Arquivo para a rede social

Primeiro trailer de STEVE JOBS

Posted in Trailers with tags , , , , , , , , , , on 17 de maio de 2015 by Lucas Nascimento

E acaba de sair o trailer teaser de Steve Jobs, projeto sobre o fundador da Apple escrito por Aaron Sorkin e dirigido por Danny Boyle. Michael Fassbender, Kate Winslet, Seth Rogen e Jeff Daniels são apresentados na prévia, que é breve, mas muito eficiente: sinto uma vibe de A Rede Social.

Confira:

Steve Jobs estreia em 9 de Outubro nos EUA.

Anúncios

Top 10 David Fincher

Posted in Especiais with tags , , , , , , , , , , , , , on 1 de outubro de 2014 by Lucas Nascimento

david-fincher-girl-with-the-dragon-tattoo

A estreia de Garota Exemplar nesta semana marca a chegada do 10º filme de David Fincher. Já que todo mundo inventou de rankear os filmes do diretor, deixo aqui meu top 10 pessoal de Fincher. Confira!

10. Alien³

3.0

alien-3-sigourney-weaver

Óbvio. A estreia de Fincher na direção foi marcada por polêmicas e desacordos com o estúdio. O longa continua a saga iniciada por Ridley Scott, apresentando uma trama interessante, mas mal executada e sem muito sentido (os erros de continuidade, terríveis) , fruto de uma produção conturbada. No entanto, possui um visual estimulante e algumas boas ideias.

9. Vidas em Jogo

3.5

gam

Trazendo Michael Douglas em uma performance intensa, o filme é um pesado suspense que brinca com o espectador do inicío ao fim. A trama gira em torno de um homem de negócios que tem sua vida infernizada por um misterioso jogo que parece vigiá-lo e tentar matá-lo a todo custo. O tom do filme é tenso e bem executado, mas apresenta um final decepcionante.

8. Quarto do Pânico

3.5

pr

Basicamente, um bom exercício visual para Fincher. Aprimorou técnicas de direção, alcançando resultados mais dinâmicos, mas não supreendeu muito no roteiro que, com a excelente premissa de trazer uma mãe e filha presas em um quarto de segurança enquanto ladrões vasculham seu lar, mostra-se inverossímil em alguns momentos. Jodie Foster segura o filme da melhor maneira possível.

7. O Curioso Caso de Benjamin Button

4.0

the-curious-case-of-benjamin-button

Com grande influência de Forrest Gump (o roteiro é de Eric Roth, o mesmo do filme com Tom Hanks) o conto fantasioso sobre um homem que nasce de trás para frente é o trabalho mais fantasioso do cineasta. De qualquer forma, permanece uma bela obra, visualmente deslumbrante e mostra que Brad Pitt sempre se sai melhor com David Fincher (com exceção de Queime depois de Ler, que eu considero seu melhor papel).

6. Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres

4.5

dragontattoo_228

Adaptando com maestria o primeiro capítulo da trilogia literária de Stieg Larsson, David Fincher reúne aqui muitas características de seus trabalhos anteriores em uma sombria trama que traz serial killers, estupradores e empresários corruptos como antagonistas. Ainda que o visual e a montagem do filme sejam impecáveis, o destaque fica mesmo para a inebriante performance de Rooney Mara como Lisbeth Salander. Crítica

5. Garota Exemplar

5.0

gonegirl_22

Com o lançamento nessa semana, já encontrei um lugar para Garota Exemplar na lista (e permanecerá aqui, pelo menos até minha segunda visita). É mais um thriller bem construído e inteligente, dessa vez contando com apoio de um roteiro repleto de reviravoltas marcantes, um comentário social e jornalístico pesadíssimo e um inesperado humor negro que permeia toda a projeção. Uma adaptação fiel e que traz um ótimo elenco, encabeçado por Ben Affleck e a revelação Rosamund Pike. Crítica

4. Clube da Luta

5.0

605562f36a0829fc161ac16666500170

Um dos filmes mais icônicos da década de 90, é também o mais notório da carreira de Fincher. Brad Pitt e Edward Norton arrasam em seus papeis e fazem um jogo psicológico-anárquico impressionante ao ilustrar a crise existencialista de um estranho, que inicia uma espécie de clube onde homens reúnem-se para trocar porradas e “viver a vida”. Acho hilário quando usam a definição de que o filme é uma comédia romântica…

3. Zodíaco

5.0

zodiákus2

Mostrando mais uma vez sua especial habilidade em thrillers de serial killers, Fincher acerta na investigação real do Zodíaco; um notório assassino que nunca foi preso ou localizado. Fotografia sombria, atuações eficientes do elenco (com destaque para Jake Gyllenhaal, Mark Rufallo e Robert Downey Jr.) e um clima tenso e amedrontador de que o culpado pode estar em qualquer lugar. Também é um tapa na cara daqueles que esperam um filme de gênero convencional, o que nos leva ao número 2 da lista…

2. Se7en – Os Sete Crimes Capitais

5.0

Seven 2

Na minha opinião, o melhor filme com a temática de serial killers já feito. Perturbador e envolvente, o thriller policial mostrou o talento de Fincher em comandar investigações e criar um denso clima de suspense. A dupla principal, formada por Brad Pitt e Morgan Freeman, tem um carisma e química genuíno e é interessante observar como a relação entre os dois vai crescendo a passo que caçam um perigoso serial killer que mata com inspirações nos sete pecados capitais. Kevin Spacey tem pouco tempo em cena, mas é inesquecível – assim como seu tenebroso clímax.

1. A Rede Social

5.0

redesocial_48

Daqui a uns 40 anos, vamos estar olhando para A Rede Social e percebendo que este é um clássico definidor de gerações. Alguns podem dizer que é o filme menos David Fincher de sua carreira, mas não estariam prestando atenção nos maravilhosos 120 minutos que contam a origem do Facebook e seu fundador antissocial, Mark Zuckerberg. Dominado por diálogos, diálogos e mais diálogos, o longa ganha ritmo graças à direção firme do diretor e a assombrosa trilha sonora vinda de Trent Reznor e Atticus Ross. Perfeito em cada setor, não vejo nenhum absurdo quando se referem ao filme como o Cidadão Kane de nossos temas (em temática, não inovação narrativa, diga-se de passagem). Crítica

E aí, qual o seu?

| Garota Exemplar | Crítica

Posted in Críticas de 2014, Drama, Suspense with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 30 de setembro de 2014 by Lucas Nascimento

5.0

GoneGirl
Casamento em pedaços

Quando David Fincher faz um suspense, sinto que estou prestes a ver um chef italiano em uma trattoria, um profissional hábil em seu ambiente mais familiar. Seria mais fácil definir quais filmes do diretor não são representantes do gênero, e estaria me referindo a O Curioso Caso de Benjamin Button e A Rede Social. Com Garota Exemplar, Fincher embarca mais uma vez em sua zona de conforto, e caramba… O cara nunca esteve tão à vontade.

Gillian Flynn adapta seu próprio romance na trama que se concentra no casal Nick (Ben Affleck) e Amy Dunne (Rosamund Pike). Com o casamento desgastado, a situação se complica quando Amy desaparece subitamente, iniciando uma investigação que coloca seu marido como principal suspeito; ainda que ele insista em sua inocência e tente resolver por si próprio o mistério.

Acho fascinante como Fincher, mesmo atuando diversas vezes no mesmo genêro é capaz de abordar diferentes temas – e de diferentes formas – em suas incursões. Seven – Os Sete Crimes Capitais era puramente sobre a abominação na Terra, Zodíaco se dedicava a analisar a obsessão de um homem por respostas e seu Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres era uma mistureba que trazia temas como credibilidade jornalística e os abusos da mulher na Suécia. Garota Exemplar é uma maravilhosa experiência que se concentra nas hipocrisias do circo midiático e os problemas de um casamento, e o que surpreende é como Fincher e Flynn permeiam a história com um inesperado senso de humor negro e cínico: convenções quanto a formulaica história do “Boy Meets Girl, Boy Loses Girl” são quebradas de forma assombrosa, levando a uma conclusão amarga e da qual é impossível não soltar uma risadinha maliciosa. Até uma gag visual e metalinguística em especial diverte, quando a polícia encontra a “primeira pista”.

Mas há muito mais sob as aparências. Vou ser bem cuidadoso para não revelar spoilers, contentando-me a dizer que o roteiro começa a surpreender à medida em que vamos aprendendo melhor sobre quem é Amy Dunne, e quais os motivos que levaram à sua situação nebulosa. Para isso, o montador Kirk Baxter (aqui, sem o habitual parceiro Angus Wall) equilibra com maestria os flashbacks que nos colocam dentro do diário de Amy, onde esta compartilha não só o início de sua relação com Nick, mas também dos problemas. Baxter é genial ao apostar em cortes sutis e irônicos, como o beijo do casal que é logo interrompido para uma cena em que a polícia colhe uma amostra de DNA da boca de Nick e também seu uso de fades to black para pontuar as transições temporais e as situações mais intensas. E já que falei em pontuar, Trent Reznor e Atticus Ross novamente oferecem uma trilha sonora sombria e distorcida, facilmente criando uma atmosfera pesada.

GoneGirl
Rosamund Pike: sua hora de brilhar

Mas quando falamos de Amy, precisamos falar de Rosamund Pike. O nome é desconhecido para a maioria, mas certamente em algum momento vocês já a viram por aí em papéis menores (vilã em 007: Um Novo Dia Para Morrer, advogada em Jack Reacher: O Último Tiro e recentemente a ex-namorada de Simon Pegg em Heróis de Ressaca). Com sua performance em Garota Exemplar, Pike merece explodir no circuito comercial e também em futuras premiações. Sua Amy é um ser complexo e difícil de se entender, praticamente uma representação carnal do enigma da esfinge egípcia: decifra-me ou te devoro, literalmente. Pike é talentosa em sua atuação cheia de nuances e transformações, juntando-se a Rooney Mara e Jodie Foster como uma das mulheres mais fortes da filmografia de Fincher – ainda que a personagem de Pike penda para um grau de psicopatia.

Aliás, o longa certamente é capaz de despertar debates interessantes, especialmente entre casais, sobre as decisões tomadas pelos personagens. Ben Affleck se sai muito bem no “lado masculino” da discussão, criando um Nick que é muitas vezes burro ingênuo demais, mas também capaz de esconder segredos do público. Fincher sempre incita a dúvida quanto a real posição de Nick na situação, e é delicado ao retratar as mudanças de atitude da polícia (representado pela ótima Kim Dickens) em relação a este. Temos neste universo rico – e lindamente fotografado por Jeff Cronenweth – diversos personagens carismáticos, incluindo o advogado Tanner Bolt (Tyler Perry, casting perfeito), a irmã Margo (Carrie Coon, divertida e leal) e o misterioso Desi Collings (Neil Patrick Harris), cuja construção é repleta de influências hitchcockianas, especialmente a obsessão por loiras vista em Um Corpo que Cai.

Garota Exemplar é um filme poderoso e surpreendente, seja por suas reviravoltas imprevisíveis ou pelo humor negro que adota para retratar temas e situações relevantes no momento – sendo a instituição casamento seu principal alvo. Um dos melhores do ano e também da filmografia do sr. David Fincher.

Novos pôsteres de GAROTA EXEMPLAR

Posted in Notícias with tags , , , , , , , , , , , , , , on 1 de agosto de 2014 by Lucas Nascimento

A dois meses de sua estreia nos cinemas, Garota Exemplar ganhou dois novos pôsteres. As artes são similares, mostrando Ben Affleck assombrado pelos olhos de sua esposa desaparecida, vivida por Rosamund Pike. Confira:

gonegirl_p2

gonegirl_p3

David Fincher adapta o romance de Gillian Flynn, contando também com Neil Patrick Harris e Tyler Perry no elenco. O grande Jeff Cronenweth retorna para o cargo de diretor de fotografia e os músicos Trent Reznor e Atticus Ross repetem a parceria com o diretor, após A Rede Social e Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres.

Garota Exemplar estreia em 2 de Outubro.

Novo trailer de GAROTA EXEMPLAR

Posted in Trailers with tags , , , , , , , , , , , on 7 de julho de 2014 by Lucas Nascimento

Gone-Girl-Trailer

Depois do contagiante teaser trailer e da campanha de evidências lançada no sábado, Garota Exemplar de David Fincher acaba de ganhar seu segundo trailer. Como esperado, ele explora melhor a trama que envolve o desaparecimento de Amy Dunne (Rosamund Pike), e as suspeitas que se voltam para o marido Nick (Ben Affleck). Mais um filmaço de Fincher? Aposto que sim.

Confira:

Vale sempre lembrar que o filme terá novamente trilha sonora original de Trent Reznor e Atticus Ross, repetindo a parceria com Fincher após A Rede Social e Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres. Fiquem de olho para os primeiros samples.

Garota Exemplar tem estreia prevista para 2 de Outubro no Brasil.

Christian Bale pode interpretar Steve Jobs em filme de David Fincher

Posted in Notícias with tags , , , , , , , , , , , , , , , on 20 de março de 2014 by Lucas Nascimento

bak

A cinebiografia de Steve Jobs que a Sony Pictures prepara com o roteirista Aaron Sorkin tem novos rumores. O diretor David Fincher (que entregou A Rede Social e Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres para o estúdio) teria conversado com a chefe do estúdio, Amy Pascal, e exigindo que Christian Bale interpretasse o fundador da Apple.

Quem soltou a informação foi o The Wrap, mas nada oficial foi divulgado por parte da Sony ainda. Bale seria o terceiro ator a interpretar Jobs, juntando-se a Noah Wyle, do telefilme Piratas do Vale do Silício, e Ashton Kutcher, do indie Jobs. Impossível vencer Kutcher no quesito de semelhança física, mas Bale certamente entregaria uma baita atuação – e mais transformações físicas memoráveis.

A ideia é muito interessante, torço para que Fincher embarque no projeto.

Fincher lança Garota Exemplar em Outubro e Bale termina Êxodo, de Ridley Scott, para um lançamento em 30 de Dezembro.

David Fincher pode dirigir novo filme sobre Steve Jobs

Posted in Notícias with tags , , , , , , , , on 26 de fevereiro de 2014 by Lucas Nascimento

20140226-185711.jpg

A cinebiografia de Steve Jobs protagonizada por Ashton Kutcher ainda nem desceu pela goela e já temos mais uma produção sobre o fundador da Apple a caminho. Na verdade, essa é a versão oficial (a Sony é quem tem os direitos de adaptação do a biografia autorizada de Jobs), que já tem roteiro finalizado por Aaron Sorkin – que definiu o filme com uma estrutura de 3 atos com meia hora cada.

E agora, ninguém menos que o perfeccionista David Fincher teria sido contratado para dirigir o filme. Se for realmente verdade, Fincher e Sorkin repetem a parceria que funcionou maravilhosamente bem em A Rede Social, longa de 2010 sobre a criação do Facebook.

Fincher lança em outubro sua adaptação de Garota Exemplar, enquanto Sorkin concentra-se na temporada final de The Newsroom, da HBO.

Empolgadíssimo, espero que se confirme!