão desde um uso bizarro de “Simpathy for the Devil” dos Rolling Stones até uma ressuscitação pulmonar nada medicinal. Quem assistiu ao filme anterior da dupla (o ótimo Amor a Toda Prova) sabe que sua capacidade de surpreender, mas o que eles propõem aqui é forçar amizade…

Admito que é divertido quando o longa sabe bem como brincar, especialmente na sequência em que Nicky parece se descontrolar ao apostar sobre os resultados de um jogo, e vemos como Ficarra e Requa realmente sabem como criar tensão (e a fotografia usa o desfoque com inteligência aqui, dada a filosofia do protagonista e o título original da produção), ou quando acompanhamos um personagem aleatório em uma série de ações igualmente aleatórias, apenas para que este cause uma batida de carro crucial; rendendo também um caprichado longo plano.

Mesmo que os créditos sempre tragam o nome de Will Smith primeiro – e o ator esteja habitualmente agradável -, é Margot Robbie quem rouba os holofotes. Não só por sua beleza absolutamente hipnotizante, mas também pelo imenso carisma e pelo arco de sua personagem, que é de longe o mais interessante, dada sua transformação em “quase” femme fatale – ainda que óbvio, mas a atriz faz valer a pena cada frame de sua participação. E sobre Rodrigo Santoro, resta dizer que sua participação passa longe de ser memorável, em um simples estereótipo do magnata ambicioso.

Golpe Duplo passa longe de ser um desastre, mas certamente é um filme muito menos inteligente do que se assume, podendo ao mesmo tempo divertir e provocar risos involutários com suas resoluções implausíveis. Porém Margot Robbie.

Elenco de ESQUADRÃO SUICIDA confirmado

Posted in Notícias with tags , , , , , , , , , , , on 2 de dezembro de 2014 by Lucas Nascimento

IMG_8514

A Warner enfim soltou o elenco oficial de Esquadrão Suicida, filme de supervilões da DC dirigido por David Ayer.

E ficou assim:

Jared Leto será o Coringa.
Margot Robbie será a Arlequina.
Will Smith será o Pistoleiro.
Tom Hardy será Rick Flagg.
Jai Courtney será o Capitão Bumerangue.
Cara Delevingue será a Encantadora.

Não sabemos nada sobre a trama, mas as filmagens começarão em Abril do ano que vem. O Lex Luthor de Jesse Eisenberg talvez apareça também.

Esquadrão Suicida estreia em 5 de Agosto de 2016.

IMG_8513.JPG
Fan art de Leto como Coringa

| MIB – Homens de Preto 3 | Um bem-vindo (e satisfatório) retorno

Posted in Cinema, Comédia, Críticas de 2012, Ficção Científica with tags , , , , , , , , , , , , , on 26 de maio de 2012 by Lucas Nascimento


Túnel do tempo: O agente J (Will Smith) e o rejuvenescido agente K (Josh Brolin)

No quarto parágrafo, há algumas revelações sobre a trama (nada muito revelador, mas esteja avisado)

Viagem no tempo sempre foi um dos temas mais interessantes da ficção científica no cinema, tendo ganhado boas obras que fazem jus a seu imenso potencial – a maior delas, sem dúvidas é a trilogia De Volta para o Futuro. E é justamente dessa fonte da qual MIB – Homens de Preto 3 toma bastante inspiração, rendendo uma aventura divertida e que rende ótimos momentos.

A trama traz o agente J (Smith) voltando para o ano de 1969, na tentativa de salvar seu parceiro K (Jones) do perigoso alienígena Boris, o Animal (Jemaine Clement) que após assassiná-lo no passado, criou uma realidade alternativa onde a Terra é vítima de uma invasão. Com a ajuda do rejuvenescido K (Josh Brolin), J deverá impedir o vilão e salvar o mundo.

Foram dez anos desde o último MIB, e se o longa anterior não alcançava o mesmo nível do original, já é um progresso notar como o terceiro filme já é um aprimoramento. O roteiro de Etan Cohen, David Koepp, Jeff Nathanson e Michael Soccio (apesar de apenas Cohen ser creditado) mostra-se mais forte e melhor trabalhado, ousando (e divertindo-se) com os conceitos de viagem no tempo. Muitas vezes na forma de Griffin (o relaxado Michael Stulhbarg, de Um Homem Sério), o texto cria discussões interessantes ao mesmo tempo em que brinca com a ideia de que uma simples ação pode mudar o futuro de meios inimagináveis (vide a piada com K esquecendo a gorjeta).

Dentro dessa lógica de viagens no tempo, é importante ressaltar que o diretor Barry Sonnenfeld não as leve tão a sério (e nem deveria, já que isso é uma comédia). No entanto, isso não impede que os roteiristas cometam erros enormes de continuidade. Exemplo: quando J luta contra Boris no clímax, ele usa o dispositivo de viagem no tempo para retornar há alguns minutos atrás e aprender os golpes de seu oponente. Mas ao voltar no tempo, deveria haver dois agentes J (da mesma forma como acontece com Boris, que retorna e alia-se com sua própria versão de 1969) e não um agente J que tenha a consciência da informação que acabou de obter. Não sou nenhum expert no assunto, mas há uma irregularidade aí.

Ainda assim, com o cenário seiscentista bem estabelecido (há espaço para boas gags envolvendo celebridades da época), o elenco consegue trabalhar à vontade. Will Smith está habitualmente carismático e Tommy Lee Jones mantém sua boa presença – mesmo que em tempo consideravelmente menor em tela – mas quem chama a atenção é o ótimo Josh Brolin, que recria com sucesso e maestria os maneirismos de Jones como o jovem K, conseguindo também acrescentar uma camada de sentimentalidade ao personagem e uma química genuína com Smith – merecendo uma indicação ao Oscar pela impecável performance. Do lado alienígena do elenco, Jemaine Clement faz de Boris um belo vilão, mesmo que o mérito de sua presença fique mais em sua caracterização do que atuação.

Acertando também nas sempre incríveis maquiagens de Rick Baker, MIB – Homens de Preto 3 é um belo entretenimento e que traz conceitos de viagem no tempo muito interessantes e momentos sentimentais convincentes. Citando Griffin, essa é uma realidade na qual o terceiro filme se sai até melhor do que o primeiro.

Revisitando MIB – HOMENS DE PRETO

Posted in Especiais with tags , , , , , , , , on 25 de maio de 2012 by Lucas Nascimento

Com MIB – Homens de Preto 3 chegando aos cinemas de todo o mundo hoje, publiquei esse post a fim de reavaliar os longas anteriores da franquia. Vamos lá:

MIB – Homens de Preto (1997)

Impulsionado principalmente pelo ótimo carisma e interação entre Will Smith e Tommy Lee Jones, o primeiro filme da trilogia é um mix perfeito entre comédia e ficção científica. A trama é bem divertida e caricaturial (seja no visual bizarro dos alienígenas, seja na sátira aos setores governamentais secretos dos EUA) e oferece um genuíno entretenimento, além da já mencionada química entre os protagonistas. Filme de origem, acompanhamos o processo de seleção e treinamento do agente J (Smith), que em parceiria com K (Jones) deve salvar o mundo de uma criatura-inseto.

MIB – Homens de Preto II (2002)

Cinco anos depois, Barry Sonnenfeld reune sua equipe para a continuação. Com um considerável intervalo de tempo entre um filme e outro, era de se esperar uma história mais decente do que a que vemos em Homens de Preto II. A primeira metade da projeção é praticamente uma cópia do antecessor (com um personagem alienado à existência da organização MIB, aprendendo sobre a existência de vida extraterrestre) e traz algumas ideias que não passam do ridículo. Traz, no entanto, boas cenas de ação e um coadjuvante de luxo na forma do cachorro Frank.

Agora só falta o terceiro! Amanhã tem crítica aqui no blog.

Primeiro trailer de HOMENS DE PRETO 3

Posted in Trailers with tags , , , , on 12 de dezembro de 2011 by Lucas Nascimento

Depois de quase 10 anos do segundo filme, chega a continuação da franquia Homens de Preto. O terceiro filme ganhou hoje seu primeiro e divertido trailer (“ele sorri assim” foi bacana), trazendo de volta Will Smith e Tommy Lee Jones como os agentes que protegem a Terra de ameaças alienígenas. Confira:

Homens de Preto 3 estreia em 25 de Maio de 2012.